Unimed

  • unimed new

    A Iniciativa, que está na quinta edição, fomenta a inovação entre as cooperativas do Sistema Unimed de todo o país

    A Seguros Unimed, seguradora especialista em soluções em saúde e proteção financeira, anunciou os vencedores da 5ª edição do Prêmio Inova+Saúde, durante a Convenção Nacional Unimed, encerrada na última sexta-feira (4), em Natal (RN). Com objetivo de estimular práticas que contribuam para a sustentabilidade do setor da saúde no país, a Seguradora reconheceu ações de inovação e empreendedorismo entre as cooperativas do Sistema Unimed.

    Com a realização de seu primeiro Hackathon, a Unimed Cascavel se destacou na categoria Gestão de Pessoas e conquistou, ainda, o prêmio de Case do Ano, na avaliação do júri técnico. A dinâmica do Hackathon, que se caracteriza por maratonas para gerar soluções para um ou vários desafios, resultou em três dias ininterruptos de atividades, unindo estudantes, startups, fornecedores e colaboradores. O trabalho se tornou referência para as organizações da região e trouxe nove soluções para atender a diversos públicos da cooperativa.

    Se destacando pelo uso criativo da tecnologia para solucionar desafios no cuidado com os pacientes, a Unimed Federação Rio de Janeiro foi vencedora com o melhor conteúdo da categoria Inovação Digital, com o case "Sistema de Oncologia – monitorando e acompanhando o paciente oncológico".

    A Unimed Guarulhos se destacou na categoria de Marketing, com o projeto "Incentivador de Vendas", aprimorando o relacionamento com os seus corretores. Já a Unimed Santa Catarina, venceu na categoria de Sustentabilidade, com o case "Programa de Esporte Comunitário", que possui metodologia estruturada para promoção de atividades esportivas para crianças e adolescentes de comunidades em situação de vulnerabilidade aparente.

    A Unimed Belo Horizonte conquistou o prêmio na categoria de Epidemiologia, Saúde e Bem-Estar, com a "Identificação de Comorbidades em Base de Dados", que tem como objetivo utilizar a tecnologia da Inteligência Artificial para melhor aproveitar sua base de dados.

    A Unimed Volta Redonda venceu no Voto Popular com o projeto "Live Kids", que promoveu ações de acolhimento no Mês Mundial da Prematuridade.

    O júri técnico foi composto por Cyrille Maxime Bellier (Sustentabilidade), Eugênia Matilde Peixoto Sofal (Gestão de Pessoas), Mônica Silva de Monteiro de Castro (Epidemiologia, Saúde e Bem-Estar) e Luiz Peres Neto (Marketing).

    Sobre o prêmio

    O Inova+Saúde, lançado pela Seguros Unimed em 2015, chegou à sua quinta edição com 175 projetos inscritos. "A qualidade dos trabalhos nos dá a convicção de que estamos no caminho certo. A iniciativa inspira a inovação entre as cooperativas do Sistema Unimed de todo o país", ressalta o diretor-presidente da Seguros Unimed, Helton Freitas.

    Os vencedores de cada uma das categorias participarão de uma viagem a Paris e Bordeaux, na França, para uma imersão em cooperativas de referência internacional e na maior incubadora de startups do mundo.

    Fonte de inspiração

    As cinco edições do Prêmio Inova+Saúde deram origem a um valioso banco de práticas bem-sucedidas e inovadoras do Sistema Unimed. Um acervo de mais de 500 projetos inscritos está disponível para as cooperativas no Banco de Inovação. Inspirado em uma biblioteca virtual, o site detalha os cases, além de promover o contato direto com os autores para a troca de informações.

    Sobre a Seguros Unimed

    ´Cuidar para transformar´. Essa é nossa especialidade, a nossa essência. Temos mais de 28 anos de trajetória no mercado brasileiro, ofertando soluções em seguros para o Sistema Unimed, para as Cooperativas e para o Sistema de Saúde. Nossa missão inicial era comercializar planos de previdência privada para os médicos cooperados ao Sistema Unimed em todo o país. Com o passar dos anos, ampliamos os nossos negócios e ganhamos participação no mercado segurador brasileiro, atendendo a 6 milhões de clientes também nos segmentos de Saúde, Odontologia, Vida e Ramos Elementares – estes com ênfase nos seguros de Responsabilidade Civil Profissional. Atualmente, possuímos 1,2 mil colaboradores presentes em 22 escritórios regionais, além da Matriz e da Central de Relacionamento, situadas em São Paulo. Com faturamento global de R$2,92 bilhões em 2017, a Companhia projeta crescimento da ordem de 12,7% neste ano – e está entre as maiores e mais sólidas do mercado, segundo os rankings da imprensa de negócios.

    Fonte: LVBA Comunicação, em 08.10.2019

  • unimed

    Big data e inteligência artificial despontam como molas propulsoras da transformação no setor de saúde, de acordo com especialista do Vale do Silício

    O impacto da tecnologia na área da saúde e os crescentes desafios que estão transformando a indústria desse setor são uma realidade mundial e figuraram como um dos temas de destaque do terceiro dia de programação da 49ª Convenção Nacional Unimed, que acontece nesta semana em Natal, na capital potiguar.

    Sobre esse assunto, o investidor de startups Tommaso Di Bartollo trouxe sua experiência no Vale do Silício para falar a respeito das tendências tecnológicas para o setor, previstas até 2025, e como a tecnologia, por meio do uso e análise de dados (big data) e inteligência artificial transformarão toda a cadeia de saúde e a expectativa dos futuros pacientes e profissionais da área.

    Di Bartollo destaca que o mercado já vem presenciando um forte investimento em startups focadas em saúde e que, daqui em diante, o volume de dados será dez vezes maior, o que exigirá recursos para processar e interpretar essa vastidão de informações. "É necessário termos um ativo capaz de lidar com tamanho volume de dados. Esses ativos tecnológicos vão acelerar nosso processo de entendimento das informações e como reconhecemos padrões de comportamento. Vamos criar uma experiência para o cliente e paciente de amanhã, que já apresentam outras expectativas em relação à saúde", constata Di Bartollo.

    Na ocasião, Rodolfo Celso Mario Garcia Maritano, superintendente executivo da Unimed do Brasil, também falou sobre o lançamento do Programa Nacional de Valorização do Cooperado, iniciativa voltada à atração e fidelização de médicos cooperados nas Unimeds. "Buscamos promover ações que fortaleçam as relações entre cooperado e cooperativa, estimulem a sua participação efetiva nos processos de gestão, proporcionem condições de desenvolvimento profissional, econômico e social, fortalecendo a identidade cooperativista e contribuindo para o crescimento sustentável do Sistema Unimed", afirma Maritano.

    Fonte: Agência DNA, em 04.10.2019

  • unimed

    Especialistas discutem no evento as transformações da prática médica e seus reflexos na relação médico-paciente

    O crescente avanço do uso das novas tecnologias digitais no atendimento a pacientes, por meio de plataformas tecnológicas, é uma realidade incontestável em todo o mundo e ela se aplica à telemedicina, cuja expansão é irreversível.

    O tema foi destaque nesta sexta-feira, 4, durante a 49ª Convenção Nacional Unimed, evento que reuniu na capital potiguar mais de 1,6 mil dirigentes e técnicos das 344 cooperativas que compõem o maior sistema cooperativo de saúde do mundo.

    A abertura dos trabalhos contou com a palestra do médico Antônio C. Marttos, da Universidade de Miami, que destacou o papel da telemedicina com ferramenta de traballho. "Hoje, você consegue, em tempo real, discutir um caso em uma plataforma segura, mas o futuro é ir além. Os próximos passos são os hospitais virtuais, onde os profissionais capacitados poderão dar todo o suporte de forma remota", explica Marttos.

    Na sequência, o painel composto por Orestes Pullin, presidente da Unimed do Brasil, Cesar Biselli Ferreira, coordenador médico de Inovação e TI no Hospital Sírio-Libanês, e Luis Gustavo Kiatake, presidente da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS), abordou as perspectivas da telemedicina, o impacto e as transformações da crescente implantação da prática médica e seus reflexos na relação médico-paciente, bem como no atendimento de saúde.

    "Na Unimed temos uma grande aplicação da telemedicina com os nossos 18 milhões de beneficiários. Um bom exemplo disso é o Registro Eletrônico de Saúde Unimed (RES), que proporciona uma melhor gestão da jornada assistencial, reduz desperdícios, gera dados para ampliação do uso da medicina baseada em evidências, melhora a qualidade e agilidade do diagnóstico, tratamento e acompanhamento dos pacientes, empodera os beneficiários e faz a integração com dados para o setor público e outras operadoras de plano de saúde", afirma Pullin.

    Sobre a Unimed

    A Unimed, maior sistema cooperativo de saúde do mundo, possui 52 anos de atuação no mercado de saúde suplementar. A marca nasceu com a fundação da Unimed Santos (SP), em 1967, e hoje é composta por 344 cooperativas médicas, com assistência para cerca de 18 milhões de beneficiários em todo País. Entusiasta do movimento SomosCoop, da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), a Unimed conta com mais de 115 mil médicos, 119 hospitais próprios e 2.506 hospitais credenciados, além de pronto-atendimentos, laboratórios e ambulâncias para garantir a qualidade da assistência médica, hospitalar e de diagnóstico complementar prestada aos beneficiários das cooperativas. Sua marca é ratificada pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) como de alto renome por seu grande nível de conhecimento pelo público, autoridade incontestável e fama que ultrapassa os limites do segmento de saúde.

    Fonte: Agência DNA, em 04.10.2019

  • unimed

    Plenária reuniu dirigentes da Unimed o Brasil e especialistas renomados na temática

    A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), sancionada em 2018, entrará em vigor em agosto de 2020 e tem como objetivo aumentar a privacidade de dados pessoais e o poder das entidades reguladoras para fiscalizar organizações. Para debater o tema, foi realizado, nesta quarta-feira (2), na Convenção Nacional Unimed, em Natal (RN), o painel "Temas Jurídicos Atuais: LGPD e Descredenciamento de Prestadores sob a Ótima da ANS e CADE".

    Participaram da plenária moderada pelo superintendente jurídico da Unimed do Brasil, José Cláudio Ribeiro de Oliveira, o sócio do escritório Ópice Blum, Caio Cesar Carvalho Lima, a diretora de administração e de finanças, Viviane Vieira Malta, o advogado da Vicente Bagnoli Advogados, Vicente Bagnoli, e o gerente jurídico da Unimed do Brasil, Daniel Infante Januzzi de Carvalho.

    O foco central do debate foi a gestão dos dados das organizações, uma vez que a lei afetará todos os setores da economia e se aplicará também a dados pessoais coletados antes de a LGPD entrar em vigor, ou seja, de forma retroativa. "O uso da lei e a adaptação a ela será um diferencial competitivo não só para empresas nacionais como para companhias estrangeiras estabelecidas no Brasil", explica Orestes Pullin, presidente da Unimed do Brasil.

    De acordo com Viviane Malta, a Unimed começou a observar a LGPD desde quando foi sancionada. "Enxergamos a lei como uma mudança de cultura, na qual precisamos mapear e entender todo o fluxo e processos de dados pessoais e até mesmo o uso de dados de parceiros. Por outro lado, como portador dessas informações pessoais, as pessoas terão seus direitos resguardados", complementa Viviane.

    Sobre a LGPD

    A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) regula todo tratamento de dados pessoais dos cidadãos brasileiros dentro e fora do Brasil. Tem como missão proteger direitos fundamentais: liberdade, privacidade, livre desenvolvimento e personalidade. Baseia-se no Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia, que criou regras claras sobre os processos de coleta, armazenamento e compartilhamento das informações. Os principais fundamentos da lei são: respeito à privacidade, liberdade de expressão, inviolabilidade da intimidade, livre iniciativa, defesa do consumidor, direitos humanos, dignidade, exercício da cidadania.

    Na prática, o que muda é que as empresas terão que garantir maior segurança aos dados pessoais, mediante os princípios de finalidade, adequação, necessidade, livre acesso, qualidade, transparência, segurança, prevenção, responsabilização e prestação de contas. Ela assegura a titularidade dos dados pessoais, exigindo consentimento para o seu uso e prevê penalidades no caso de descumprimento.

    Fonte: Agência DNA, em 03.10.2019

  • unimed new

    Companhia também é destaque entre as mais rentáveis em 2018 na categoria 'Previdência e Vida'

    A Seguros Unimed reafirma a sua trajetória de crescimento ao figurar entre as três maiores seguradoras do país no ramo Saúde, segundo o Valor 1000. A publicação do jornal Valor Econômico, com chancela metodológica da Fundação Getúlio Vargas e da Serasa Experian, avalia o desempenho de empresas de 25 setores.

    Fruto da evolução do modelo de gestão da saúde, com iniciativas que buscam aumentar a coordenação do cuidado, com foco na qualidade e na segurança do paciente, além de aumentar a eficiência assistencial, a Seguradora está entre as três companhias com menor sinistralidade do mercado. Os investimentos em inovação no último ano, levando à modernização da sua base tecnológica, além da ampliação das parcerias com o Sistema Unimed em todo o país, também estão entre os pilares da estratégia de crescimento da Seguradora.

    No ranking que lista as melhores nos segmentos de Previdência e Vida, a Seguros Unimed está entre as 20 maiores. Entre as dimensões avaliadas, a Companhia é destaque entre as maiores em lucro líquido, lucro operacional, patrimônio líquido e prêmios ganhos, além estar entre as mais rentáveis sobre o patrimônio e na lista das que mais cresceram em aplicações, entre as grandes.

    "É com muito orgulho que recebemos este importante reconhecimento do mercado no nosso ano 30 e reafirmamos o compromisso com o nosso propósito, com foco em um futuro com mais saúde e proteção financeira para as pessoas e as instituições", destaca o diretor-presidente da Seguros Unimed, Helton Freitas. Ainda segundo ele, "seguimos com o olhar voltado para frente, trilhando um caminho com base nos pilares da cooperação e da inovação. E tendo o cliente no foco da nossa estratégia e operação".

    Além da Seguros Unimed, outras 31 Unimeds marcaram presença na publicação, no ranking que reúne os maiores planos de saúde do Brasil.

    A cerimônia de premiação da edição 2019 do Valor 1000 ocorreu na última terça-feira (20), no Hotel Unique, em São Paulo, e contou com a presença do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e do ministro da Economia, Paulo Guedes.

    Sobre a Seguros Unimed

    ´Cuidar para transformar´. Essa é nossa especialidade, a nossa essência. Temos mais de 28 anos de trajetória no mercado brasileiro, ofertando soluções em seguros para o Sistema Unimed, para as Cooperativas e para o Sistema de Saúde. Nossa missão inicial era comercializar planos de previdência privada para os médicos cooperados ao Sistema Unimed em todo o país. Com o passar dos anos, ampliamos os nossos negócios e ganhamos participação no mercado segurador brasileiro, atendendo a 6 milhões de clientes também nos segmentos de Saúde, Odontologia, Vida e Ramos Elementares – estes com ênfase nos seguros de Responsabilidade Civil Profissional. Atualmente, possuímos 1,2 mil colaboradores presentes em 22 escritórios regionais, além da Matriz e da Central de Relacionamento, situadas em São Paulo. Com faturamento global de R$2,92 bilhões em 2017, a Companhia projeta crescimento da ordem de 12,7% neste ano – e está entre as maiores e mais sólidas do mercado, segundo os rankings da imprensa de negócios.

    Fonte: LVBA, em 22.08.2019

  • unimed new

    Em um período marcado pelo ganho de eficiência operacional e por investimentos em tecnologia e inovação com foco na satisfação do cliente, a Seguros Unimed encerrou 2018 com desempenho positivo. A Companhia registrou lucro líquido de R$146,3 milhões, com crescimento de 17,8% sobre o obtido em 2017. O desempenho está ancorado, especialmente, no resultado operacional do período, que cresceu 49,1%, fechando em R$170,7 milhões, mesmo em meio a um cenário marcado pela retomada tímida da economia do país. Já o retorno entregue aos acionistas (cooperativas, médicos cooperados e colaboradores do Sistema Unimed) foi de 13,61% no período. Esse patamar equivale a 212,68% da taxa Selic média do 2018 (6,40%).

    O faturamento consolidado da Seguradora alcançou a marca de R$3,26 bilhões, uma alta de 11,5%. A sinistralidade consolidada encerrou o ano em 73,5%, abaixo do índice registrado em 2017 (74,2%). Entre as iniciativas que contribuíram para conter o sinistro, principalmente no segmento de saúde, estão a criação do Programa de Eficiência Assistencial, que aplica ferramentas de business analytics para identificar oportunidades de aprimoramento na gestão. Dentre os benefícios já conquistados estão a melhoria de processos, ajustes nos sistemas de informação para garantir a aplicação das regras de negócio, novos modelos de compra e negociações com a rede assistencial. Na área digital, a Companhia também investiu em aplicativos e chatbots para engajar grupos de pacientes no manejo de situações específicas, como a gravidez, o controle do peso e de condições crônicas. Há, ainda, iniciativas focadas na coordenação do cuidado, que garantem melhor assistência ao paciente e maior racionalidade, como a Linha de Cuidados Oncológicos, iniciativas para estimular o parto adequado, e o lançamento do Programa de Atenção Primária à Saúde que já alcança 12 mil segurados.

    Como resultado de um trabalho consistente ao longo do ano, a Seguros Unimed obteve a certificação ISO 9001 e a acreditação, no nível ouro, no Programa de Acreditação de Operadoras da Agência Nacional de Saúde Suplementar (RN 277).

    Encerramos mais um ciclo com importantes transformações e conquistas em nossa Companhia, que avançou com sustentabilidade no último ano. Seguimos em 2019 com a meta de crescer de forma continuada acima do mercado, para nos consolidarmos entre as maiores seguradoras do país”, destacou o diretor-presidente da Seguros Unimed, Helton Freitas. Ainda segundo ele, “a experiência de 30 anos e nossos resultados consistentes nos credibilizam para metas desafiadoras como essa”.

    Especialista em cuidar da saúde e da proteção financeira das pessoas, das instituições e do país, a Seguros Unimed tem como foco da sua atuação o Sistema Unimed, as cooperativas, e o setor de saúde.

    Novos negócios

    A partir de 2019, a Companhia passa a atuar em um novo negócio: a gestão de recursos financeiros, com a criação de uma asset manager. Entre os diferenciais da InvestCoop Asset Management – especialista na prestação de serviços ao Sistema Unimed e ao mercado cooperativo - está um portfólio amplo e qualificado de investimentos. Outro atributo é o respaldo da Seguradora, que já administra uma carteira proprietária de R$3,8 bilhões em ativos e se destacou nos principais rankings da imprensa de negócios em quesitos como governança corporativa e sustentabilidade financeira.

    A InvestCoop está em fase de credenciamento junto aos órgãos reguladores e autorreguladores da atividade de administração de carteira de valores mobiliários. As atividades de gestão serão iniciadas após a obtenção das autorizações necessárias.

    Fundos de previdência somam R$2,2 bilhões

    Entre as empresas mais bem avaliadas do segmento, segundo a imprensa de negócios do país, a Seguros Unimed ultrapassou a marca de R$ 2,2 bilhões em reservas nos seus planos de previdência complementar, no último ano. O valor se refere ao patrimônio consolidado dos planos de previdência aberta e do Multicoop Fundo de Pensão Multipatrocinado, sob gestão da empresa, que já soma R$1 bilhão em investimentos.

    A expertise da Seguradora levou a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) a selecionar o Multicoop, em consulta ao mercado, para desenvolver o fundo de pensão das cooperativas de todo o país. Atualmente, a Companhia atende a mais de 85 mil participantes no segmento de previdência.

    Ramo odontológico cresce acima da média do mercado

    O ano de 2018 foi marcado por resultados expressivos da Unimed Odonto, operadora odontológica do Sistema Unimed gerida pela Seguros Unimed. A Companhia registrou 294,7% de crescimento no lucro líquido do último ano. Além disso, aumentou a carteira de clientes em 20,5% nos doze meses encerrados em novembro de 2018, contra 6,9% do mercado, segundo dados do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). Atualmente, são mais de 416 mil vidas.

    Vida e Responsabilidade Civil se destacam

    Os negócios da seguradora nos Ramos Elementares e no segmento Vida também apresentaram crescimento de 37% e 7,5%, respectivamente, e contribuíram para os resultados consistentes da Companhia no último ano. Destaque para a comercialização do Serit - Seguro de Renda por Incapacidade Temporária -, voltado para profissionais autônomos e liberais que tenham que se afastar do trabalho em caso de doença ou acidentes; e para o seguro de Responsabilidade Civil Profissional, que fortalece as boas práticas de segurança do paciente.

    Fonte: LVBA, em 17.04.2019.

  • unimed

    Projeto reúne e promove ações de saúde e bem-estar durante o mês de abril

    imagem unimed 02042019

    A Unimed traz no mês de abril um projeto nacional em prol da saúde e bem-estar dos brasileiros: o Mês Unimed. Com a iniciativa, o maior sistema cooperativo de saúde do mundo, com 345 cooperativas, une esforços para promover em todo o Brasil uma série de eventos culturais, educacionais e esportivos, aproveitando sua capilaridade.

    O Mês Unimed reforça o movimento nacional Mude1Hábito, criado pela Unimed para encorajar a melhoria de qualidade de vida das pessoas a partir da mudança de pequenos hábitos. Segundo a gerente de Comunicação e Marketing da Unimed do Brasil, representante institucional do Sistema Unimed, Aline Cebalos, abril é um mês especialmente selecionado por contar com o Dia Mundial da Saúde, celebrado no dia 7.

    O Mês Unimed chega para criar uma grande onda de cuidado em todo o País. Essa ação converge com o propósito da Unimed, de ser uma marca cuidadora, e com o nosso Jeito de Cuidar Unimed, iniciativa que visa tornar qualquer experiência com a marca a melhor possível”, ressalta.

    Para o diretor de Desenvolvimento de Mercado da Unimed do Brasil, Darival Bringel de Olinda, trata-se de um empreendimento do tamanho do Sistema Unimed, portanto nacional – a Unimed está representada em 84% do território brasileiro. “O fato de sermos um sistema cooperativista nos permitiu atingir o tamanho e a representatividade que temos atualmente. O Mês Unimed é uma forma prática e inteligente de aproveitar essa característica para levar ações e mensagens que façam realmente a diferença na vida das pessoas, até em regiões remotas do Brasil”, afirma o dirigente.

    As ações que farão parte do Mês Unimed contarão com identidade visual própria e terão divulgação nas redes sociais do Sistema Unimed e no hotsite desenvolvido especialmente para a iniciativa: unimed.me/mesunimed. Lá, os interessados podem acessar mais informações sobre o projeto e as atividades que acontecerão na sua região.

    Sobre o Mude1Hábito

    O conceito do Mude1Hábito se baseia em resultados de uma pesquisa da Duke University, dos Estados Unidos, que demonstra que cerca de 40% de tudo que fazemos cotidianamente não são decisões de fato, mas repetições de hábitos que já estamos acostumados a fazer. Sendo assim, conclui-se que mudar esses comportamentos, geralmente automáticos e inconscientes, é importante para a adesão a um novo estilo de vida, mais voltado à saúde e ao bem-estar.

    Como apoio para a sua criação, foi desenvolvida uma pesquisa junto à Brandwatch para averiguar quais hábitos os brasileiros mais gostariam de mudar. O tópico mais mencionado foi ‘alterar os hábitos de alimentação’, seguido por ‘começar uma atividade física’, ‘usar menos o celular ou a internet’, ‘dormir com mais qualidade’ e ‘parar de procrastinar’.

    Lançado como campanha institucional em 2017, o Mude1Hábito logo ampliou sua dimensão na estratégia de marca da Unimed, tornando-se um movimento. De acordo com Darival Bringel de Olinda, isso se deve à grande adesão das Unimeds ao assunto em curto espaço de tempo, englobando suas ações em prol da saúde na causa. “Com a extensão do Mude1Hábito reforçamos a vocação da Unimed em cuidar das pessoas, afinal somos um sistema cooperativista formado por médicos”, ressalta o dirigente.

    Fonte: Weber Shandwick, em 02.04.2019.

  • Seguros Unimed

    Reconhecimento é considerado o 'Oscar da Saúde' e acontece há seis anos. Cerimônia também homenageou o fundador do Sistema Unimed

    O Grupo Mídia revelou as 100 personalidades mais influentes da Saúde em 2019, premiação conhecida como Oscar da Saúde. Em sua sexta edição, o evento prestou uma homenagem especial ao Sistema Unimed e a um de seus principais fundadores, Edmundo Castilho, por sua influência preponderante para todo o setor. O reconhecimento foi entregue a Edmundo Castilho Filho pelo diretor-presidente da Seguros Unimed, Helton Freitas, também premiado na ocasião.

    O prêmio é dividido em dez categorias, e a escolha dos mais influentes é feita pelo conselho editorial do Grupo Mídia, com base em votação aberta pela internet e pesquisa de mercado. A cerimônia de premiação marcou o encerramento da feira Sahe – South America Health Exhibition, em São Paulo.

    Helton Freitas está entre os premiados

    O diretor-presidente da Seguros Unimed, Helton Freitas, foi eleito uma das personalidades mais influentes na categoria Saúde Suplementar. “Esse reconhecimento tem um forte caráter coletivo, refletindo também a expressão da marca Unimed e sua relevância social e econômica no país. Hoje, sou porta-voz de um trabalho consistente, desenvolvido há 30 anos na Seguros Unimed e inspirado pelo propósito de cooperação e transformação do futuro, com mais saúde e proteção financeira”, afirma.

    Fonte: LVBA Comunicação, em 18.03.2019.

  • unimed do brasil

    Apresentador estrela vídeos para o Movimento Mude1Hábito, conduzido pelo maior sistema cooperativo de saúde do mundo. Ação contará com outros influenciadores nos próximos meses

    imagem unimed 10122018

    Marcos Mion é um dos influenciadores que participarão da campanha de divulgação do Movimento Mude1Hábito, da Unimed. Em vídeos, que serão publicados essa semana no Instagram do apresentador (@marcosmion) e na plataforma de conteúdo da campanha (www.mude1habito.com.br), Mion fala sobre seu comprometimento com um estilo de vida saudável e os desafios para ele e sua família a partir do momento em que decidiu se dedicar com mais afinco aos exercícios físicos. O projeto foi produzido pela Ogilvy.

    A motivação por trás de qualquer mudança de hábito em busca de alternativas mais saudáveis é unicamente minha qualidade de vida e longevidade. Fui pai cedo, aos 24 anos, ou seja, sempre extremamente disponível para qualquer tipo de brincadeira, correria ou perrengues de noites em claro em semanas cheias de trabalho. Mas, com o passar do tempo, antevi que as coisas não ficariam assim para sempre, então antes de sentir as mudanças e dificuldades chegarem eu optei por prevenir ao invés de remediar”, conta o apresentador.

    A campanha contará com a disposição de três vídeos de aproximadamente 60” cada na plataforma de conteúdo Mude1Hábito – o acesso pode ser feito a partir de cadastro no espaço – e com a publicação de materiais em stories e no feed do Instagram de Mion.

    Sobre a campanha

    A mudança de simples hábitos pode ser o primeiro passo rumo a uma melhor qualidade de vida. Essa é a principal mensagem do movimento Mude1Hábito. Esse conceito norteia a nova fase da campanha institucional do maior sistema cooperativista de saúde do mundo.

    Nesta etapa, a Unimed alerta para a importância do combate à procrastinação, com o lema “Coloque-se na agenda”. “Ao lançarmos o Mude1Hábito, em 2017, trouxemos a mensagem de que grandes mudanças poderiam ter início com a transformação de pequenos hábitos. Agora, em uma evolução do conceito, focamos na necessidade de pôr em prática essas promessas”, explica Aline Cebalos, gerente de Comunicação e Marketing da Unimed do Brasil. “Detectamos que muitas vezes esses projetos não saem do campo das ideias porque não os assumimos como compromissos com nós mesmos, por isso criamos esse direcionador”, complementa a executiva.

    A campanha para o público em geral terá duração de um ano, contemplando filmes de 15” e 30” para o ambiente digital com depoimentos reais de pessoas que visam mudar seus hábitos, além de uma plataforma de conteúdo (www.mude1habito.com.br), parcerias com o Waze (para indicações de locais para práticas saudáveis em seus mapas) e com influenciadores digitais, além de marketing de conteúdo com inserções na programação do canal Discovery Home&Health, disponível em payTV. Entre as ações oferecidas, também se destaca o sistema de notificações personalizadas nos celulares, de acordo com os hábitos indicados por cada pessoa – basta o cadastro na plataforma de conteúdo do movimento na web.

    O conceito do Mude1Hábito se baseia em resultados de uma pesquisa da Duke University, dos Estados Unidos, que demonstra que cerca de 40% de tudo que fazemos cotidianamente não são decisões de fato, mas repetições de hábitos que já estamos acostumados a fazer. Sendo assim, conclui-se que mudar esses comportamentos, geralmente automáticos e inconscientes, é importante para a adesão a um novo estilo de vida, mais voltado à saúde e ao bem-estar.

    Como apoio para a sua criação, foi desenvolvida uma pesquisa junto à Brandwatch para averiguar quais hábitos os brasileiros mais gostariam de mudar. O tópico mais mencionado foi ‘alterar os hábitos de alimentação’, seguido por ‘começar uma atividade física’, ‘usar menos o celular ou a internet’, ‘dormir com mais qualidade’ e ‘parar de procrastinar’.

    Lançado como campanha institucional em 2017, o Mude1Hábito logo ampliou sua dimensão na estratégia de marca da Unimed, tornando-se um movimento. Segundo o diretor de Desenvolvimento de Mercado da Unimed do Brasil, Darival Bringel de Olinda, isso se deve à grande adesão das Unimeds ao assunto em curto espaço de tempo, englobando suas ações em prol da saúde na causa. “Com a extensão do Mude1Hábito, reforçamos a vocação da Unimed em cuidar das pessoas, afinal somos um sistema cooperativista formado por médicos. Esse movimento segue o conceito de nosso Jeito de Cuidar Unimed, que insere o indivíduo no centro de todo atendimento e visa tornar qualquer experiência dele com a marca a melhor possível”, ressalta o dirigente.

    Calendário de Ativação Nacional

    Para reforçar o movimento Mude1Hábito, foi implantado em maio deste ano um calendário anual de ações de ativação nacional, com propostas e ideias para que as cooperativas Unimed de todo o país possam realizar atividades localmente, criando juntas uma consciência nacional de mudança de hábitos. De acordo com Aline Cebalos, as ações sugeridas às Unimeds atendem a três macrotemas específicos: equilíbrio, alimentação e movimento. “São propostas voltadas à população em geral e que visam trazer benefícios emocionais, mentais, de impacto social, alimentares e físicos. Tudo ligado ao nosso manifesto da marca, que reforça que somos um sistema que cuida das pessoas para que elas possam aproveitar a vida”, descreve a gerente.

    As atividades indicadas e já disseminadas e desenvolvidas pelas Unimeds em diversas partes do país envolvem estímulo à leitura, sessões de ioga, parcerias com teatros e cinemas, montagem de quitandinhas em praças e eventos, o uso da bike suco (bicicletas fixas que produzem sucos com pedaladas), academias ao ar livre, passeio ciclístico, corridas e caminhadas patrocinadas, entre outras.

    Fonte: Weber Shandwick, em 10.12.2018.

  • unimed new

    A Seguradora propõe mudança de modelo assistencial e tem como objetivo contribuir para os melhores resultados no tratamento de pacientes com câncer

    Especialista em soluções em saúde há mais de 28 anos, a Seguros Unimed inova na proposta de percurso assistencial voltado aos segurados diagnosticados com câncer. A Companhia lançou a 'Linha de Cuidado Oncológico', iniciativa que integra o programa 'Cuidando de Perto' e tem como premissa o cuidado centrado no paciente, que passa por um momento de fragilidade no tratamento da doença.

    A nova proposta agrega valor aos clientes da Seguradora do ramo saúde, ao disponibilizar uma equipe para orientar todas as etapas do tratamento, de forma personalizada e contínua. "Direcionamos os pacientes para parceiros com níveis de excelência no mercado para o tratamento da doença, como o Centro de Combate ao Câncer. Isso garante uma assistência integrada e maior efetividade no cuidado", explica o superintendente de Provimento Saúde da Seguros Unimed, Luís Fernando Rolim Sampaio.

    Outro diferencial é que o paciente é acompanhado pelo mesmo médico durante todo o percurso assistencial, garantindo os melhores resultados. Além de ter um verdadeiro consultor para cuidar da saúde, há também o acompanhamento contínuo de uma equipe multidisciplinar composta por nutricionista, psicólogo e farmacêutico. Todos focados em garantir um atendimento individualizado e humanizado, com maior acolhimento dos segurados e dos seus familiares.

    Para o diretor Comercial do Centro de Combate ao Câncer, Henrique Pereira, "esse movimento da Seguros Unimed traz o paciente para o centro da questão, fazendo com que ele tenha os melhores resultados clínicos, tanto em termos de saúde quanto de custos com o tratamento".

    A nova 'Linha de Cuidado Oncológico' contempla clientes alocados em São Paulo. O objetivo é expandir para todo o Brasil até 2020, a partir de parcerias com prestadores especializados em câncer pelo país. A abordagem integrada responde por um índice de 97% de satisfação dos pacientes na fase piloto.

    Inovação no modelo de pagamento por bundles

    A proposta da Seguros Unimed é inovar também no modelo de remuneração dos seus parceiros neste projeto, atrelando o pagamento ao resultado assistencial oferecido para o cliente, no formato de bundle. A adequação traz benefícios diretos na qualidade e nos resultados do tratamento, além de garantir sustentabilidade ao prestador e à Seguradora. Trata-se de um modelo inovador no mercado segurador brasileiro, apesar de já existir em países da Europa e dos Estados Unidos.

    Três fases para implantação

    A Companhia iniciou o projeto piloto da 'Linha de Cuidado Oncológico' em 2017, dividindo a implantação em três fases. Neste ano, o programa está em sua segunda fase, e mostra resultados expressivos. Atualmente, estão previstas melhorias na ampliação no número de parcerias com clínicas, hospitais e laboratórios, além do aumento das patologias cobertas pelo projeto. Hoje, são atendidos pacientes com câncer de próstata, mama e colorretal, sendo esses os de maior incidência em sua carteira de clientes.

    Até 2020, a meta é expandir o projeto pelo Brasil e já contemplar o modelo de pagamento por bundle com todos os parceiros.

    Fonte: LVBA, em 22.11.2018.

  • Movimento, chamado Mude1Hábito, traz a provocação: “Você já se colocou na agenda?”

    imagem unimed 19112018

    A mudança de simples hábitos pode ser o primeiro passo rumo a uma melhor qualidade de vida. Essa é a principal mensagem do movimento Mude1Hábito, criado e conduzido pela Unimed. Esse conceito norteia a nova fase da campanha institucional do maior sistema cooperativista de saúde do mundo, lançada essa semana ao público.

    Nesta etapa da campanha, a Unimed alerta para a importância do combate à procrastinação, com o lema “Coloque-se na agenda”. “Ao lançarmos o Mude1Hábito, em 2017, trouxemos a mensagem de que grandes mudanças poderiam ter início com a transformação de pequenos hábitos. Agora, em uma evolução do conceito, focamos na necessidade de pôr em prática essas promessas”, explica Aline Cebalos, gerente de Comunicação e Marketing da Unimed do Brasil. “Detectamos que muitas vezes esses projetos não saem do campo das ideias porque não os assumimos como compromissos com nós mesmos, por isso criamos esse slogan”, complementa a executiva.

    A campanha para o público em geral terá duração de um ano, contemplando filmes de 15” e 30” para o ambiente digital com depoimentos reais de pessoas que visam mudar seus hábitos, além de uma plataforma de conteúdo (http://www.mude1habito.com.br/), parcerias com o Waze (para indicações de locais para práticas saudáveis em seus mapas) e com influenciadores digitais, além de marketing de conteúdo com inserções na programação do canal Discovery Home&Health, disponível em payTV. Entre as ações oferecidas, também se destaca o sistema de notificações personalizadas nos celulares, de acordo com os hábitos indicados por cada pessoa – basta o cadastro na página do movimento na web.

    Sobre o Mude1Hábito

    O conceito do Mude1Hábito se baseia em resultados de uma pesquisa da Duke University, dos Estados Unidos, que demonstra que cerca de 40% de tudo que fazemos cotidianamente não são decisões de fato, mas repetições de hábitos que já estamos acostumados a fazer. Sendo assim, conclui-se que mudar esses comportamentos, geralmente automáticos e inconscientes, é importante para a adesão a um novo estilo de vida, mais voltado à saúde e ao bem-estar.

    Como apoio para a sua criação, foi desenvolvida uma pesquisa junto à Brandwatch para averiguar quais hábitos os brasileiros mais gostariam de mudar. O tópico mais mencionado foi ‘alterar os hábitos de alimentação’, seguido por ‘começar uma atividade física’, ‘usar menos o celular ou a internet’, ‘dormir com mais qualidade’ e ‘parar de procrastinar’.

    Lançado como campanha institucional em 2017, o Mude1Hábito logo ampliou sua dimensão na estratégia de marca da Unimed, tornando-se um movimento. Segundo o diretor de Desenvolvimento de Mercado da Unimed do Brasil, Darival Bringel de Olinda, isso se deve à grande adesão das Unimeds ao assunto em curto espaço de tempo, englobando suas ações em prol da saúde na causa. “Com a extensão do Mude1Hábito, reforçamos a vocação da Unimed em cuidar das pessoas, afinal somos um sistema cooperativista formado por médicos. Esse movimento segue o conceito de nosso Jeito de Cuidar Unimed, que insere o indivíduo no centro de todo atendimento e visa tornar qualquer experiência dele com a marca a melhor possível”, ressalta o dirigente.

    Calendário de Ativação Nacional

    Para reforçar o movimento Mude1Hábito, foi implantado em maio deste ano um calendário anual de ações de ativação nacional, com propostas e ideias para que as cooperativas Unimed de todo o país possam realizar atividades localmente, criando juntas uma consciência nacional de mudança de hábitos. De acordo com Aline Cebalos, as ações sugeridas às Unimeds atendem a três macrotemas específicos: equilíbrio, alimentação e movimento. “São propostas voltadas à população em geral e que visam trazer benefícios emocionais, mentais, de impacto social, alimentares e físicos. Tudo ligado ao nosso manifesto da marca, que reforça que somos um sistema que cuida das pessoas para que elas possam aproveitar a vida”, descreve a gerente.

    As atividades indicadas e já disseminadas e desenvolvidas pelas Unimeds em diversas partes do país envolvem estímulo à leitura, sessões de ioga, parcerias com teatros e cinemas, montagem de quitandinhas em praças e eventos, o uso da bike suco (bicicletas fixas que produzem sucos com pedaladas), academias ao ar livre, passeio ciclístico, corridas e caminhadas patrocinadas, entre outras.

    Fonte: Weber Shandwick, em 19.11.2018.

  • unimed do brasil

    Maior sistema cooperativista de saúde do mundo é campeão da categoria "Planos de Saúde"

    Com quase um terço das citações na pesquisa Datafolha, a Unimed manteve a liderança absoluta da categoria "Plano de Saúde" pela 26ª vez consecutiva do Prêmio Folha Top of Mind – considerado o reconhecimento mais importante de lembrança de marca do País. A entrega dos prêmios ocorreu na última terça-feira (30/10), no Tom Brasil, em São Paulo (SP).

    Para o diretor de Desenvolvimento de Mercado da Unimed do Brasil, Darival Bringel de Olinda, o reconhecimento se deve ao fato de a marca Unimed estar associada a um sistema cooperativista tradicional, com mais de 50 anos de história e presença nacional consolidada em 84% do território brasileiro. "Mais que um plano de saúde, somos uma cooperativa que atua em prol da saúde da população, promovendo o cuidado por meio de ações com foco na adoção de hábitos saudáveis, na qualidade de atendimento, na inovação tecnológica e tantos outros recursos que facilitem o dia a dia e promovam o bem-estar dos nossos 18 milhões de clientes", comenta o dirigente.

    Nesta edição, a Unimed liderou a categoria com lembrança de 33% dos entrevistados – os outros três concorrentes citados alcançaram, respectivamente, 6%, 5% e 3%. De acordo com o Instituto Datafolha, responsável pela pesquisa base da premiação, o desempenho da Unimed foi considerado acima da média na região Sul (42%) e no Centro-Oeste (41%), entre os mais escolarizados (48%), os que têm de 25 a 34 anos (41%), com renda de cinco a dez salários mínimos (43%) e nas classes A e B (42%).

    Fonte: Weber Shandwick, em 01.11.2018.

  • unimed do brasil

    Comemorada em 7 de abril, a data foi lembrada com iniciativas diversas de Unimeds de todo o País

    Em comemoração ao Dia Mundial da Saúde, celebrado em 7 de abril, o Sistema Unimed promoveu ações alinhadas ao "Mude 1 Hábito", movimento da marca que visa encorajar as pessoas a adotarem práticas de vida mais saudáveis por meio de pequenas mudanças no cotidiano. No dia 4 de abril, a Unimed do Brasil – representante institucional das 346 cooperativas que atuam sob a marca Unimed – realizou ação divertida com o público no térreo da sua sede na capital paulista: o "Bike Suco Unimed". Na iniciativa, as pessoas pedalavam para movimentar os liquidificadores acoplados em bicicletas estacionadas no local, gerando assim seu suco natural, com uma fruta de sua escolha.

    imagem unimed 12042018

    Ação atraiu colaboradores e pessoas que passavam pela região

    "Recorremos ao Dia Mundial da Saúde para mobilizarmos e conscientizarmos as pessoas sobre a importância de cuidar de saúde, priorizando uma alimentação equilibrada e a prática regular de atividade física. É uma forma de reforçarmos a importância do movimento 'Mude 1 Hábito' que mostra que a conquista de qualidade de vida e bem-estar começa com atitudes simples", diz o diretor de Desenvolvimento de Mercado da Unimed do Brasil, Darival Bringel de Olinda.

    Entre as doenças que comprovadamente podem ter sua incidência reduzida por meio de um estilo de vida saudável, estão diversos tipos de câncer. Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% dos casos da doença no mundo estão relacionados à dieta desequilibrada e falta de rotina de exercícios físicos.

    A "Bike Suco Unimed" contou com mais de 300 participantes. Confira fotos e vídeos da ação no Facebook e Instagram da Unimed.

    Ações em todo o Brasil

    O Dia Mundial da Saúde também inspirou ações de outras Unimeds pelo País. A Unimed Sul Capixaba, por exemplo, organizou uma instalação em frente ao Teatro Rubem Braga, no Espírito Santo, com objetivo de abordar a população em geral sobre alimentação saudável, dicas para mudar um hábito, os riscos de exagerar nos produtos industrializados e a importância da prática esportiva. Foi montada ainda uma mesa com produtos que são utilizados no dia a dia, como para medir a quantidade de açúcar e gordura possuem cada um deles. Os alunos da Faculdade São Camilo do curso de Nutrição acompanharam a ação e ajudaram os participantes.

    Para os colaboradores, a Unimed Sul Capixaba promoveu também a Feira da Saúde, nos dias 10 e 11 de abril no Hospital Unimed Sul, e no dia 13 de abril na sede da operadora. Para incentivar a população a consumar mais vegetais, ricos em frutas e nutrientes, o evento contou com a colaboração de produtores e distribuidores locais.

    A Federação das Unimeds do Estado do Ceará convocou os seus colaboradores para uma manhã bem animada na orla marítima da capital cearense no Dia Mundial da Saúde, com a realização da "Unimed Agita Ceará Beach". O evento trouxe aula de treinamento funcional na areia da praia, além de degustação de alimentos saudáveis, sessões de massoterapia e sorteio de brindes.

    Para enaltecer a data, a Unimed Campo Grande também promoveu atividades gratuitas no Parque das Nações Indígenas, na região central da cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. Este ano, a cooperativa dividiu as ações em cinco pilares: "Movimente-se", "Cuide-se", "Anime-se", "Alimente-se" e "Inspire-se". O Movimente-se" contou com caminhada, alongamento, aulas de fortalecimento muscular e de pilates. Paralelamente, o pilar "Cuide-se" trouxe aferição de pressão, bioimpedância, orientações nutricionais e teste de glicemia. Na seção "Alimente-se", uma pequena feira de produtos naturais, frutas e lanches saudáveis funcionou durante todo o evento. A versão "Anime-se" teve como foco o público infantil, para isso, a cooperativa montou um espaço com gibiteca, mesa de jogos e recreação infantil. A programação também teve a versão "Inspire-se", com um Orquidário e flores à venda, com instruções para o manejo e o cuidado com as plantas. Ao todo, participaram do evento cerca de 250 pessoas.

    Fonte: Weber Shandwick, em 12.04.2018.

  • Balanço econômico-financeiro foi aprovado pelos cooperados em assembleia realizada na última terça, 20

    A Unimed-Rio fechou o ano de 2017 com resultado líquido positivo de R$ 61,2 milhões, mantendo sobras superiores a R$ 60 milhões pelo segundo ano consecutivo. O número faz parte do balanço econômico-financeiro que foi deliberado e aprovado pela ampla maioria dos 660 cooperados presentes na Assembleia Geral Ordinária realizada no dia 20 deste mês.

    "Diante de tantos desafios, tivemos sucesso não só em manter a cooperativa viva, mas também em conseguir dar passos significativos para a sua recuperação. Os resultados comprovam que caminhamos bastante para sanear a empresa e nos motivam a continuar trabalhando pelo seu reequilíbrio econômico-financeiro, com a participação ativa dos sócios", diz Romeu Scofano, presidente da Unimed-Rio.

    Mesmo com uma redução de mais de 15,2% de vidas, justificada pelo alto índice de desemprego no país e pela mudança de atuação comercial da cooperativa, que direcionou o foco para rentabilidade, a empresa conseguiu atingir o faturamento de R$ 4,7 bilhões, mantendo um patamar muito próximo do ano anterior, que foi R$ 5 bilhões. Além disso, a Unimed-Rio reduziu em R$ 117 milhões suas dívidas com prestadores de serviços e em R$ 100 milhões com os bancos.

    Outro dado relevante é o índice de sinistralidade - 78,8% -, que se manteve dentro da média do mercado e o custo das despesas assistenciais, de R$ 3,7 bilhões, que permaneceu equilibrado. As reclamações registradas junto à ANS também registraram um resultado positivo - reduziram de 6.676 mil em 2016 para 3.368 mil em 2017, o que contribuiu para a cooperativa passar da faixa 3 para a faixa 1 de monitoramento da agência, que contempla os planos com melhores conquistas.

    O relatório anual com os principais resultados alcançados pela Unimed-Rio é 100% digital e está disponível no endereço: 
    http://relatorioanual2017.unimedrio.com.br/

    Fonte: FSB, em 28.03.2018.

  • unimed do brasil

    A Unimed recebeu o reconhecimento do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, como marca de alto renome, o que significa que a operadora é identificada por um grande número de pessoas em todo o território nacional, que possui boa reputação e prestígio e é suficientemente distintiva. A Unimed é a única marca de plano de saúde a integrar essa seleta lista do INPI.

    Para chegar à certificação, o INPI tem como base pesquisas de opinião pública que avaliam uma série de questões técnicas, além da receptividade das pessoas. Para tanto, o INPI, em parceria com o Instituto de Pesquisa Datafolha, consultou 4052 pessoas e apontou que 96% da população reconhece a marca Unimed. Ainda verificou que 93% dos que afirmam conhecê-la também a identificaram como tradicional no mercado, 89% como uma marca que tem produtos de qualidade e 88% como marca de prestígio, moderna e confiável. Desses, 83% recomendariam seus produtos e serviços.

    Confira as outras marcas de alto renome em vigência no Brasil: http://www.inpi.gov.br/menu-servicos/marcas/marcas-de-alto-renome

    imagem unimed 23032018

    Fonte: Weber Shandwick, em 23.03.2018.

  • unimed do brasil

    Dos cerca de 350 colaboradores da Confederação, 62% são do sexo feminino

    No Dia Internacional da Mulher, a Unimed do Brasil – representante institucional das 346 cooperativas que atuam sob a marca Unimed – registra um aumento da representatividade feminina em cargos de liderança. De acordo com levantamento interno, dos cerca de 350 colaboradores da Confederação, atualmente 62% são mulheres, sendo que 45% ocupam cargos de liderança (diretoria, gerência e coordenação). Em comparativo ao ano anterior, ocorreu aumento de 12% no índice de liderança feminina.

    "O fato de termos um número significativo de colaboradoras mulheres é motivo de orgulho e também reflete o cenário mundial. As mulheres estão cada dia mais bem posicionadas no mercado de trabalho, são excelentes profissionais e naturalmente vem ocupando cargos cada vez mais relevantes nos mais diversos segmentos da nossa economia", diz Viviane Malta, diretora de Administração e Finanças da Unimed do Brasil.

    Para ter uma ideia deste cenário no Brasil: em 2007, as mulheres representavam 40,8% do mercado formal de trabalho; em 2016, passaram a ocupar 44% das vagas, segundo levantamento do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged) e da Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

    Para homenagear as colaboradoras, a Unimed do Brasil promove em seu escritório em São Paulo, um bate-papo especial para discutir a importância de mudanças de hábitos, que visam proporcionar melhorias na qualidade de vida. A conversa, que acontecerá no dia 8 de março, contará com a intermediação da executiva Viviane Malta.

    Fonte: Weber Shandwick, em 08.03.2018.

  • unimed do brasil

    Estudo aponta que 93% dos entrevistados recomendariam a Unimed para a família e amigos e de três em cada quatro clientes estão satisfeitos com os serviços da marca

    A concepção dos brasileiros em relação aos planos de saúde foi objeto de pesquisa do Instituto Datafolha, com mais de 4 mil pessoas. O estudo apontou que 53% dos entrevistados consideram a Unimed a marca mais confiável e não mudariam para nenhum outro plano, posicionando a Unimed na liderança do ranking de confiabilidade entre os maiores players do mercado.

    Segundo a pesquisa, encomendada pela Unimed do Brasil -- que representa institucionalmente as cooperativas que atuam sob a marca Unimed -- um dos motivos para essa confiança está na imagem que a marca transmite, sobretudo em razão da recomendação de pessoas, afinal 93% dos entrevistados recomendariam a Unimed para a família e para os amigos. O estudo ainda atesta que o tamanho da rede é um aspecto muito valorizado pelo consumidor. Hoje a Unimed representa institucionalmente 346 cooperativas.

    Três em cada quatro clientes da Unimed também estão satisfeitos com os serviços oferecidos, principalmente no que diz respeito ao atendimento, a qualidade dos hospitais e a facilidade para marcar consultas. Outro dado refere-se à popularidade da Unimed: 92% dos participantes da pesquisa conhecem a marca, tanto entre brasileiros que têm planos de saúde (23% da população) como aqueles que não possuem. Conduzido em julho de 2017, o levantamento do Datafolha foi realizado a pedido da Unimed do Brasil.

    Para o diretor de Desenvolvimento de Mercado da Unimed do Brasil, Darival Bringel de Olinda, esse tipo de levantamento é importante para reconhecer as necessidades dos clientes, além de servir como parâmetro para adoção de melhorias na gestão da rede assistencial e no atendimento ao público. "Nosso objetivo é oferecer o que há de melhor em saúde para os nossos clientes. Por isso, é uma satisfação sabermos que a maioria está satisfeita com nossos serviços. Com esses dados em mãos, podemos nos aprimorar ainda mais", argumenta.

    Percepção dos médicos

    Outro estudo do Instituto Datafolha, também desenvolvido a pedido da Unimed do Brasil, avaliou a relação dos médicos com a marca Unimed. De acordo com a pesquisa, caso solicitado, 42% dos médicos recomendariam Unimed a seus pacientes. Entre os motivos dessa indicação estão qualidade e amplitude nos serviços de médicos, laboratórios e clínicas. A pesquisa nacional, realizada entre julho e setembro de 2017, contemplou 1.100 entrevistas com médicos -- incluindo 550 cooperados Unimed.

    imagem unimed 06032018

    Fonte: Weber Shandwick, em 06.03.2018.

  • unimed do brasil

    Aquisição de cadeiras de rodas e outros recursos é realizada a partir da arrecadação e venda de lacres de latinhas. Em 2017, as cooperativas Unimed acumularam mais de 50 milhões de lacres de alumínio

    imagem unimed 23012018

    A Unimed do Brasil – que representa institucionalmente as cooperativas e sociedades auxiliares que atuam sob a marca Unimed – encerrou a edição 2017 da campanha "Eu Ajudo na Lata" com ótimos resultados. Realizada anualmente desde 2013, a iniciativa promove a doação de cadeiras de rodas e outros itens de acessibilidade a pessoas com deficiência por meio do valor arrecadado com a venda de lacres de latas de alumínio, coletadas pelos colaboradores, médicos cooperados, fornecedores, parceiros e comunidades das cooperativas que compõem o Sistema Unimed. No ano passado, a ação contou com a participação de 64 Unimeds e recolheu mais de 16 toneladas de alumínio, totalizando mais de 50 milhões de lacres, o que gerou a doação de 219 itens de acessibilidade.

    Em comparação a 2016, a edição de 2017 da campanha registrou aumento de 81% na quantidade de lacres doados, saltando de 27 milhões para 50 milhões. O aumento da coleta possibilitou a doação de 95 itens a mais que em 2016.

    "A campanha não só beneficia pessoas com necessidades especiais como visa conscientizar todos os envolvidos sobre a importância da adoção de ações de responsabilidade social e de sustentabilidade. O engajamento interno no Sistema Unimed colaborou muito para a conquista do resultado recorde na edição do ano passado, pois 64 Unimeds participaram em 2017, enquanto em 2016 foram 33. A expectativa é seguirmos com esse crescimento nas doações ano após ano", destaca Darival Bringel de Olinda, diretor de Desenvolvimento de Mercado da Unimed do Brasil.

    Em 2017, participaram do "Eu Ajudo na Lata" em 2017 as Unimeds Alta Mogiana, Alto Vale, Andradina, Assis, Blumenau, Brusque, Caçador, Campinas, Cascavel, Central Nacional Unimed, Centro Oeste Paulista, Chapecó, Curitiba, Erechim, Extremo Oeste Catarinense, Fortaleza, Frutal, Goiânia, Grande Florianópolis, Guarulhos, Guaxupé, Inconfidentes, Itapetininga, Jaraguá do Sul, Joaçaba, João Monlevade, Juiz de Fora, Jundiaí, Lins, Litoral Sul (RS), Londrina, Marquês de Valença, Mercosul, Metropolitana do Agreste, Noroeste do Paraná, Norte Capixaba, Norte Pioneiro, Palmeiras dos Índios, Pato Branco, Piracicaba, Planalto Norte, Porto Alegre, Regional de Campo Mourão, Regional Maringá, Regional Sul Goiás, Santos, São José dos Campos, São Roque, Seguros Unimed, Sorocaba, Sul Mineira, Três Rios, Uberaba, Unimed do Brasil, Vale do Piquiri, Vale do Sinos, Vales do Taquari e Rio Pardo, Vitória, e Xanxerê. Também fizeram parte o Portal Unimed e as Federações dos Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

    Desde o lançamento da campanha, foram doados 475 itens de acessibilidade e mais de 126 milhões de lacres de alumínio. Para mais informações sobre a iniciativa, acesse: unimed.me/euajudonalata

    Sobre a Unimed - Em 2017, a Unimed completou 50 anos de atuação no mercado de saúde suplementar. A marca nasceu com a fundação da Unimed Santos (SP), em 1967, e hoje é composta por 346 cooperativas médicas, que prestam assistência para cerca de 18 milhões de beneficiários em todo País. Atuando sob o modelo cooperativista, a Unimed conta com 113 mil médicos, 115 hospitais próprios e 2.584 hospitais credenciados, além de hospitais-dia, pronto-atendimentos, laboratórios e ambulâncias que garantem a qualidade da assistência médica, hospitalar e de diagnóstico complementar prestada aos beneficiários das cooperativas.

    Fonte: Weber Shandwick, em 23.01.2018.

  • unimed do brasil

    A iniciativa, lançada em 2016 e que conta com a adesão de 43 Unimeds em todo o País, foi exposta na International Conference on Radiation Protection in Medicine, na Áustria

    Estudos científicos apontam que doses acumulativas de radiação ionizante podem danificar os tecidos humanos, trazendo prejuízos à saúde, e que crianças são mais sensíveis pelo fato de seus tecidos estarem em desenvolvimento [1]. No entanto, nos últimos anos, houve um aumento significativo na realização de exames com radiação ionizante: de acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), na década de 1990 a 2010, foi registrado um aumento de 40% no número de exames desse tipo no mundo. Para conscientizar sobre os cuidados que devem ser tomados na solicitação e realização desses procedimentos, a Unimed do Brasil, representante institucional das cooperativas que atuam sob a marca Unimed, lançou em 2016 o Programa de Proteção Radiológica Infantil. No mês passado, a iniciativa foi apresentada na International Conference on Radiation Protection in Medicine,evento organizado pela Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA) e considerado um dos principais do mundo na área, que foi realizado de 11 a 15 de dezembro em Viena, na Áustria. O trabalho será ainda publicado no livro de contribuições do evento.

    O paper "Disseminação do Programa de proteção radiológica infantil em um sistema brasileiro de cooperativas de saúde" apresentado na conferência internacional foi produzido por Sérgio Rodrigues, enfermeiro e analista de Serviços e Recursos Próprios da Unimed do Brasil, e Mônica Bernardo, médica especialista em radiologia e diagnóstico por imagem e cooperada da Unimed Sorocaba. O Programa de Proteção Radiológica Infantil visa conscientizar profissionais da saúde e pacientes do Sistema Unimed sobre os riscos relacionados à exposição excessiva aos raios ionizantes, reduzir a indicação de exames desnecessários e criar condições para que os procedimentos sejam executados com a menor carga de radiação possível. Atualmente, 43 Unimeds aderiram ao Programa, destas 18 já estruturaram uma Comissão de Radioproteção e iniciaram as atividades.

    Para facilitar a implementação do Programa em toda a rede, a Unimed do Brasil fornece material de suporte completo, como cartilhas de orientações para médicos, profissionais de radiologia, e pais ou responsáveis; website voltado ao público leigo com informações sobre radioproteção; e outros materiais de comunicação; além de um guia de implementação do programa produzido com base na legislação brasileira e particularidades do Sistema Unimed.

    A iniciativa ainda incentiva a utilização de uma carteirinha, cujo modelo também é disponibilizado pela Unimed do Brasil, que permite aos profissionais de saúde o conhecimento da frequência e da data de realização dos últimos exames, para então avaliar com segurança a necessidade da solicitação de um novo procedimento. A carteirinha também traz orientações de segurança aos pais e responsáveis, como uma escala comparativa da radiação recebida por exames e a radiação natural ou de fundo, proveniente do meio ambiente. "Um exame de raios-X frontal simples equivale a um dia inteiro de radiação natural; uma tomografia de crânio corresponde a mais de oito meses de radiação natural e uma tomografia de abdômen, a mais de vinte meses de exposição", são alguns dos alertas contidos no material.

    "O programa de Proteção Radiológica Infantil possui ações efetivas tanto para o público médico quanto leigo e utiliza da disseminação de conhecimento baseado em evidências para fomentar o desenvolvimento da cultura de segurança. Essa iniciativa converge com a Atenção Integral à Saúde, modelo assistencial defendido pela Unimed do Brasil e que prevê a prestação de um cuidado global do paciente, atuando de maneira mais preventiva", ressalta o dr. Orlando Fittipaldi Jr, diretor de Gestão de Saúde da Unimed do Brasil.

    De acordo com levantamento da Unimed do Brasil realizado nas Unimeds aderentes ao programa, a maior demanda de assistência, considerando a faixa etária de 0 a 12 anos, é de crianças com até quatro anos de idade. "Esse público representa 62% dos de atendimentos em prontos-socorros e 56% das consultas eletivas, o que reforça a necessidade de maior atenção para esta faixa etária", completa o dr. Fittipaldi.

    Ações no Sistema Unimed

    A Unimed São José do Rio Preto (SP) iniciou o Programa de Proteção Radiológica Infantil em junho de 2016, com foco em crianças de 0 a 12 anos. Os médicos cooperados receberam treinamento, foram distribuídas cartilhas e outros materiais de comunicação sobre o tema aos profissionais de saúde e beneficiários, além da utilização da carteirinha de controle de realização de exames com radiação.

    Segundo o responsável técnico de radiologia da Unimed São José do Rio Preto, Dreison Tiago Torres da Silva, com a ação ocorreu uma redução na realização de radiografias. "A partir de 2018, será colocado ainda no Pronto Atendimento Infantil um painel contendo informações para os pais que estiverem na sala de espera com objetivo de disseminar todas as informações sobre a proteção radiológica infantil. A adesão ao programa proporcionou o acompanhamento efetivo, com monitoramento de indicadores e plano de ação quando necessário", comenta.

    A Unimed Pato Branco (PR) implantou o Programa em outubro de 2017, quando a operadora promoveu palestra com o físico Fernando Menezes e o médico radiologista Orlando Cláudio Hecke sobre proteção radiológica. O evento foi direcionado aos médicos cooperados nas especialidades de pediatria, clínico geral, ginecologia, obstetrícia e otorrinolaringologista.

    imagem unimed 09012018

    Explanação do físico Fernando Menezes aos médicos cooperados e técnicos em radiologia durante o workshop sobre proteção radiológica, promovido pela Unimed Pato Branco

    "Para 2018, planejamos a estruturação da Comissão de Proteção Radiológica em todas as instituições hospitalares da rede credenciada da Unimed Pato Branco. No ano que vem, também realizaremos ações de conscientização da população em geral", diz a enfermeira e analista de Regulação de Rede da Unimed Pato Branco, Fernanda Rodrigues Seibt.

    Referência bibliográfica

    [1] Mathews JD, Forsythe A V, Brady Z, Butler MW, Goergen SK, Byrnes GB, et al. Cancer risk in 680,000 people exposed to computed tomography scans in childhood or adolescence: data linkage study of 11 million Australians. BMJ. 2013;346:f2360.

    Fonte: Weber Shandwick, em 09.01.2018.

  • unimed do brasil

    O prêmio "Laboratório de Inovação em Atenção Primária na Saúde Suplementar Brasileira" avalia organização do serviço, indicadores e resultados de projetos baseados no modelo assistencial

    Entre as 12 operadoras premiadas pelo "Laboratório de Inovação em Atenção Primária na Saúde Suplementar Brasileira", sete fazem parte do Sistema Unimed. A iniciativa, promovida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e Organização PanAmericana da Saúde (OPAS/OMS), reconheceu as Unimeds Belo Horizonte (MG), Guarulhos (SP), Grande Florianópolis (SC), Jaboticabal (SP), João Pessoa (PB), Santa Bárbara D´Oeste Americana (SP) e Vitória (ES). Os cases vencedores serão publicados na Série Técnica Navegador SUS, conjunto de publicações reunidas pela OPAS/OMS sobre os aspectos práticos da implementação das redes de atenção primária.

    O conceito da Atenção Primária é a base do modelo assistencial defendido pela Unimed do Brasil, que representa as 346 cooperativas que atuam sob a marca Unimed. Trata-se da "Atenção Integral à Saúde", que preza pelo cuidado integrado, coordenado e centrado na pessoa, promovendo um acompanhamento contínuo e preventivo da saúde do paciente. Segundo estudos da Unimed, cerca de 80% dos problemas de saúde podem ser resolvidos por meio de um primeiro atendimento dentro do modelo, sem que seja acionado um médico especialista.

    "A Unimed do Brasil defende uma ampla reforma no modelo de atenção do Sistema Unimed e do sistema de saúde. Entendemos que a Atenção Integral à Saúde traz diversos benefícios para o setor de saúde, tanto suplementar quanto pública, e permite a oferta de um atendimento mais personalizado e efetivo aos pacientes. O trabalho, desenvolvido pelas operadoras Unimed e reconhecido pelo Laboratório de Inovação, é motivo de orgulho para todo o Sistema Unimed e integra os resultados positivos desse modelo, que já presta assistência a mais de 200 mil pacientes em mais de 45 Unimeds em todo o País", ressalta Orestes Pullin, presidente da Unimed do Brasil.

    Na divulgação do resultado, a Comissão de Avaliação ressaltou ter identificado também atributos da atenção primária em outros seis relatos inscritos. Porém, por se tratarem de experiências recentes, os projetos serão acompanhados pelo Laboratório de Inovação durante o ano de 2018. Entre eles, estão cinco operadoras do Sistema Unimed: Unimed Volta Redonda (RJ), Unimed Franca (SP), Unimed Porto Alegre (RS), Unimed Salto/Itu (SP) e Unimed São José do Rio Preto (SP).

    Outras 13 experiências, sendo oito de Unimeds, foram avaliadas como atenção à saúde centrada nas pessoas, mas não puderam ser classificadas especificamente como modelo de atenção primária, conforme atributos previstos no edital da premiação.

    Sobre a premiação

    Lançado em agosto deste ano, o "Laboratório de Inovação em Atenção Primária na Saúde Suplementar Brasileira" foi aberto a todas as operadoras do Brasil e funcionou como um mapeamento das experiências de atenção primária no setor. A iniciativa contou com 71 experiências inscritas. Os cases foram avaliados por uma comissão composta por integrantes da OPAS, da ANS e por pesquisadores.

    Fonte: Weber Shandwick, em 20.12.2017.