AIG Logo

A última edição da campanha de relacionamento e incentivo da AIG Rally dos Corretores superou as expectativas, com o crescimento significativo em prêmios nos seguros de Riscos Cibernéticos (Cyber), RD Equipamentos voltado para o maquinário de construção civil e agro (linhas amarela e verde) e Responsabilidade Civil Geral. Como resultado, 20 representantes de corretoras e assessorias de São Paulo (capital e interior), Paraná, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás e Bahia estarão com a AIG na Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, para um rally de regularidade exclusivo em meio à paisagem dos canyons da região.

Além do grande prêmio, os cerca de 8.000 corretores participantes concorreram a recompensas instantâneas de acordo com o produto e desafio proposto a cada mês. Os produtos participantes foram: CyberEdge® (riscos cibernéticos), seguro Patrimonial, seguro de RD (Riscos Diversos) Equipamentos de linhas amarela (construção civil) e Equipamentos linha verde (agrícola), seguro de Responsabilidade Civil Geral e Seguro Viagem Corporativa. “De março a novembro, centenas de parceiros atingiram as metas mensais e puderam escolher o resgate de prêmios a partir das transações feitas no Portal”, explicou Rodrigo Valadares, Gerente de Corretores Nacionais da AIG.

Até o final do Rally 2019, a AIG promoveu cerca de 30 treinamentos sobre produtos e tendências no setor, entre encontros presenciais e online, com cerca de 1.500 corretores participantes nas diferentes regiões.  “Durante a campanha e por meio dos nossos treinamentos, buscamos apresentar os diferentes riscos presentes nos mais variados negócios e como os Seguros AIG atuam como aliados na continuidade do negócio das empresas”, afirmou Rodrigo.

Crescimento em prêmios e cotações

Com o Rally dos Corretores, os seguros RD Equipamentos e Cyber superaram os 100% de crescimento em prêmios emitidos (GPW). Outro destaque foi o crescimento na procura e cotação pelos seguros RC Geral e Cyber. "Ao trabalharmos junto com os corretores, podemos contribuir para que explorem novas oportunidades de diversificação dos negócios”, completa Rodrigo.

Confira os 20 vencedores da Etapa Exploradores do Rally dos Corretores 2019:

CORRETORAS

REGIÃO

GALCOR

SÃO PAULO (CAPITAL)

INTERBROK

SÃO PAULO (CAPITAL)

EUROAMERICA

SÃO PAULO (CAPITAL)

WIZ

SÃO PAULO (CAPITAL)

INSURANCE FIVE CORRETORA

SUMARÉ (SP)

SEGURALTA CORRETORA

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO (SP)

FIRMUS

CURITIBA (PR)

UNIFICADO CORRETORA

CURITIBA (PR)

TOP CORRETORA

CURITIBA (PR)

CREDITEC CORRETORA DE SEGUROS       

RJ E NORDESTE

ADMIRAL CORRETORA E ADMINISTRADORA

RJ E NORDESTE

FOUR CORRETORA DE SEGUROS

RJ E NORDESTE

UMANI GESTORA E CORRETORA

MINAS E CENTRO OESTE

DEAL ADMINISTRADORA E CORRETORA

MINAS E CENTRO OESTE

GENOMA CORRETAGEM DE SEGUROS

MINAS E CENTRO OESTE

ALA CORRETORA DE SEGUROS

CAXIAS DO SUL (RS)

PAZINATO ADMINISTRADORA

PORTO ALEGRE (RS)

REPGEN

ASSESSORIA (BA/GO)

BR RISKS

ASSESSORIA (SP)

HMF

ASSESSORIA (SP)

Fonte: CDI, em 15.01.2020

Ficar atento às necessidades dos clientes faz você perceber que final de ano é boa época para vender seguros. Veja as nossas dicas e não perca essa oportunidade.

Todo corretor sabe que nem sempre é fácil encontrar um cliente e o convencer de que o produto que está sendo oferecido é necessário. No final de ano é boa época para vender seguros, apesar de não parecer.

Quando o ano está acabando parece que muitas coisas mudam, inclusive a rotina e a programação do que será feito. Vêm as promessas e existe uma preocupação maior com os familiares. Isso é resultado do espírito natalino.

Se está pensando em impulsionar as suas vendas, veja as dicas e motivos para vender mais.

imagem sanaira 10122019

Final de ano é boa época para vender seguros, pois, as pessoas receberam o décimo terceiro

O 13º salário faz com que as pessoas tenham um dinheiro extra para gastar e ele pode ser investido em um seguro, se esse for bem aproveitado.

Vale a pena usar desses recursos que o consumidor possui para mostrar como um seguro é importante.

Lembre-se de mostrar que o valor não será gasto, mas investido na proteção de bem e da própria saúde. Mostre quais são os benefícios que o segurado poderá usufruir.

Final de ano é boa época para vender seguros, pois, as pessoas estão mais generosas

O chamado espírito natalino deixa as pessoas mais generosas. Uma prova disso é que deixam caixinha nas lojas e acabam comprando vários presentes.

Vale a pena aproveitar desse momento para que o seguro seja aceito mais facilmente pelo cliente que está mais receptivo às propostas.

Fale que o seguro traz ganhos e que, inclusive, é possível presentear os parentes com ele, assim quem sabe já não vende um seguro de vida para a família toda.

Final de ano é boa época para vender seguros porque querem tranquilidade nas festas

No final de ano é comum as pessoas viajarem de carro e deixarem a casa vazia. Isso quer dizer que os bens estão mais expostos a riscos, a residência pode chamar a atenção de bandidos.

Já o carro pode se envolver em um acidente ou ter problemas na estrada. Usando esses argumentos é possível mostrar que o seguro de carro é fundamental e o de casa também pode trazer mais tranquilidade para quem deseja passar o natal, ano novo e o restante dos meses apenas se divertindo sem grandes preocupações.

Final de ano é boa época para vender seguros, porque estão se planejando para o próximo ano

As famosas promessas de final de ano e o planejamento para o próximo ano já começam por volta de novembro e dezembro. Então, que tal mostrar ao seu cliente que o seguro deve estar incluso nesses planos?

Como as pessoas ainda estão organizando as contas e até o que comprarão, esse é o momento certo de fazer uma oferta, assim se sentirão mais seguras de comprar qualquer coisa sem que isso saia do controle ou gere dívidas futuras.

Quem aproveita os momentos, sabe que final de ano é boa época para vender seguros e aumentar a carteira de clientes. Por isso, não ache que esse é o momento de descansar, pelo contrário, é nessa época que trabalhará muito.

inpao dental

O ano de 2019 tem sido marcado pelos novos rumos adotados na estratégia de atuação de mercado do INPAO Dental - Instituto de Previdência e Assistência Odontológica – considerada a maior operadora exclusivamente odontológica de capital fechado do Brasil. O segmento de Pequenas e Médias Empresas é o foco dos negócios a partir de agora.

Expansão – A estratégia de crescimento em planos PME e PF conta com novas aberturas de filiais do INPAO Dental em Salvador e com a ampliação da filial em Belo Horizonte. A força de vendas pelo canal corretor também está sendo fortalecida no Sul do Brasil. Atualmente, a empresa tem cerca de 1.800 corretoras cadastradas, sendo que 800 delas efetivam negócios todos os meses com o INPAO. Até final de 2019, estima-se que sejam 2.500 corretoras ativas e 1.200 delas com geração efetiva de negócios.

Com este cenário de crescer em planos PME e a expansão de atuação no território nacional, o INPAO Dental trabalha com uma perspectiva de faturamento para 2019 de R$ 45 milhões, com margem de lucro em torno de 22% desse faturamento. Hoje, a taxa de sinistro do Instituto está em torno de 40%, enquanto o mercado de planos odontológicos trabalha com 50% a 55%. “Isso permite a obtenção de lucro para o INPAO e com um ticket médio mais viável para o beneficiário. Queremos que a Odontologia seja acessível a todos”, comenta Claudio Aboud, Diretor Administrativo Financeiro do INPAO Dental.

Cenário - A contratação de planos odontológicos no Brasil ainda é muito baixa, com acesso mais fácil a colaboradores das grandes empresas. Para o Diretor Administrativo Financeiro do INPAO há um amplo mercado para ser trabalhado quando é feita a análise com o plano médico, que tem uma penetração duas vezes maior que o plano odontológico. “Precisamos permitir a Odontologia ao alcance de todos. Por isso, vamos trabalhar estrategicamente com soluções odontológicas voltadas para as PMEs e Pessoa Física. Existe um vazio de oferta de produtos para esse nicho, mas também há demanda e é isso que queremos preencher”, comenta Claudio Aboud.

Diferenciais INPAO Dental – Por ser especializada em Odontologia, a Operadora proporciona uma experiência diferente ao beneficiário e também ao dentista. O paciente é dispensado de apresentar a carteirinha para ser atendido, basta informar o número do CPF. Devido ao sistema integrado, o beneficiário é atendido apenas com o número do documento sem autorização prévia e realiza o procedimento necessário. Já para o dentista, não há problema de glosa, ou seja, o atendimento sempre será aceito e pago pela operadora, já que tudo autorizado automaticamente via sistema. O odontologista também recebe as informações do tipo de plano que o paciente pertence e qual a cobertura que ele tem acesso. Essas facilidades são possíveis por causa da tecnologia personalizada e desenvolvida internamente pela equipe do INPAO Dental.

Outro diferencial é a rede credenciada, que conta com 20 mil opções de atendimento pelo Brasil para um universo de 350 mil beneficiários. Ou seja, para cada dentista são 17 beneficiários, o que resulta em atendimento rápido e a possibilidade de trabalhar a prevenção e não apenas atuar na urgência/emergência. “O beneficiário precisa ter uma boa experiência com o produto e, por isso, trabalhamos diariamente para oferecer uma Odontologia de ponta”, finaliza o Diretor Administrativo Financeiro do INPAO Dental.

Sobre INPAO Dental - Fundado em 1964, o Instituto de Previdência e Assistência Odontológica - INPAO Dental - é um dos principais planos odontológicos do Brasil e conta com mais de 20 mil opções de atendimento na sua rede credenciada, presente em todos os estados do País. A rede INPAO Dental realiza quase 1 milhão de procedimentos por ano. Possui uma carteira com mais de 1.500 clientes, que representa cerca de 350 mil beneficiários.

Fonte: Gengibre Comunicaçãp, em 21.08.2019

A Associação das Corretoras de Planos de Saúde e Odontológicos de Minas Gerais (Ascor-MG) realizou no dia 5 de dezembro sua comemoração especial de final de ano. O evento ocorreu no tradicional Restaurante Maria das Tranças, em Belo Horizonte

imagem ascormg 10122019

Diretoria da Ascor-MG recebeu convidados para celebrar as conquistas do ano

Prestigiaram o encontro representantes das beneméritas, operadoras de saúde, administradoras de benefícios, corretoras e associados. Na ocasião, os diretores da Ascor-MG deram as boas-vindas à Porto Seguro, nova benemérita da Associação.

“É com muita satisfação que recebemos nossos parceiros de mercado no evento de encerramento das atividades do ano. Nosso agradecimento a vocês que contribuem para o aprimoramento e o desenvolvimento do setor de planos de saúde em Minas Gerais”, enfatizou o presidente da entidade, André Beraldo de Morais.

Segundo ele, as expectativas para o próximo ano são positivas. A instituição já traçou o planejamento de 2020. Algumas ações foram anunciadas ao público: realização de workshops com as beneméritas, abordando o mercado, produtos e serviços; cursos de capacitação voltados aos profissionais da área; evento com a participação de representantes de entidades nacionais como a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para discutir os rumos do setor.

Morais lembrou ainda das atividades realizadas este ano para reestruturar a entidade, visando oferecer melhores serviços aos associados. “A Ascor-MG agora conta com um escritório no centro da capital, onde é possível realizar reuniões e encontros de negócios. Também estamos investindo na captação de novas beneméritas e em mais benefícios para os associados”, afirmou.

O presidente finalizou o discurso desejando que 2020 seja um ano ainda mais próspero. “Que estejamos unidos em prol das causas do setor e da capacitação técnica dos profissionais do ramo”.

Fonte: Déborah Gurgel, em 10.12.2019

Argo seguros

As bicicletas elétricas, aqueles modelos que possuem motor para ajudar o ciclista a superar obstáculos como subidas, por exemplo, acaba de ganhar um seguro exclusivo contra roubos, acidentes e danos contra terceiros. A novidade chega ao mercado pela Argo Seguros, seguradora especializada no segmento de bikes de alto valor agregado (aqueles modelos entre R$ 2 mil e R$ 75 mil).

O novo seguro é voltado para os modelos sem acelerador, com potência nominal abaixo de 800 watts, e sem sistemas que garantam o funcionamento do motor que não pelo pedalar do condutor. As coberturas oferecidas são para roubo e furto qualificado, acidentes e danos causados a terceiros (Responsabilidade Civil), e alcançam todo o território nacional. Nas renovações há um desconto de 10%, o que reduz o valor final para R$ 1,8 mil.

"Quando falamos em seguro, muita gente pensa apenas em roubo, mas a nossa experiência revela que 47% dos casos de sinistros estão relacionados a acidentes", explica Janete Tani, gerente de Riscos Patrimoniais da Argo Seguros. "Por ser um segmento que está crescendo muito, principalmente entre as pessoas mais velhas ou iniciantes que estão comprando sua primeira bike elétrica, essa é uma proteção importante", completa.

A forma de contratação é online, acessando o link Protector Bikes. Na página é possível conhecer mais detalhes do produto, suas coberturas, vantagens e benefícios exclusivos, e até fazer uma simulação online. Porém, na hora do fechamento do negócio, é preciso um corretor de seguros.

A proximidade da Argo Seguros com esse segmento começou no ano passado, quando a companhia se tornou patrocinadora do Bikxi, o primeiro táxi de bicicleta. Os modelos são elétricos, possuem dois lugares (um para condutor e o outro para o passageiro) e são pilotadas por profissionais treinados. Sua circulação acontece somente em ciclofaixas e ciclovias para garantir mais segurança e conforto aos passageiros, que por sua vez, podem ou não pedalar junto com o Bikxer (condutor).

O funcionamento é semelhante aos do taxis por aplicativo, onde o usuário solicita sua corrida através do app para um determinado trajeto. Ao pedir uma bike, o cliente informa sua localização e o destino para onde deseja seguir. Feito isso, a plataforma revela o caminho até o ponto de encontro da rota mais próxima. O passageiro também pode solicitar uma Bikxi diretamente na ciclovia, sem ajuda do aplicativo.

Fonte: Pauta Viva, em 29.03.2018.