Mongeral Aegon

  • Diretor de Rede visita unidades da MAG Seguros

    mag 27062022

    O diretor de Rede da MAG Seguros - companhia especializada em seguro de vida e previdência com mais de 185 anos de atuação ininterrupta no Brasil - está realizando uma série de visitas nas unidades de negócio da seguradora localizadas nas regiões Norte e Nordeste.

    "Estamos sempre próximos de nossas unidades, ouvindo as suas demandas e também reconhecendo pelo grande trabalho que está sendo realizado ao longo deste ano. A nossa escuta ativa e a valorização de nossos profissionais e parceiros são marcantes na nossa cultura", comenta Ronaldo Gama, diretor de Rede da MAG Seguros.

    As visitas também têm como objetivo ajustar e reforçar planos e objetivos para o segundo semestre de 2022, bem como fomentar as campanhas de vendas que estão em andamento, como a Acelera e o Galo de Ouro.

    A primeira levará os vencedores para Trancoso, em outubro. Já o Galo de Ouro, uma das mais tradicionais do mercado, vai premiar os grandes campeões com um destino duplo com direito a acompanhante: Inglaterra e Escócia.

    “Esses momentos são sempre muito importantes para que possamos motivar a força de vendas, os corretores parceiros e falar mais sobre as nossas campanhas, que além de serem muito disputadas, são preparadas com todo cuidado para proporcionar uma experiência diferenciada”, conclui Gama.

    Sobre a MAG Seguros 

    A MAG Seguros é a seguradora especializada em soluções de seguro de vida e previdência do Grupo Mongeral Aegon com mais de 186 anos de atuação ininterrupta no país. Destaca-se por ser uma companhia muito inovadora, uma das três empresas mais longevas do Brasil e especialista na oferta de produtos sob medida para os seus clientes. Com mais de 4 milhões de vidas seguradas, a MAG Seguros teve um crescimento de 12% das Receitas de Prêmios e Contribuições, superando R$ 1.6 bilhão, em 2020. No mesmo ano, as Provisões Técnicas líquidas de resseguro totalizaram R$ 1.3 bilhão e o Lucro Líquido da seguradora foi de R$ 58,1 milhões. Com 47 unidades de vendas no país, a seguradora conta com mais de 1.200 colaboradores, cerca de 800 parceiros de negócio e mais de 4 mil corretores.

    Fonte: JeffreyGroup, em 27.06.2022 

  • MAG Seguros leva mais de 60 corretores ao MDRT

    mag 23062022

    Estar presente no evento anual da principal associação que reúne os melhores profissionais de vendas do mercado segurador mundial. Esta é a experiência que a MAG seguros - seguradora especializada em seguro de vida e previdência com mais de 185 anos de atuação ininterrupta no Brasil - vai proporcionar a mais de 60 corretores parceiros.

    Nesta sexta-feira, os profissionais viajam para Boston, nos Estados Unidos, para participarem da reunião anual do Million Dollar Round Table (MDRT). Os corretores terão na agenda uma programação especial. Além de participarem do evento assistindo às palestras, os corretores parceiros da MAG Seguros também contarão com jantares nos melhores restaurantes da cidade acompanhados dos executivos da seguradora.

    A viagem, que faz parte da premiação da campanha de vendas quadrimestral Arrebenta 2021, combina desenvolvimento, relacionamento e lazer, também contempla a ida em um outlet tradicional de Boston para um momento dedicado às compras.

    A MAG Seguros oferece aos seus parceiros a plataforma de incentivos MAG 365, que engloba as campanhas quadrimestrais Esquenta, Acelera e Arrebenta, além do Galo de Ouro -- a mais tradicional campanha do mercado segurador -- e programa de pontos e subsídios. O corretor que desejar ser parceiro da MAG pode entrar em contato pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

    Fonte: JeffreyGroup, em 23.06.2022 

  • Previdência complementar do servidor público: migrar ou não?

    Por Arnaldo Lima, Diretor-Executivo do Instituto de Longevidade MAG

    arnaldo 21062022


    O prazo final para que os servidores que ingressaram na carreira pública federal antes de 2013 possam migrar do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) para o Regime de Previdência Complementar (RPC) foi reaberto e se encerrará em 30/11/2022. Trata-se de uma decisão pessoal, irretratável e irrevogável. Dessa maneira, cabe ao servidor buscar o máximo de informações em fontes fidedignas para subsidiá-lo nessa importante decisão, que terá reflexos sobre os seus rendimentos futuros, principalmente quando da sua perda de capacidade laborativa.

    O RPPS e RPC são dois regimes previdenciários distintos que se complementam: i) repartição simples, de caráter obrigatório; e ii) capitalização, de caráter facultativo.

    O RPPS tem natureza pública, filiação obrigatória, benefício definido, caráter contributivo e solidário. É financiado pelos entes públicos, pensionistas e servidores ativos e inativos, que contribuem sobre o valor da sua remuneração. Consubstanciado em um pacto intergeracional, todos são responsáveis pelo resultado do regime, seja em casos de superávit ou déficit. Atualmente, existem 0,85 servidores ativos para cada servidor inativo, o que contribui para o déficit de mais de R$ 43 bilhões.

    O RPC, para os servidores públicos, é um regime privado que tem como características principais a capitalização e a individualidade. Não há possibilidade de criação de um plano na modalidade benefício definido (BD) para as aposentadorias programadas, mas somente para os benefícios de risco (morte e invalidez). 

    Sendo assim, o plano de benefícios para servidores é constituído na forma de contribuição definida (CD). Cada participante investe em ativos financeiros para constituir poupança própria para custear o seu benefício futuro, estabelecendo, dessa forma, uma correspondência direta entre o custeio e o benefício de cada indivíduo. 

    Por definição, não existem as figuras de déficit ou superávit em planos CD, mas sim saldo de conta do participante baseado no seu esforço contributivo individual. O RPC está calcado em regimes de previdência complementar fechados (exemplos: Funpresp-EXE, Funpresp-JUD, PREVCOM) e abertos (instituições financeiras que comercializam PGBL). 

    Cabe esclarecer que a migração para o RPC não significa adesão às Fundações de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp). Ou seja, o servidor pode optar em aplicar os seus recursos financeiros por conta própria ou por meio de uma instituição financeira privada, adquirindo um PGBL, por exemplo. Contudo, cabe salientar que, nesses casos, o servidor não faz jus à contribuição paritária da União, que equivale a um rendimento, na partida, equivalente a cerca de 100%. É quase impossível o servidor investir seus recursos por conta própria e conseguir superar, ano a ano, a rentabilidade dos investimentos realizados pelas FUNPRESP, somada a contribuição paritária e a dedução fiscal de até 20,5% dos rendimentos tributáveis.

    Por serem EFPC, as FUNPRESP não têm fins lucrativos. Logo, seus planos previdenciários são mais vantajosos financeiramente do que aqueles adquiridos em bancos, pois todo o excedente financeiro das Fundações é revertido em favor dos participantes, reduzindo as taxas de carregamento pagas pelo servidor ao longo do seu ciclo contributivo. A título de exemplo, a taxa da FUNPRESP-EXE quando foi criada em 2013 era de 7%. Atualmente, os servidores que tenham mais de 7 anos de plano pagam apenas 2,5%. Trata-se de economia solidária: reparte-se os custos fixos e maximiza-se os benefícios individuais. Por isso, o pilar do RPC é escala. 

    Outro aspecto relevante na decisão do servidor é o benefício especial, que é uma compensação financeira das contribuições recolhidas acima do teto do INSS (atualmente, R$ 7.087,22), uma vez que a aposentadoria a ser paga pelo RPPS terá valor igual aos novos entrantes no serviço público federal a partir de 2013. Por ter natureza compensatória, não há incidência de contribuição previdenciária, o que é uma grande vantagem, especialmente quando se leva em conta as alíquotas previdenciárias pagas pelos servidores federais atualmente, que variam de 7,5% a 22%. Ao migrar para o RPC, a alíquota fica limitada a 8,5% no que exceder o teto. 

    É importante esclarecer que mesmo não migrando de regime, o servidor público pode aderir às FUNPRESP como ativo alternativo. Nesse caso, ele não fará jus à contribuição paritária, mas poderá usufruir de outros benefícios, como acesso à Parcela Adicional de Risco (PAR) para cobertura de morte e invalidez, menores taxas para acumular sua reserva individual suplementar e menores taxa de juros na contratação de empréstimo. 

    Essa é a quarta janela de migração. Chegou a hora do servidor público federal se tornar protagonista do seu próprio futuro. Não se trata de uma escolha entre certo e errado, mas sim de uma decisão racional baseada no perfil individual de cada um sobre sua avaliação das diferenças conceituais entre o RPPS e RPC: (i) mutualismo x individualismo; (ii) público x privado; (iii) repartição simples x capitalização; (iv) benefício definido x contribuição definida. Em qualquer hipótese, deve-se valorizar a importância das FUNPRESP-EXE e JUD para auxiliarem o servidor no planejamento do seu futuro e na garantia de sua segurança previdenciária e de seus familiares. 

    Fonte: JeffreyGroup, em 21.06.2022 

  • Cresce demanda por seguro de vida entre os jovens, segundo MAG Seguros

    mag

    De acordo com o levantamento feito pela MAG Seguros, seguradora especialista em vida e previdência com mais de 185 anos de história ininterrupta no Brasil, em 2020 e 2021 houve um crescimento na contratação de seguro de vida entre pessoas com idade inferior a 25 anos. Isto é, teve um aumento de 26% em clientes individuais novos.

    “Temos um portfólio de produtos bem completo e pensamos em todos os momentos de vida da sociedade e isso nos possibilita, consequentemente, ter soluções aderentes a todos os perfis, necessidades e demandas, como é o caso de jovens”, comenta Rodrigo Cunha, gerente de Desenvolvimento de Produtos da MAG Seguros.

    Esses dados de crescimento mostram que, apesar de muitas pessoas acreditarem que o seguro de vida é somente importante para pessoas mais velhas, as novas gerações estão mais preocupadas e conscientes com o planejamento financeiro e com o seu futuro. Vale destacar que, há alguns anos, este comportamento por jovens era mais direcionado a produtos de acumulação, ou seja, previdência.

    O aumento da educação financeira também contribuiu com este movimento. A sociedade, de uma forma geral, passou a entender melhor sobre os produtos e coberturas oferecidas pelo mercado segurador. Desta forma, a compreensão sobre as diferentes formas de se proteger financeiramente em cada momento de vida ficou mais evidente.

    Fonte: JeffreyGroup, em 14.06.2022

  • Nilton Molina e Fernando Mota são destaque do Programa Seguro

    mag 09062022

    A história de 60 anos de amizade, parceria, negócios será o tema do Programa Seguro deste domingo, com exibição pela TV Gazeta. Nilton Molina, presidente do Conselho de Administração da MAG Seguros, e Fernando Mota, conselheiro da seguradora, falarão de sua dedicação ao desenvolvimento do mercado segurador nacional.

    Os executivos, que são referência no mercado, contaram ao âncora do programa e presidente do Sincor-SP, Boris Ber, como se conheceram e, juntos, construíram uma das maiores seguradoras independentes especializada em seguro de vida do país: a MAG Seguros.

    Durante a entrevista, Molina e Mota também traçaram uma expectativa em torno do futuro do setor, que tem apresentado uma significativa curva de crescimento na última década e foi potencializado pela pandemia.

    O programa especial com Nilton Molina e Fernando Mota vai ao ar neste domingo, a partir das 20h30, na TV Gazeta.

    Fonte: JeffreyGroup, em 09.06.2022

  • Programa de apoio aos corretores da MAG Seguros termina com missão cumprida

    mag 07062022

    Numa decisão pioneira no mercado de vida e previdência, a MAG Seguros decidiu proteger a renda de seus corretores com um pacote de benefícios, em 2020, que trouxe mais segurança e um alívio para os parceiros da empresa no momento crítico que o Brasil e o mundo viviam na pandemia da covid-19

    Manaus, uma das cidades mais prejudicadas pela pandemia do coronavírus, é o cenário da história de Denilson Almeida, corretor de seguros da MAG. Aos 28 anos, ele ficou internado durante quatro meses, acometido pela covid-19. Por todo esse tempo, Denilson e sua família usufruíram do programa acima disponibilizado pela empresa aos corretores parceiros da companhia.

    Fabiana Perdiz, superintendente comercial em Manaus, conta que todo os trâmites dos benefícios foram muito rápidos, o que ajudou muito a família de Denilson a se reestabilizar. “A MAG Seguros não é só formação profissional, a MAG é uma família, uma estrutura, é cuidado com pessoas e apoio que vai muito além do lado financeiro”, finaliza Fabiana.

    Lembramos que apesar da melhora dos casos da doença é muito importante manter todos os cuidados para evitar a contaminação. “Todo o primeiro suporte foi dado por pessoas aqui da MAG Seguros, que insistiram que eu fosse procurar ajuda médica, porque eu não dei a devida importância aos sintomas. Eu devo a minha vida aos meus colegas, sem eles eu não teria conseguido”, relembra-se Denilson.

    Fonte: JeffreyGroup, em 07.06.2022

  • MAG Seguros é certificada mais uma vez como uma excelente empresa para trabalhar

    mag 24052022

    Cuidar de pessoas está no DNA da MAG Seguros, e isso começa dentro de casa. Pelo 9º ano, a seguradora – especializada em seguro de vida e previdência com mais de 185 anos de atuação ininterrupta no país – foi certificada como uma empresa GPTW. 

    “Mais do que um reconhecimento, o selo é uma chancela das nossas iniciativas que visam o cuidado da companhia em proporcionar aos mais de 1.500 colaboradores em todo o país um excelente ambiente de trabalho”, explica Patrícia Campos, diretora de Gente e Gestão da MAG. 

    A MAG Seguros oferece um amplo portfólio de iniciativas aos seus colaboradores, que vão desde o bem-estar, benefícios e gestão de carreira. A companhia também conta com o Plural, que é o programa de diversidade e inclusão da empresa, que tem mais de 80% dos seus colaboradores pertencentes a pelo menos um grupo minorizado. 

    Para olhar a qualidade de vida, a seguradora oferece o Você+Saudável, que engloba ações como campanha anual de vacinação contra a gripe, atendimentos médico e nutricional, além do Tamo Junto, que dispõe, além do apoio psicológico, jurídico e financeiro de forma totalmente gratuita. 

    Outro destaque é o Ciclo de Gente, programa de gestão de carreira de todos os colaboradores da MAG. Por meio dele, é possível avaliar performance, contribuir com o desenvolvimento profissional e avaliar oportunidades de méritos e promoções na companhia. 

    “O mais gratificante é percebermos que nossos colaboradores veem valor e consistência nas ações que temos desenvolvido, já que a pesquisa de clima Great Place to Work é respondida por todos”, acrescenta Patrícia. 

    A MAG Seguros conta com vagas em todo o país para pessoas que desejam trabalhar na companhia, através da página de carreiras no Vagas.com. Há, também, oportunidades para os corretores que desejarem ser parceiros da seguradora. Para isso, basta enviar um e-mail

    Fonte: JeffreyGroup, em 24.05.2022

  • MAG Seguros discute tendências tecnológicas em podcast

     mag 18052022

    Renata Loyola, superintendente de gestão da inovação do Grupo MAG

    O episódio do podcast Talks Inovação, produzido pela MAG Seguros, uma das companhias seguradoras mais inovadoras, segundo o Valor Econômico, apresentou o tema de “Tendências para 2022: como trazê-las para nossa realidade”, e discutiu as perspectivas para esse ano, como metaverso, internet das coisas e NFTs.

    As tendências acontecem a partir da necessidade de inovação de uma sociedade e vão refletir em contextos sociais, culturais, econômicos. E é importante acompanharmos essas tendências, caso estejamos atentos e com ferramentas capazes de monitorar esse contexto, pois torna-se possível nos antecipar e nos adaptar a esses movimentos -- e ser proativo com o comportamento e as necessidades que seu cliente pode adotar.

    O podcast, mediado por Renata Loyola, superintendente de gestão da inovação do Grupo MAG, contou com a participação de Cátia Tarabal, superintendente de Analytics, Pesquisa e Produtos e com Jimmy Werder, gerente de Canais Digitais, ambos também da MAG, começou definindo tendências como “uma sequência de eventos que mostram uma nova direção -- novos hábitos de consumo, que vão determinando novos nichos de mercado, associados ao potencial de crescimento”, nas palavras de Cátia.

    Com isso em mente, e falando sobre como trazê-las para nossa realidade, os executivos analisaram como primeira grande tendência para o ano de voltar para dentro de casa. “O mundo dificilmente vai voltar a ser como era”, explica Werder. “O mundo todo está indo para o modelo de trabalho híbrido; e quando você começa a usar muita tecnologia para o seu trabalho do dia a dia, existem riscos maiores. Uma tendência de mercado hoje é juntamente investir na diminuição deste cenário”, conta.

    A Internet das Coisas (IoT) também foi apontada como outra grande tendência, uma teve seu uso mais pulverizado pelo mesmo contexto de inovação tecnológica forçada dos últimos anos -- e que deve ter seu uso cada vez mais comum -- desde carros de aplicativos autônomos a geladeiras que registram itens (e a falta deles) para fazer compras online de forma automatizada. No mercado de seguros esse tipo de inovação pode se dar, por exemplo, através de relógios inteligentes que monitoram a saúde dos usuários com dados compartilhados com a seguradora, que pode então usar essa sua “assinatura digital” de modo a personalizar produtos e assessorias.

    O Open Insurance é outra dessas tendências, ligadas às acima. “Nada mais é do que um conjunto de regras e procedimentos que permitem criar um mercado aberto de seguros”, diz Tarabal. “Segmentação e personalização, tanto do atendimento como seu produto, são coisas que vieram para ficar”, analisa ela.

    Também discutiram o uso de NFTs e do metaverso, que poderá ser usado como ambiente de negócios virtuais, acessado remotamente. Um corretor poderá fazer apresentações mais imersivas e de maior impacto na hora de vender um seguro, por exemplo, com projeções, vídeos, imagens holográficas, tornando a reunião mais lúdica e ao mesmo tempo, em uma experiência mais impactante. E, claro, tudo pode estar interligado -- com NFTs sendo utilizados no metaverso, que será customizado com seus dados compartilhados.

    Fonte: JeffreyGroup, em 18.05.2022

  • MAG tem novo diretor de Marketing Digital e Growth

    mag

     mag 16052022

    A MAG Seguros -- seguradora especializada em vida e previdência mais longeva do país -- acaba de criar a diretoria Executiva de Marketing Digital e Growth. A posição será ocupada por Leonardo Secundo, formado em Comunicação Social, com MBA em Marketing pelo IBMEC e certificações internacionais em estratégia de marca, marketing digital e estratégia em instituições como MIT.

    O executivo, que acumula mais de 17 anos de experiência, tem passagem por diversos segmentos como Varejo, Bens de Consumo e Educação. Leonardo construiu sua carreira em grandes empresas, como Coca Cola, L’Oréal, BR Malls, Vale e Anima Educação.

    Na MAG, Secundo terá sob sua liderança as áreas de Marketing Digital, Gestão da Marca e Gestão do Relacionamento. A estrutura faz parte da diretoria Comercial e de Marketing e Leonardo reporta diretamente ao diretor Estatutário, Nuno David.

    Fonte: JeffreyGroup , em 16.05.2022

  • MAG Seguros recebe executivos da Aegon

    mag 13052022

    A MAG Seguros, seguradora especialista em vida e previdência com mais de 185 anos de atuação ininterrupta no país, recebeu na última semana a visita de executivos da Aegon Internacional na sede da companhia, no Rio de Janeiro.

    Além de participarem de reuniões com o board da MAG Seguros, os executivos estrangeiros tiveram a oportunidade de conhecer as unidades de negócio da companhia localizadas em Niterói e no centro do Rio de Janeiro, além do modelo de venda.

    “Para nós da área comercial, é um motivo de orgulho poder receber essas pessoas e poder compartilhar um pouco da nossa experiência com eles. Além de uma ótima oportunidade para aprendizado e insights”, destacou Ronaldo Gama, diretor de Rede da MAG Seguros.

    A MAG Seguros é uma das companhias que mais valoriza os corretores e atua com um amplo, completo e moderno portfólio de seguro de vida e previdência, oferecendo aos parceiros inúmeras oportunidades de geração de novos negócios, além de ferramentas digitais para vendas e diversos benefícios.

    Os cadastros na empresa podem ser solicitados diretamente pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

    Sobre a MAG Seguros 

    A MAG Seguros é a seguradora especializada em soluções de seguro de vida e previdência do Grupo Mongeral Aegon com mais de 186 anos de atuação ininterrupta no país. Destaca-se por ser uma companhia muito inovadora, uma das três empresas mais longevas do Brasil e especialista na oferta de produtos sob medida para os seus clientes. Com mais de 4 milhões de vidas seguradas, a MAG Seguros teve um crescimento de 12% das Receitas de Prêmios e Contribuições, superando R$ 1.6 bilhão, em 2020. No mesmo ano, as Provisões Técnicas líquidas de resseguro totalizaram R$ 1.3 bilhão e o Lucro Líquido da seguradora foi de R$ 58,1 milhões. Com 47 unidades de vendas no país, a seguradora conta com mais de 1.200 colaboradores, cerca de 800 parceiros de negócio e mais de 4 mil corretores.

    Fonte: JeffreyGroup , em 13.05.2022

  • MAG Seguros realiza visita guiada na Expo Paulista

    mag 09052022

    Neste último sábado, 7 de maio, a MAG Seguros - companhia especializada em seguro de vida e previdência com mais de 185 anos de atuação no país - realizou uma visita guiada com jornalistas e influenciadores na Expo Paulista.

    A oitava edição da tradicional exposição que homenageia os trabalhadores ao longo da Avenida Paulista, coração da capital paulistana, tem a organização da União Geral dos Trabalhadores (UGT) e conta neste ano com 30 painéis criados por Eduardo Kobra, artista convidado pela organização. Os participantes da ação foram recepcionados com um café da manhã e acompanharam a exposição junto ao curador da mostra, Fernando Costa Netto.

    "Por mais um ano estamos patrocinando esta tradicional exposição que já faz parte do calendário cultural da cidade. É muito interessante como esta mostra traz a arte cada vez mais perto da população, que é retratada e homenageada em uma data tão importante mundialmente", explica Mirella Lavrini, superintendente de Gestão de Marca da MAG Seguros.

    A oitava edição da Expo Paulista acontece durante todo o mês de maio, na Avenida Paulista, entre a Rua Augusta e a Alameda Campinas.

    Fonte: JeffreyGroup, em 09.05.2022

  • MAG Seguros lançará nova campanha de vendas nesta sexta-feira

    mag 10052022

    Acontece nesta sexta-feira o lançamento de mais uma campanha quadrimestral da MAG Seguros: a Acelera 2022. Corretores parceiros da seguradora estarão reunidos nas unidades de negócios da MAG em todo o país para descobrirem o destino e as regras desta edição da campanha.

    “Em todos os anos preparamos uma programação especial para lançarmos as nossas campanhas de vendas, que são sempre pensadas com muito cuidado para promover não apenas uma grande disputa, como uma premiação que proporcione experiências únicas aos ganhadores”, comenta Nuno David, diretor Comercial e de Marketing da MAG Seguros.

    A Acelera premia os vencedores com uma viagem nacional com direito a acompanhante. “Como já é uma tradição da MAG, preparamos um destino absolutamente incrível e digno dos grandes vencedores da Acelera”, completa Nuno.

    A Acelera é a segunda campanha quadrimestral da MAG Seguros e faz parte da plataforma MAG 365, composta por um amplo programa de vantagens para os corretores parceiros da companhia que, além das campanhas de vendas, conta com uma série de incentivos integrados.

    Fonte: JeffreyGroup, em 10.05.2022

  • Corretores de Seguros: novo imposto de renda em 2022

    mag

    O imposto de renda traz algumas mudanças em 2022. Fabiana Madeira, analista tributária da MAG Seguros, e especialista do tema, ajuda a você entender melhor como serão as novas regras e como se preparar para elas. Desta vez, são 10 dicas focadas para os corretores de seguros

    1 - Reúna o informe de pagamentos de todas as fontes pagadoras. 

    2 - Preencha a Declaração de ajuste anual com os nomes e CNPJs de quem contratou os seus serviços em 2021. 

    3 - Veja o que vale mais a pena: a declaração simplificada ou a completa. 

    4 - Consultar se o próprio ou algum dependente recebeu auxílio emergencial. Em caso positivo, o valor deverá ser lançado em rendimento tributável. 

    5 - Fique atento às informações sobre os rendimentos dos dependentes. Como não existe obrigatoriedade de informar dependentes, cheque se vale a pena a informação: se o dependente teve rendimentos substanciais, na maioria das vezes, não valerá a pena informá-lo, pois a dedução concedida será menor que a renda do dependente.
     6 - Caso tenha recebido premiação, lembre-se que o preenchimento correto é na ficha “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva”. 

    7 - Caso a opção mais vantajosa seja a declaração completa: separe todas as despesas dedutíveis, como despesa médicas, contribuição para planos de caráter previdenciário, planos de saúde e odontológico, despesas com ensino (educação infantil, fundamental, médio, superior, profissional, nesse compreendendo o ensino técnico e o tecnológico). 

    8 - Sempre guarde a cópia da declaração dos últimos 5 anos, pois é o período que a Receita Federal tem para questionar algo. Além disso, você também consegue importar os dados principais da declaração de 2020 para ganhar agilidade e evitar possíveis erros de digitação. 

    9 - Outras rendas: se o corretor tem imóvel alugado sendo pessoa física, ele vai lançar os valores recebidos no campo "Rendimentos Tributáveis Recebidos de PF". Se o inquilino for pessoa jurídica, será lançado no campo "Rendimentos Tributáveis Recebidos de PJ". O corretor pagando aluguel de bem imóvel, não deverá esquecer de lançar no campo "Pagamentos Efetuados", dentro da declaração. 

    10 - Se o corretor for responsável pelo pagamento de plano de saúde para ele e/ou para seus dependentes legais, deverá solicitar o extrato junto à operadora do plano ou seguradora de saúde.

    Fonte: JeffreyGroup, em 11.05.2022

  • Dia Continental do Seguro: são inúmeras as oportunidades para os corretores no ramo de vida

    Por Nilton Molina (*)

    nilton 12052022

    O mercado de seguros vem se consolidando nos últimos anos como um dos setores mais promissores da economia nacional, com crescimento anual consistente, quase sempre na faixa de dois dígitos. No caso de seguro de pessoas, de acordo com a Superintendência de Seguros Privados (Susep), o volume de prêmios registrou R$ 50,8 bilhões (sem considerar VGBL) no acumulado de 2021, com alta de 12,4%. O grande destaque foi o seguro de vida individual, que registrou crescimento de 17,4% no mesmo período. 

    Pela primeira vez na história do setor, em 2017, o seguro de vida (sem considerar PGBL e VGBL) ultrapassou em arrecadação o que até então, era o maior ramo do mercado -- o de automóveis, cenário este que continua acontecendo ano após ano. Pesam para isso a queda do número de veículos no país e a comoditização dos produtos, com baixa diferenciação, tornando o cliente mais sensível ao preço.

    Mas, afinal, o que isso significa? A resposta é muito simples: já estamos mais do que na hora do corretor de seguros de automóveis ampliar os seus horizontes de produtos e negócios. A tendência, no entanto, aponta para um ramo promissor e que foi impulsionado pela pandemia: o vida. Esta minha afirmação é corroborada por estudos realizados por consultorias renomadas, como a Bain & Company, que apontou crescimento da demanda por seguro de vida durante a pandemia e no pós pandemia. 

    Também devemos acrescentar neste contexto os resultados de pesquisa recente encomendada pela Fenaprevi e realizada pelo Instituto Datafolha, que apontou que apenas 17% dos entrevistados afirmaram contar com um seguro de vida com cobertura de morte e apenas 9% têm proteção para o caso de invalidez. 

    Apenas estes dois números já revelam o grande oceano de oportunidades que os corretores brasileiros têm à sua frente. Sobretudo, quando falamos daqueles que atuam tradicionalmente com automóveis, devo acrescentar um tesouro que eles têm nas mãos: a sua carteira de clientes, que sem dúvida poderá proporcionar ao corretor a realização de venda complementar, agora, com um novo produto e que trará ainda mais ganhos pela sua característica de recorrência. 

    O mercado de vida passou por uma forte modernização nos últimos 20 anos, trazendo coberturas que estão cada vez mais aderentes às demandas da população brasileira, seus momentos de vida, renda disponível e condições de saúde. Na MAG Seguros, por exemplo, foram lançados mais de 30 produtos apenas nos últimos dois anos, sejam eles individuais ou coletivos, para proporcionar mais e melhores negócios aos nossos corretores parceiros. 

    A companhia, que se orgulha de sua história de mais de 185 anos, também tem duas grandes vocações: formar profissionais e ser inovadora, características estas que, sem dúvida, contribuem para que cada vez mais novos corretores possam ingressar no ramo vida para ampliar os seus ganhos com todo suporte da mais longeva seguradora especialista, de um amplo e completo portfólio de produtos e de ferramentas digitais de suporte à venda. A expectativa para o futuro é positiva, pois também segundo a pesquisa da Fenaprevi mais da metade dos entrevistados têm a intenção de contratar um seguro de vida em 2022. Este é o momento.

    (*) Nilton Molina é presidente do Conselho de Administração da MAG Seguros.

    Fonte: JeffreyGroup, em 12.05.2022

  • Mais uma personalidade histórica foi cliente da MAG

    mag

    A MAG Seguros, companhia de seguro de vida e previdência com mais de 185 anos de atuação ininterrupta no Brasil, conta com um grupo de trabalho especializado na memória corporativa. Uma das recentes descobertas foi a de mais uma personalidade da História do nosso país que contou com planos da empresa -- à época, Montepio -- para cuidar do futuro de sua família.

    Antônio Teixeira da Rocha, também conhecido como Barão de Maceió, nasceu na cidade de Alagoas em 4 de abril de 1824. Esteve entre os pioneiros que estudaram na primeira Faculdade de Medicina do Brasil, na Bahia, fundada em 1808 (hoje, unidade acadêmica da Universidade Federal da Bahia).

    Atuou tanto como médico da Santa Casa de Misericórdia quanto da Casa Imperial brasileira, cuidando dos desassistidos e da nobreza. Durante os surtos de varíola e febre amarela, tão comuns no Rio do século XIX, destacou-se sempre pela abnegação com que os enfrentou.

    Estas características o fizeram ser reconhecido pelo povo de Alagoas e eleito deputado geral (o mesmo que deputado federal atualmente), exercendo seu mandato na Assembleia Nacional de 1872 a 1878. Um ano antes de deixar a política, foi agraciado pelo imperador dom Pedro II com o título de barão de Maceió.

    Antônio Teixeira da Rocha morreu na Corte em 29 de julho de 1886, deixando sua segunda esposa, Maria Feliciana de Lima, amparada pela pensão 1019 do Montepio Geral de Economia, a MAG Seguros na atualidade.

    Fonte: JeffreyGroup, em 02.05.2022

  • MAG Seguros patrocina homenagem de Kobra à classe trabalhadora em Exposição na Paulista

    mag

    mag 28042022

    Iniciativa ocupa a Av. Paulista no mês do trabalhador

    Em 1º de Maio, Dia do Trabalhador, chega à 8ª edição a Exposição da Paulista, iniciativa da União Geral dos Trabalhadores -- UGT, que em 2022 traz o artista Eduardo Kobra, um dos mais reconhecidos artistas brasileiros, nacional e internacionalmente, para uma homenagem à classe trabalhadora, com o tema Os 200 Anos da Independência e Nós, Trabalhadores. A ação conta com o patrocínio da MAG Seguros, companhia especializada em vida e previdência com mais de 185 anos de atuação no Brasil.

    Neste ano em que o Brasil comemora 200 anos de sua Independência, a exposição dará voz e visibilidade àqueles que, desde a escravidão -- embora tenham ajudado a construir e contribuído para o desenvolvimento social, tecnológico e econômico do Brasil --, não conseguiram usufruir desses benefícios e nem conquistar sua própria independência. Raras vezes foram retratados pela arte ou tiveram sua voz amplificada por ela.

    “Você pode pegar uma lupa e analisar quadros e pinturas da Proclamação da Independência e não vai encontrar nenhum trabalhador nelas. Estão lá membros da corte, serviçais e escravos. Nenhum deles remunerados”, diz Ricardo Patah, presidente da UGT, que julga oportuno o momento para este reconhecimento. De lá para cá pouca coisa mudou no que tange a essa representatividade.

    A UGT, através dos painéis de Kobra, presta seu tributo àqueles que fazem a máquina das cidades funcionarem, dando protagonismo aos trabalhadores, ideia que surgiu do próprio artista a partir do convite para a exposição. Serão 30 categorias homenageadas -- selecionadas pela UGT e pelo artista --, em 30 painéis onde Kobra utiliza sua peculiar técnica, unindo fotografias dos trabalhadores e citações de obras clássicas, em uma releitura cheia de cores.

    O bancário Rogério Marques da Silva teve seu retrato mesclado com a obra O filho do Homem, de Rene Magritte; Marcelo Fernandes de Sousa, caminhoneiro, empresta usa imagem à uma interpretação única de David, de Michelangelo; já As Respingadoras, de Jean-François Millet, inspira o retrato da catadora Maria Dulcinéia S. Santos; a cobradora Cássia Aparecida Santos Silva, em uma obra que traz citações do Auto-Retrato de Tarsila do Amaral, Cinco Moças de Guaratinguetá, de Di Cavalcanti, e O Mestiço, de Candido Portinari; e a comerciária (repositora) Rosana Batista Santos, uma criação baseada na obra Campbell’s Soup Cans, de Andy Warhol.

    As homenagens seguem com a construção civil, a gastronomia, representada por um Chef de Cozinha e um garçom, o trabalho doméstico, a enfermeira, o frentista, o ferroviário, o joalheiro, o fotógrafo, os garis, os motoboys, motoristas de aplicativo e taxi, o padeiro, o petroleiro, o metalúrgico, o porteiro de hotel, o professor, os profissionais da telefonia e do telemarketing, o carteiro, o trabalhador rural, até o piloto de avião.

    O curador Fernando Costa Netto, da DOC Galeria, ressalta a importância da exposição para a classe: “Kobra é um artista magnífico que saiu do extremo sul de SP para ganhar o mundo. Um trabalhador que é uma inspiração para a classe trabalhadora, um cara que venceu pela arte, e nesse percurso faltava uma exposição como essa no epicentro do país. Kobra na Paulista é um presente para a nossa cidade e uma honra para a gente.”

    “Os trabalhadores brasileiros são verdadeiros artistas, pois movem o país mesmo com tantas dificuldades. Eles merecem todas as reverências e é por isso que decidi transformá-los em pinturas, interagindo com obras de arte importantes para a história da humanidade. São os trabalhadores, com o seu suor, que fazem o Brasil ser o grande país que é”, emenda o artista.

    Coordenada pela Secretaria de Organização e Políticas Sindicais da UGT e pela Maná Produções, Comunicações e Eventos, a Exposição da Paulista, uma das maiores exposições ao ar livre do mundo, ocupará de 1º a 31 de maio um quilômetro da ciclovia da principal artéria da cidade, a Avenida Paulista, entre a Rua Augusta e a Alameda Campinas.

    Após sete edições -- 30 Anos de Redemocratização do Brasil (2015); 100 Anos do Samba (2016); 17 Objetivos para Transformar o Mundo (2017); A Quarta Revolução Industrial (2018); DIREITO DO AVESSO | AVESSO DO DIREITO (2019); Liberdade e Democracia (2020); Feminino Plural (2021) -- e já consolidada, a Exposição da Paulista caminha para se tornar um evento oficial da cidade de São Paulo.

    “A Exposição da Paulista já é parte integrante do que esta cidade plural e trabalhadora tem de melhor”, afirma André Guimarães, da Maná Produções, que idealizou o projeto, que este ano terá desdobramentos, com a realização de workshops nas Casas de Cultura dos bairros da Freguesia do Ó e Brasilândia e no coworking público Teia Perus, equipamentos da Prefeitura de São Paulo. O fotógrafo Ricardo Rojas ministrará oficinas de Fotografia Celular / Mobgrafia Inclusiva (fotografias feitas com celulares); o jornalista, fotógrafo, sócio da DOC Galeria de Fotografia e Escritório de Projetos Culturais e curador da exposição Fernando Costa Netto dará noções de Expografia -- Como Montar Exposições, com foco na fotografia; e Walter Nomura, ou Tinho, um dos nomes mais conhecidos do Graffiti na América Latina, participa ensinando como fazer um Desenho em Larga Escala.

    Exposição da Paulista -- Os 200 Anos da Independência e Nós, Trabalhadores tem o patrocínio de MAG Seguros, Sintracon-SP, Marabraz e Carrefour, com apoio da Prefeitura Municipal de São Paulo, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo e da Câmara de Vereadores de São Paulo, através da vereadora Sandra Santana, e apoio da CPPU - Comissão de Proteção à Paisagem Urbana, CET, Ilume e Subprefeitura da Sé.

    Exposição da Paulista -- Os 200 Anos da Independência e Nós, Trabalhadores

    De 1º a 31 de maio

    Ciclovia da Av. Paulista, da Rua Augusta à Al. Campinas

    Fonte: JeffreyGroup, em 28.04.2022

  • MAG Seguros faz balanço de dois anos de pandemia

    mag

    Durante evento destinado aos 1.500 colaboradores da MAG Seguros, seguradora especializada em vida e previdência com mais de 185 anos de atuação ininterrupta no Brasil, o CEO Helder Molina fez um balanço dos grandes números alcançados pela companhia de março de 2020 a março de 2022, período referente a dois anos de pandemia de covid-19. Os números alcançados pela seguradora impressionam.

    Durante o tempo analisado, a MAG Seguros superou R$ 100 milhões em vendas novas de risco, o que reflete o aumento da preocupação e conscientização da sociedade em torno da importância do seguro de vida, principalmente diante de um novo risco trazido pela pandemia. Ainda neste período, a companhia registrou arrecadação de R$ 3.7 bilhões.

    A seguradora também realizou o pagamento de mais de R$ 1.3 bilhão em benefícios, considerando todas as coberturas. Este número reflete o compromisso da MAG Seguros em cumprir com o seu propósito. Outros dados do levantamento feito foram a inclusão de 700 mil novos clientes, além de mais de 1 milhão de atendimentos realizados em todos os canais da Central de Relacionamento MAG.

    Manter o time integrado e o alto engajamento durante o home office sempre foi uma preocupação no início da pandemia, mas que logo passou com a adaptação das rotinas e ritos que antes eram realizados no presencial. A análise feita pela companhia mostrou que, diariamente, são trocadas uma média de 70 mil mensagens pelo Teams.

    Vale ressaltar, ainda, que todo crescimento e bom desempenho da MAG Seguros durante o período de pandemia também resultaram em novas oportunidades, com a contratação de mais de 800 novos colaboradores para atuação em todo o Brasil.

    Fonte: JeffreyGroup, em 25.04.2022

  • Corretores parceiros da MAG Seguros podem garantir presente para o Dia das Mães com pontos

     

    mag 18042022

    A MAG Seguros, seguradora especializada em seguro de vida e previdência com mais de 185 anos de atuação ininterrupta no Brasil, oferece como um dos grandes benefícios para os seus corretores parceiros a MAG 365, um programa de vantagens que oferece uma série de incentivos integrados.

    Um deles é a campanha Acumulada, que permite ao corretor somar pontos em cada venda realizada. Com o saldo acumulado, é possível resgatar uma série de produtos disponíveis em um catálogo online com mais de 50 mil itens que servem para ajudar o corretor no seu dia a dia, para benefícios para a própria casa ou até mesmo para presentear em dias especiais, como é o Dia das Mães.

    Ao entrar no site, o corretor tem acesso ao seu saldo de pontos e pode escolher os produtos desejados de forma totalmente digital. Para ter acesso a esses e outros benefícios, como um amplo, moderno e completo portfólio de seguro de vida e previdência é preciso ser parceiro da MAG Seguros, que pode ser solicitado pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

    Fonte: JeffreyGroup, em 18.04.2022

  • Instituto de Longevidade MAG marca presença em congresso de servidores

    mag 19042022

    O Instituto de Longevidade MAG esteve presente durante a realização do 19º Congresso Previdenciário da APEPREV (Associação Paranaense das Entidades Previdenciárias do Estado e dos Municípios), evento que também integrou a comemoração dos 20 anos da associação. As entidades associadas à APEPREV fazem a gestão dos recursos previdenciários dos servidores públicos. Isso quer dizer que milhares de famílias em todo o país são impactadas por suas ações.

    O presidente do Instituto de Longevidade MAG e referência em seguros e previdência, Nilton Molina, esteve presente no evento. Durante a sua apresentação, o executivo abordou sobre os desafios relacionados ao aumento da longevidade dos brasileiros, que estão vivendo cada vez mais.

    O aumento da longevidade, traz à tona a importância de pensar em Longevidade Financeira. Ou seja, é preciso cada vez mais planejamento para que todos tenham uma vida financeira saudável ao longo dos anos.

    Este tema, inclusive, é o grande objetivo do Instituto, que foi criado para discutir os impactos sociais e econômicos do aumento da expectativa de vida no Brasil. Dentre as suas inúmeras iniciativas, estão a produção de conteúdo diário sobre o tema, a oferta de cursos de capacitação e descontos por meio de parcerias aos brasileiros. 

    "Apesar de contar com a questão da estabilidade na carreira, o servidor público também pode se beneficiar dos conteúdos sobre Longevidade Financeira do nosso Instituto", conta Arnaldo Lima, diretor do Instituto de Longevidade MAG.

    Fonte: JeffreyGroup, em 19.04.2022

  • MAG Seguros realiza evento presencial com seus colaboradores

    mag 20042022

    A MAG Seguros, seguradora especializada em seguro de vida e previdência com mais de 185 anos de atuação ininterrupta no Brasil, realizou em abril a primeira edição híbrida -- presencial com transmissão - do MAG day, evento que tem como objetivo fortalecer a cultura corporativa da companhia.

    Mais de 700 colaboradores do Rio de Janeiro estiveram no EXPO MAG -- tradicional centro de convenções da cidade e que desde o início do ano leva o nome da seguradora -- para acompanhar uma programação que contou com apresentação do CEO, Helder Molina, além de um bate-papo aberto entre a diretoria da companhia com interação do público.

    O evento contou com protocolo de segurança com o objetivo de zelar pela saúde de todos, com inúmeros totens de álcool em gel distribuídos, além de distanciamento entre as cadeiras e comprovante de vacinação para entrar no local, mesmo sem a exigência destas regras pelo município para a realização de eventos.

    Desde abril de 2021, a MAG Seguros realiza mensalmente o MAG day, iniciativa criada para manter a proximidade dos colaboradores, além de transmitir a cultura corporativa, valores e informações da companhia, mesmo com o home office.

    Sobre a MAG Seguros 

    A MAG Seguros é a seguradora especializada em soluções de seguro de vida e previdência do Grupo Mongeral Aegon com mais de 186 anos de atuação ininterrupta no país. Destaca-se por ser uma companhia muito inovadora, uma das três empresas mais longevas do Brasil e especialista na oferta de produtos sob medida para os seus clientes. Com mais de 4 milhões de vidas seguradas, a MAG Seguros teve um crescimento de 12% das Receitas de Prêmios e Contribuições, superando R$ 1.6 bilhão, em 2020. No mesmo ano, as Provisões Técnicas líquidas de resseguro totalizaram R$ 1.3 bilhão e o Lucro Líquido da seguradora foi de R$ 58,1 milhões. Com 47 unidades de vendas no país, a seguradora conta com mais de 1.200 colaboradores, cerca de 800 parceiros de negócio e mais de 4 mil corretores.

    Fonte: JeffreyGroup , em 20.04.2022