Mapfre

  • Felipe Nascimento é o novo CEO de Seguros da MAPFRE no Brasil

    mapfre


    A área de Seguros da MAPFRE Brasil conta com um novo CEO a partir de janeiro. Felipe Nascimento, executivo que atua há mais de 15 anos na companhia, assume a liderança das áreas de Operações e Comercial, além das equipes técnicas de seguros - que incluem os segmentos de Automóveis, Seguros Gerais, Grandes Riscos e Vida.

    O executivo retorna ao Brasil após 6 anos de experiência internacional, tendo atuado como diretor Corporativo de Tecnologia e Processos da MAPFRE na Espanha.

    Nascimento tem como missão dar continuidade às ações de expansão da MAPFRE no mercado nacional, apoiando a ampliação da cultura de seguros no País. "Assumo a liderança de uma companhia sólida, com grande potencial de crescimento local. O Brasil é um mercado estratégico para a MAPFRE e estou muito grato pela oportunidade que me concederam. Também me sinto desafiado a disseminar no País um melhor entendimento sobre a função socioeconômica do seguro", afirma o executivo.

    Com passagens pelo Unibanco e pela Companhia de Seguros do Estado de São Paulo, Nascimento é graduado em Administração de Empresas e formado pelos programas de Gestão Avançada, da IESE; e Estratégia Competitiva, da Harvard Business School.

    Luis Gutiérrez, que ocupava o cargo desde 2017, volta à Espanha para assumir a Diretoria Geral da Territorial Noroeste no País.

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 11.01.2021

  • Brasil é o oitavo país com maior potencial para o mercado de seguros

    mapfre

    Novo levantamento da MAPFRE indica que o país manteve a 8ª posição entre as 96 nações analisadas. China lidera o ranking

    O Brasil permanece como o 8º país com maior potencial para crescimento do setor segurador, segundo o "Índice Global de Seguros Potenciais (GIP)", desenvolvido pela MAPFRE Economics - área da companhia dedicada a pesquisas e análises sobre seguros, previdência, macroeconomia e finanças.

    No ranking, que analisou 96 mercados, o Brasil ocupa o oitavo lugar nos segmentos Vida e Não Vida, mantendo-se estável em relação ao levantamento anterior, divulgado em outubro de 2019. "O Brasil tem um enorme potencial para o desenvolvimento do mercado de seguros. Diante de todos os desafios relacionados à pandemia, temos observado uma sociedade mais solidária e consciente de que tudo ao seu redor está interligado, por isso nossa expectativa é que o consumidor adote um perfil mais preventivo e direcionado à sua proteção e de sua família, abrindo portas para que ampliemos a cultura do seguro.", afirma Fernando Pérez-Serrabona, CEO da MAPFRE Brasil.

    Segmento Vida

    mapfre 16122020 1

    O levantamento mostra que, em 2019, o potencial de seguro referente a cada um dos países que ocupam as dez primeiras posições do ranking é praticamente o mesmo que o registrado em 2018. Os dez principais países do ranking em 2019 representam 66% do seguro global potencial medido por meio do MAPFRE GIP, sendo que cerca de metade desse potencial é atribuído a cinco mercados (China, Estados Unidos, Índia, Rússia e Indonésia).

    Segmento Não-vida

    mapfre 16122020 2

    Na área de Não-vida, cinco países (China, Estados Unidos, Índia, Rússia e Indonésia) concentram 55% do mercado potencial, 3 pontos percentuais a menos que no ano anterior. Outros cinco países (Japão, Alemanha. Brasil, Turquia e México) respondem por, aproximadamente, 12% do potencial dessa modalidade de seguro.

    Entenda o GIP-MAPFRE

    O GIP é a primeira métrica internacional que apresenta os países com mais possibilidades de crescimento para a indústria seguradora em médio e longo prazos.

    O índice, desenvolvido pela MAPFRE Economics, se baseia na Estimativa da Abertura de Proteção do Seguro (BPS), que representa a diferença entre as coberturas de seguros que são economicamente necessárias e benéficas para a sociedade e o valor dessas coberturas efetivamente adquiridas.

    O conceito se modifica em função do crescimento da economia e da população de um país e do surgimento de novos riscos inerentes ao desenvolvimento econômico e social.

    Essa diferença atingiu 5,77 trilhões de dólares em todo o mundo e está dividido em 70,8% para o BPS do segmento Vida e os restantes 29,2% para o correspondente ao segmento Não Vida (4.089 e 1.690 bilhões de dólares, respectivamente).

    Acesse o estudo completo:

    Inglês
    https://www.fundacionmapfre.org/documentacion/publico/es/catalogo_imagenes/grupo.do?path=1108330

    Espanhol
    https://www.fundacionmapfre.org/documentacion/publico/es/catalogo_imagenes/grupo.do?path=1108328

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 16.12.2020

  • Fundación MAPFRE promove webinar sobre saúde mental nas escolas

    mapfre fundacion

    Evento, que marca o encerramento de um projeto que impactou milhares de estudantes, terá a participação do Secretário de Educação do Estado de São Paulo, de representante da UNICEF, do pró-reitor da UNIFESP e do CEO da MAPFRE Brasil

    Para discutir a saúde mental nas diferentes fases do desenvolvimento infanto-juvenil, a Fundación MAPFRE realiza no próximo dia 8 de dezembro, às 14 horas, o Webinar "Saúde Mental na Escola e Educação Integral". O encontro virtual contará com a presença do Secretário de Educação do Estado de São Paulo, Rossieli Soares, da oficial de desenvolvimento e participação de adolescentes da UNICEF, Joana Fontoura, do pró-reitor de assuntos estudantis da UNIFESP, Dr. Anderson Rosa, e do CEO da MAPFRE Brasil e representante da Fundación MAPFRE, Fernando Pérez-Serrabona.

    Durante o webinar serão debatidos temas como a importância do autoconhecimento emocional e o autocuidado, as relações no ambiente educacional, a saúde emocional no contexto do novo coronavírus e o impacto do bullying e da violência no ambiente escolar. "Com a pandemia, a questão da saúde emocional entre crianças e jovens se tornou ainda mais importante, pois as rotinas escolares foram duramente impactadas. O webinar marca o encerramento de um trabalho de meses, que envolveu a capacitação de gestores e professores da rede estadual de ensino de São Paulo para que identifiquem situações capazes de afetar o bem-estar de alunos e o clima escolar, colaborando para que a escola seja, cada vez mais, um espaço acolhedor, colaborativo e solidário", destaca Fatima Lima, diretora da Fundación MAPFRE.

    A primeira fase do projeto aconteceu em junho e foi voltada aos gestores regionais do Conviva SP (Programa de melhoria da convivência e proteção escolar), vice-diretores e professores mediadores. A segunda, realizada em agosto, envolveu a formação dos profissionais de cada uma das 5.148 unidades escolares, que também receberam um guia sobre saúde mental. A terceira aconteceu em novembro com a realização de um evento virtual com o tema "Valorização à Vida".

    Saúde mental nas escolas

    O projeto de saúde mental nas escolas é resultado de uma parceria entre a Fundación MAPFRE e a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. Pelo convênio, a Fundación MAPFRE ficou responsável pela concepção e produção dos conteúdos para a realização das formações dos professores, com o apoio técnico da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Além da criação de um guia sobre saúde mental nas escolas, foram realizadas sessões de formação a distância, abordando desde técnicas de meditação até detecção de sinais de depressão, bullying e orientações sobre como agir em cada caso.

    A parceria faz parte do Programa Viver com Saúde, da Fundación MAPFRE, que discute temas como saúde infantil, alimentação saudável e a prática regular de atividades físicas entre crianças e jovens. "Acreditamos no grande potencial e contribuição deste projeto para a melhoria do ambiente escolar brasileiro. Esta ação atua na prevenção da ansiedade, depressão e demais fatores que influenciam na condição emocional dos jovens, ainda mais crítica nesse momento de pandemia. A educação é um importante pilar de desenvolvimento do país", destaca Fernando Pérez-Serrabona.

    Para acompanhar o webinar é só fazer a inscrição pelo link: 
    https://www.eventials.com/fundacionmapfre/saude-mental-na-escola-e-educacao-integral/


    Fonte: InPress Porter Novelli, em 04.12.2020

  • MAPFRE e Casas Bahia oferecem serviço gratuito de Telemedicina em Seguro de Vida

    mapfre

    Clientes que contratarem o produto Vida Protegida e Premiada até o dia 30 terão acesso a consultas de Telemedicina, sem custo adicional

    A MAPFRE e as Casas Bahia acabam de anunciar uma oferta especial na Black Friday. Até o dia 30 de novembro, todos que contratarem uma apólice do produto Vida Protegida e Premiada terão acesso a consultas de Telemedicina, durante a vigência do contrato (12 meses), sem coparticipação, nem custo adicional.

    O produto estará disponível nas mais de 800 lojas Casas Bahia em todo o Brasil e, além das coberturas tradicionais do seguro de vida (em caso de morte), traz outros benefícios, como descontos de até 70% em exames e consultas médicas e odontológicas em mais de 6 mil unidades de atendimento no país e desconto em medicamentos em mais de 12 mil farmácias credenciadas. Os descontos se aplicam também para o cônjuge do segurado, filhos de até 21 ano, pais e sogros.

    "A maioria dos serviços na área da saúde, quando contratada fora de uma rede credenciada, tem um custo muito elevado, o que impossibilita o acesso por grande parte da população. Com o Vida Protegida e Premiada, além de desconto em consultas, o segurado tem acesso ao serviço de telemedicina, ainda mais importante neste período de pandemia", afirma Alex Frederico Dias, diretor Comercial da MAPFRE.

    Com preço acessível e benefícios em vida, o produto é uma importante ferramenta para impulsionar a cultura do seguro e fazer com que ele atinja maior parcela da sociedade. "Queremos aproveitar o apelo da Black Friday para reforçar essa importante proteção", destaca Dias, comentando que a capilaridade das Casas Bahia é essencial para a estratégia de popularizar o produto.

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 16.11.2020

  • Pedro Pimenta é o novo diretor da área de Automóvel da MAPFRE no Brasil

    mapfre

    A área de Automóvel da MAPFRE, uma das maiores companhias de prestação de serviços no mercado segurador, passa a contar com um novo executivo em sua direção no Brasil. Pedro Pimenta chega à empresa com mais de 20 anos de experiência no segmento automobilístico. Antes de assumir uma das posições mais estratégicas da companhia, o executivo teve passagem de destaque pela AGF/Allianz, onde atuou por mais de 20 anos. Além do vasto know-how de mercado, Pimenta também é especializado em Gestão Empresarial e Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

    De acordo com o executivo, o cenário pandêmico tornou-se um desafio para o qual a MAPFRE se organizou para superá-lo. "A pandemia trouxe muitas incertezas a todos, mas conseguimos estabilizar a área e seguir com ótima operação no período, inclusive melhorando nossa rentabilidade acima da média de mercado. O trabalho que vem sendo feito no desenvolvimento técnico de produto e precificação nos últimos 12 meses nos dá a certeza de estarmos no caminho certo, e confiança em relação ao futuro", comenta. "Como resultados preliminares, conseguimos manter nossa carteira, aumentar o número de cotações e, principalmente, a quantidade de corretores nos cotando. Isso demonstra a confiança deles na marca. Vamos continuar entregando qualidade e eficiência operacional", acrescenta.

    Segundo Pedro Pimenta, o intuito é apresentar ao mercado, em curto prazo, um novo modelo de comercialização do seguro auto. "Serão produtos sem complexidade, de fácil entendimento, conectados a diversas plataformas de distribuição. O nosso conceito é que nossos corretores tenham acesso a MAPFRE de forma ágil e da maneira que preferirem, seja por meio de nosso portal, multi cálculos, APPs. hot sites, entre outros canais", complementa o executivo.

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 15.10.2020

  • Mercado segurador brasileiro tem potencial para movimentar R$ 553 bilhões

    mapfre 14102020 1

    Estudo da MAPFRE Economics revela que em 2019 os prêmios somaram R$ 234 bilhões. Dados da última década mostram evolução gradual do setor, com crescimento superior a 200%

    O mercado segurador brasileiro tem potencial para movimentar R$ 553 bilhões, número quase 2,4 vezes superior ao que o segmento gerou em 2019 (R$ 234 bilhões), de acordo com o estudo "O mercado segurador latino-americano em 2019", realizado pela MAPFRE Economics e editado pela Fundación MAPFRE. O levantamento mostra que entre 2009 e 2019 o setor cresceu 205,7%.

    A análise revela o avanço gradual do mercado nacional na última década. O índice de penetração, que é a relação entre os prêmios e o PIB, chegou a 3,3% em 2019, um aumento de 0,2 pontos percentuais quando comparado a 2018 e de um ponto percentual em relação à 2009. A Brecha de Proteção do Seguro (BPS), que representa a diferença entre a cobertura economicamente necessária para a sociedade e a quantidade efetiva de cobertura adquirida, indica o amadurecimento do mercado brasileiro. Em 2009, a BPS representava 2,9 vezes o mercado e em 2019 esse valor caiu para 1,4 vezes do total movimentado pelo setor, ou seja, houve uma redução do gap entre o seguro contratado e o considerado necessário para o bem-estar social. Os indicadores de densidade, que revelam o valor de prêmio per capita, também avançaram, chegando a R$ 1,1 mil em 2019, 10,5% superior ao valor observado em 2018.

    Em relação aos prêmios totais, houve crescimento real (descontada a inflação) de 7,4% em 2019, quando comparado a 2018. Os seguros de vida apresentaram uma forte recuperação na venda de produtos de Previdência VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre), depois de uma queda no volume de prêmios em 2018. Uma das razões para esse impulso pode ter sido a reforma da previdência e a maior conscientização da população para complementar sua aposentadoria. O segmento movimentou R$ 152 bilhões em 2019, crescimento real de 12,8% em relação a 2018.

    A área de Não vida teve leve queda, com decréscimo real de 1,4% quando comparado a 2018, totalizando prêmios de R$ 82 bilhões. Os grandes destaques foram os seguros de Responsabilidade Civil, Rural e Transporte de Cascos, que cresceram 18,4%, 12,4% e 10,9%, respectivamente.

    mapfre 14102020 2

    Cenário latino-americano

    O estudo apresenta um panorama detalhado do mercado segurador em 19 países da América Latina e mostra que o volume de prêmios cresceu 1,6% na região, alcançando U$ 153 bilhões. Do total, 54% correspondem a seguros Não Vida e 46% a seguros de Vida.

    Apesar da situação de relativa desaceleração econômica vivida pela América Latina em 2019, os grandes mercados seguradores, com exceção de Argentina e Chile, tiveram bons resultados. Neste sentido destacam-se, especialmente, o México e Peru, cujo crescimento real medido nas moedas locais foi de 7,2% e 7,4% respectivamente. Brasil e Colômbia também apresentaram crescimentos significativos nas suas moedas: 7,4% e 6,6%, respectivamente.

    Por linhas de negócio, os prêmios de seguros de Vida cresceram 5,1% medidos em dólares (ante queda de 7,2% em 2018), graças a uma menor depreciação das moedas durante 2019, enquanto os prêmios de seguros Não Vida caíram 1,1% (contra -4% em 2018). No primeiro segmento, os prêmios dos seguros de Vida individual e coletivo aumentaram. Esses segmentos, que representaram 40,2% do total dos prêmios, tiveram um acréscimo de 6,9%, em grande parte explicado pelo bom desempenho desse ramo de negócios no Brasil e no México. Em relação ao segmento Não Vida na região, grande parte dos ramos que compõem esta linha de negócio diminuiu. O ramo Automóvel, que representa 16,9% do total dos prêmios, teve uma contração de 8,5%.

    A penetração média da região foi de 2,9% em 2019, superior em 0,08 pontos percentuais ao ano anterior. O indicador melhorou no segmento Vida (1,4%, ante 1,3% no ano anterior), mantendo-se inalterado no segmento Não Vida (1,6%). Em relação à densidade, cada habitante da região gastou em média 248,3 dólares, 0,7% acima do nível registrado no ano anterior. A maior parte dos gastos per capita com seguros continuou concentrada no segmento Não Vida (133,9 dólares), com queda de 2% em relação ao ano anterior. Porto Rico continua apresentando o maior índice de penetração e densidade da região, atingindo em 2019 valores de 14,8% e U﹩ 5.050, respectivamente. Isso se explica porque o volume de prêmios desse mercado inclui seguro saúde para a população mais pobre, que é administrado pelo setor de seguros privados e custeado com orçamentos governamentais. Abaixo de Porto Rico, Chile (4,3%), Brasil (3,2%) e Colômbia (2,8%) foram os países com maior taxa de penetração em 2019.

    mapfre 14102020 3

    Em 2020, o panorama pode mudar drasticamente. A crise desencadeada pelas medidas de distanciamento social para o enfrentamento da Covid-19, a queda dos preços do petróleo e demais matérias-primas tornam o panorama econômico extremamente complexo para a região em 2020. Nesse sentido, a MAPFRE Economics prevê uma queda do PIB de 9,4% para a região.

    O estudo completo está disponível em espanhol no link: 
    http://www.fundacionmapfre.org/documentacion/publico/es/catalogo_imagenes/grupo.do?path=1107929

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 14.10.2020

  • Webinar da Fundación MAPFRE reúne especialistas mundiais para discutir segurança no trânsito e mobilidade

    mapfre fundacion

    Representantes da OMS e do Detran-SP debaterão as perspectivas e desafios do futuro com foco na redução de acidentes


    No próximo dia 25 de setembro, data de encerramento da Semana Nacional de Trânsito, a Fundación MAPFRE reunirá especialistas internacionais no webinar A década da Segurança Viária: balanço e visão de futuro, para discutir estratégias para um trânsito mais seguro.

    O evento virtual, que começa às 11 horas, contará com a presença do Diretor do Departamento de Determinantes Sociais da Saúde da Organização Mundial de Saúde (OMS), Etienne Krug, do Oficial Nacional em Segurança Viária e Mobilidade Sustentável da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial De Saúde (OPAS/OMS) no Brasil, Victor Pavarino, ‎ e do Diretor-presidente do Detran-SP, Ernesto Mascellani Neto.

    O webinar apresentará os avanços da Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020, no Brasil e no mundo, e as perspectivas e desafios do futuro. Também serão debatidos os compromissos globais e locais e a importância do engajamento de toda a sociedade para um trânsito mais seguro.

    "Ao reunir representantes da OMS e do Detran-SP, nosso objetivo é promover uma reflexão global e local sobre este importante tema. A Fundación MAPFRE realiza diversas inciativas para disseminar a importância de comportamentos mais seguros e responsáveis na circulação viária", afirma Fátima Lima, diretora de Sustentabilidade e da Fundación MAPFRE no Brasil.

    O encontro, gratuito, é aberto ao público. O evento será transmitido em inglês, português e espanhol e haverá interpretação em Libras. Para participar é só acessar o link:
    (http://www.eventials.com/fundacionmapfre/a-decada-da-seguranca-viaria-balanco-e-visao-de-futuro/).

    Serviço: A década da Segurança Viária: balanço e visão de futuro

    Data: 25/09 das 11h às 12h

    Link para acesso
    http://www.eventials.com/fundacionmapfre/a-decada-da-seguranca-viaria-balanco-e-visao-de-futuro/

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 17.09.2020

  • Executiva da Fundación MAPFRE discute a segurança do trânsito em painel do Summit Mobilidade Urbana

    mapfre fundacion

    Durante o evento, Fatima Lima apresentará os dados da pesquisa conduzida com idosos


    Discutir a mobilidade e o uso de opções de transportes dos perfis mais vulneráveis, como idosos, e os caminhos para democratizar o acesso sem distinções de gênero ou por presença de desabilidades. Esse é o objetivo do Painel Garantir segurança a todos e todas, que acontece durante o Summit Mobilidade Urbana 2020, promovido pelo Estadão, no dia 12 de agosto, das 9 às 18 horas.

    O evento contará com a presença da diretora de sustentabilidade e da Fundación MAPFRE, Fatima Lima, que contará sobre as iniciativas da Fundación para promover a segurança no trânsito.

    Durante o encontro, a executiva apresentará os dados da pesquisa conduzida pela Fundación sobre mobilidade da pessoa idosa. O estudo, divulgado recentemente, mostra que 81% dos deslocamentos desse grupo são feitos com maior frequência a pé ou de ônibus. O levantamento também revelou que para 80% dos entrevistados existem muitos buracos nas calçadas, um dos principais motivos de quedas e tropeços, e 50% consideram a infraestrutura das ruas ruim ou péssima.

    O debate também contará com a presença de Melina Risso, diretora de Programas do Instituto Igarapé, Bruno Mahfuz, sócio-fundador do Guiaderodas e Bianca Bianchi Alves, secretária de Mobilidade e Transporte.

    A transmissão acontecerá a partir das 11h35 nas redes sociais do Estadão. As inscrições devem ser feitas no site do evento - http://summitmobilidade.estadao.com.br/

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 10.08.2020

  • Webinar Fundación MAPFRE - Elementos para o desenvolvimento do seguro de vida

    imagem mapfre 09062020

    imagem mapfre 09062020 1

  • Seguro Rural MAPFRE registra bom desempenho no primeiro trimestre

    mapfre

    Recentes anúncios do Ministério da Agricultura contribuem para a continuidade do agronegócio no País


    Os brasileiros podem ficar tranquilos pois não faltará alimento durante a pandemia do novo coronavírus. Para garantir o abastecimento, o Ministério da Saúde anunciou novas linhas de crédito para produtores mais afetados. Um importante sinal de continuidade da atividade agrícola e pecuária e que impacta positivamente o mercado segurador. Nesse primeiro trimestre do ano, a MAPFRE registrou crescimento de 13,5% nas vendas de seguros rurais em comparação ao mesmo período de 2019.

    "Essa é uma época importante, principalmente para produtores das regiões Sudeste e Centro-Oeste do país, pois acontece a colheita da safra de verão e o preparo da terra para a safrinha. As atividades no campo não podem parar", afirma Patrícia Siequeroli, diretora de Seguros Gerais da MAPFRE.

    Ainda no início da pandemia, a MAPFRE adaptou seus serviços possibilitando o atendimento de sinistros e vistorias por meios digitais em locais com acesso restrito e ofereceu novas condições comerciais. Clientes dos seguros Multirrisco Rural e Penhor Rural têm 20% de desconto em renovações sem sinistro, independentemente do ano de subscrição.

    "Acreditamos que o Brasil dependerá ainda mais do agronegócio para segurar a queda do PIB e o impacto econômico que teremos com a pandemia", diz a executiva.

    Clima x mercado segurador

    Hoje, a principal preocupação do produtor são intempéries climáticas, controle de pragas e oscilação dos preços de produtos. No início deste ano, foi registrado uma grande estiagem na região Sul, resultando em quebra de safra de culturas como soja, milho e arroz. A MAPFRE contabiliza o pagamento de 100% a mais em indenizações no primeiro trimestre do ano em comparação com o mesmo período em 2019, minimizando assim as perdas aos produtores rurais.

    "Essas novas medidas econômicas do Governo Federal também poderão ajudar os que mais foram impactados pela seca. Alguns tipos de seguro podem, inclusive, fazer parte do crédito, dependendo da instituição financeira", completa Patricia.

    O grande desafio para o mercado de seguros é o baixo índice de apólices, mesmo com o aumento do plano de subvenção do Governo Federal. Dados da Comissão de Seguro Rural da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg) apontam que apenas 15% da área plantada possui algum tipo de cobertura. Em termos de comparação, por exemplo, os Estados Unidos alcançam 80%. "Por esse motivo, vemos o quanto é importante reforçar aos produtores rurais a contratação de seguro, por tratar-se de uma proteção de sua produtividade e que poderá garantir tranquilidade diante de imprevistos" complementa a executiva.

    Fonte: CDN, em 24.04.2020

  • MAPFRE é a seguradora oficial dos desfiles do Carnaval do Rio de Janeiro

    mapfre

    Apólice cobre eventos ocorridos na Marquês de Sapucaí durante os ensaios técnicos, desfiles e apresentações das campeãs

    imagem mapfre 13022020




    Pelo sétimo ano consecutivo, a MAPFRE é a seguradora oficial do Carnaval do Rio de Janeiro, que acontece de 21 a 29 de fevereiro e deve levar cerca de 200 mil pessoas ao Sambódromo da Marquês de Sapucaí.

    Contratada pela Liga Independente das Escolas de Samba (LIESA), a apólice cobre todos os problemas e imprevistos que envolvem a realização do espetáculo desse tamanho. Pensada exclusivamente para o Carnaval do Rio de Janeiro, a apólice contempla os ensaios técnicos, os desfiles e as apresentações das campeãs. "O seguro resguarda ainda a organização contra incidentes climáticos que levem ao cancelamento do evento ou que impeçam a sua realização", afirma o diretor de Empresas da MAPFRE, Jonson Marques, companhia líder na área de Grandes Riscos no país.

    O público que for ao sambódromo em qualquer um destes momentos também estará protegido por meio da cobertura de Responsabilidade Civil, que resguardará os participantes contra danos físicos e materiais que venham a sofrer.

    "Um evento com a dimensão do carnaval do Rio de Janeiro requer um gerenciamento de riscos que considere diversas situações. Por este motivo, foi necessário estruturar uma apólice customizada, considerando tanto os apontamentos dos organizadores, quanto a experiência que acumulamos nas últimas sete edições nas quais fomos a seguradora da festa", finaliza Marques.

    Fonte: CDN, em 13.02.2020

  • MAPFRE registra lucro 79% maior no Brasil em 2019

    mapfre

    O volume de prêmios alcança R$ 17,5 bilhões no país. Em todo o mundo, valor chegou a € 23 bilhões, alta de 2,2%


    A MAPFRE Brasil apresentou lucro de R$ 427 milhões em 2019, um crescimento de 80% em relação a 2018. O desempenho foi impulsionado pela evolução positiva de Seguros Gerais e de Automóvel, que melhorou seu índice combinado em mais de seis pontos percentuais. O ROE (Retorno sobre Patrimônio Líquido) evoluiu em mais de quatro pontos, chegando a 9,6%.

    O volume de prêmios subiu 2%, totalizando R$ 17,5 bilhões, sendo o negócio de Seguros Gerais responsável pelo maior resultado (R$ 7,2 bilhões), seguido pelo de Vida (R$ 6,6 bilhões) e o de Auto (R$ 3,7 bilhões).

    Em 2019, a regional brasileira indenizou R$ 3 bilhões a seus segurados. Também realizou mais de 1 milhão de assistências a pessoas, residências e veículos e recebeu 5 milhões de ligações em suas centrais de atendimento.

    Para Fernando Pérez-Serrabona, CEO da MAPFRE Brasil, o desempenho positivo reflete o foco da companhia na otimização de seus processos, com adoção de mais tecnologia e do aumento de sua eficiência operacional. "Em 2019, evoluímos nos indicadores de satisfação de clientes e distribuidores, assim como no índice de qualidade de nossos serviços. Para melhorarmos ainda mais esses resultados em 2020, além das medidas já implantadas, seguiremos na redução do índice combinado de automóvel e na ampliação das carteiras de Seguros Gerais e de Vida - segmento com maior potencial de crescimento no país", afirma.

    Fonte: CDN, em 12.02.2020

  • Nas férias, MAPFRE dá dicas para garantir a segurança das crianças em casa

    mapfre

    Pequenos cuidados podem fazer a diferença para manter a integridade dos pequenos

    Acidentes domésticos envolvendo crianças são bastante comuns - e ainda que boa parte deles possa ser evitado, essa ainda é uma das principais causas de morte na faixa etária de um a 14 anos, segundo o Ministério da Saúde. Diante disso, a MAPFRE preparou algumas dicas de segurança para deixar a residência segura não só nas férias, mas durante o ano todo.

    "A tomada de algumas medidas simples e práticas podem aumentar o nível de segurança", afirma Patrícia Siequeroli, diretora de Seguros Gerais da seguradora. "O primeiro passo é fazer uma avaliação criteriosa da concepção do ambiente para identificar onde estão os riscos."

    Confira abaixo mais algumas dicas:

    Em toda a casa

    • Use protetores de silicone nas quinas dos móveis.
    • Instale redes de proteção nas janelas e evite colocar nas proximidades móveis como prateleiras ou estantes que possam ser escaladas.
    • Aplique protetores nas tomadas para que não fiquem expostas.
    • Mantenha os fios de aparelhos domésticos enrolados, e tire os eletrônicos da tomada sempre que não estiver utilizando.

    Cozinha

    • É o cômodo mais perigoso para crianças, pela proximidade com objetos perfuro-cortantes (como garfos e facas) e itens que aquecem ou emitem chamas (fogão, forno, panelas ou travessas em uso, fósforos e acendedores). Por isso, opte por utilizar travas de segurança para crianças em armários ao nível do chão. Outra opção é investir em um portão ou cercadinho que trave o acesso da criança a cozinha.
    • Prefira usar as 'bocas' de trás do fogão e vire os cabos das panelas para dentro ao cozinhar.
    • Deixe itens cortantes e pontiagudos nas gavetas mais altas e, se possível, com travas de segurança.
    • Nunca armazene produtos tóxicos, venenos, materiais de limpeza, junto com alimentos.
    • Não use toalhas compridas na mesa de jantar.

    Banheiro

    • Mantenha a porta fechada, coloque uma trava de segurança na tampa do vaso sanitário, posicione tapetes antiderrapantes na área molhada.
    • Nunca deixe a criança sozinha no banheiro e em banheiras.
    • Atenção aos cosméticos, talcos, desodorizantes de ambientes, perfumes e medicamentos, deixe tudo fora do alcance das crianças.
    • Lembre-se de retirar os aparelhos elétricos da tomada após o uso.
    • Tranque o armário de remédios e outros produtos que ofereçam risco de intoxicação.

    Escadas

    • Devem ter corrimão e piso não muito liso.
    • No caso de crianças pequenas e se estiverem engatinhando ou começando a andar, é conveniente colocar protetores ou barreiras em todos os acessos que levam à escada.

    Piscinas e Jardins

    • A piscina é um local que precisa de mais atenção. Por isso, invista em telas e grades de proteção capazes de evitar a queda de uma criança. Além disso, verifique se o sistema de sucção da piscina está devidamente protegido.
    • No jardim, as flores, folhas, sementes e insetos podem prejudicar a saúde das crianças. É imprescindível analisar se não existe nenhuma planta tóxica no local e nem a presença de insetos perigosos como formigas, abelhas, maribondos, escorpião, entre outros.

    Área de serviço

    Outro perigo escondido em casa é a possibilidade de envenenamento. Geralmente, esses acidentes acontecem quando as crianças consomem algum medicamento, cosméticos, produtos de higiene e limpeza. Por isso, é fundamental manter esses produtos guardados longe do alcance dos pequenos.

    Caso aconteça algum acidente, é possível acionar o Disque-Intoxicação, criado pela Anvisa, que atende pelo número 0800-722-6001. A ligação é gratuita e o usuário pode tirar dúvidas sobre como agir em situações de emergência.

    As 36 unidades da Rede Nacional de Centros de Informação e Assistência Toxicológica (Renaciat) estão preparadas para receber ligações de longa distância, 24 horas por dia, sete dias por semana, durante todo o ano.

    Sobre a MAPFRE

    No país desde 1992, a MAPFRE é um grupo multinacional que forma uma das maiores companhias de prestação de serviços nos mercados segurador e financeiro. Sólida e inovadora, está presente nos cinco continentes e conta com mais de 35 mil colaboradores. Em 2018, suas receitas atingiram cerca de 27 bilhões de euros. Especialista em suas áreas de negócio, a MAPFRE opera com bases de atividades sustentáveis e, no Brasil, atua em seguros, investimentos, consórcios, capitalização, previdência, saúde e assistência. A companhia adota compromissos internacionais como os Princípios para a Sustentabilidade em Seguros (PSI) e integra o Pacto Global da ONU (Organização das Nações Unidas). Também mantém a Fundación MAPFRE, instituição sem fins lucrativos, que promove e investe em pesquisas, estudos e atividades de interesse geral da população. Mais informações em http://www.mapfre.com.br.

    Fonte: CDN Comunicação, em 07.01.2020

  • O Brasil ocupa o oitavo lugar entre os países com maior potencial de seguro, segundo índice da MAPFRE

    mapfre fundacion

    China lidera o ranking nos segmentos Vida e Não Vida de um total de 96 mercados analisados

    A atualização do Índice Global de Seguros Potenciais (GIP), elaborado pelo Serviço de Estudos da MAPFRE, mostra o Brasil como uma das nações com maior oportunidade para o setor. No ranking, que analisou 96 mercados, o país ocupa o oitavo no lugar no segmento Vida, subindo uma posição em relação à edição anterior divulgada em março, e também no de Não Vida, em que se manteve estável.

    Lançado no começo deste ano, o GIP é a primeira métrica internacional que apresenta os países com mais possibilidades de crescimento para a indústria seguradora em médio e longo prazo. O levantamento teve como base o período de 2008 a 2018 e indica que países da Ásia e da África apresentam o maior potencial para seguros e importância relativa no contexto global.

    imagem mapfre 29102019

    De acordo com o Serviço de Estudos, o GIP aumentou em comparação com os valores da década 2007-2017, o que é explicado principalmente pelo desenvolvimento ainda incipiente do produto Vida em países emergentes como o Brasil. O estudo conclui que o potencial de seguro é bastante concentrado, independentemente de se tratar de um mercado desenvolvido ou não, e que permanece semelhante nos últimos anos.

    O diretor Geral de Serviços de Estudos da MAPFRE, Manuel Aguilera, afirma que as expectativas de reaquecimento econômico colaboraram com o ganho de uma posição no ranking de Vida. "Tempos de crises trazem importantes aprendizados em relação à economia e finanças pessoais. Neste sentido, apresenta-se uma valiosa oportunidade para o mercado segurador brasileiro, que possui um vasto campo a ser explorado pelas companhias que melhor se posicionarem e adaptarem seus produtos à realidade local", observa.

    "Sabemos do enorme potencial do Brasil para o desenvolvimento do negócio de Vida, e também já percebemos que o consumidor tem demonstrado maior preocupação em ter uma proteção para si mesmo e suas famílias, no caso de um evento não programado", afirma Fernando Pérez-Serrabona, CEO da MAPFRE Regional Brasil e representante da Fundación MAPFRE no país.

    Entenda o GIP-MAPFRE

    O índice desenvolvido pelo Serviço de Estudos da MAPFRE se baseia em estimativas da Estimativa da Abertura de Proteção do Seguro (BPS), que representa a diferença entre a cobertura de seguro economicamente necessária e benéfica para a sociedade e o valor dessa cobertura realmente adquirida, e modifica-se em função do crescimento econômico e da população de um país, assim como do surgimento de novos riscos. No caso do Brasil, essa diferença alcançou 314,5 bilhões de reais ou o equivalente a 86 bilhões de dólares.

    Para o cálculo do GIP-MAPFRE, além da BPS, outras variáveis ​​são levadas em consideração, como penetração (prêmios / PIB), tamanho da própria economia ou nível populacional, entre outras. Em resumo, oferece uma pontuação que ordena cada país de acordo com sua contribuição para diminuir o déficit global de seguros.

    Acesse o estudo completo em inglês:
    http://www.fundacionmapfre.org/documentacion/publico/i18n/catalogo_imagenes/grupo.cmd?path=1103681

    Fonte: CDN, em 29.10.2019

  • Pesquisa aponta desempenho do mercado segurador latino-americano de 2008 a 2018

    mapfre fundacion

    Relatório do Serviço de Estudos da MAPFRE mostra retração do setor no Brasil, impactado pelo cenário econômico. Seguros de vida ainda possuem maiores prêmios

    A última edição do relatório “O mercado latino-americano de seguros”, produzido pelo Serviço de Estudos da MAPFRE e publicado pela Fundación MAPFRE, aponta que apesar da evolução positiva do setor de 2008 a 2018, ainda há um longo caminho a percorrer para alcançar um nível de segurança considerado economicamente necessário e benéfico para a sociedade. A análise foi feita em 19 países, incluindo o Brasil.

    No ano passado, o volume de prêmios na região totalizou 150,6 bilhões de dólares, 3% do mercado global - uma queda de 5,5%, frente ao crescimento de 8,6% de 2017. A contratação de seguros de Vida representou 44,6% desse montante, queda de 7,2% em dólares, enquanto a de Não Vida (55,4% dos prêmios totais da região) experimentou redução de 4%. Esses retrocessos estão relacionados com depreciações do câmbio (em especial, o peso argentino e o real).

    Quando o mercado segurador é medido nas moedas locais, uma vez corrigido o efeito da inflação, o comportamento se mostra positivo, principalmente no México, na Colômbia, no Peru e no Chile. O Brasil, entretanto, é um dos destaques negativos, com queda em Vida e Não Vida, com uma diminuição relevante em Automóveis (- 7,4%).

    Na América Latina, o índice de inserção (prêmios/PIB) foi de 2,9% em 2018, igual ao ano anterior. O número também se manteve estável em Vida (1,3%) e Não Vida (1,6%). Ao longo da década 2008-2018, a inserção total na região cresceu 24,4%.

    O indicador de densidade (prêmios per capita) ficou em 246,6 dólares, 6,4% abaixo do registrado em 2017, rompendo a série de dois anos de aumentos consecutivos, novamente resultado da depreciação de algumas moedas locais (real e peso argentino) frente ao dólar e também, de forma mais estrutural, da queda do mercado de seguros de Vida no Brasil.

    A Abertura de Proteção do Seguro para o mercado latino-americano ficou em 254,3 bilhões de dólares no ano passado, 1,9% menor que a estimada em 2017. Desta forma, o mercado potencial de seguros na América Latina em 2018 (soma do mercado de seguros real e o potencial de seguros) foi de 404,9 bilhões de dólares, 2,7 vezes o mercado atual na região.

    Durante o período 2008-2018, o mercado de seguros da região registrou uma taxa de crescimento anual média (em dólares) de 4%, integrada por uma alta de 6,2% em Vida e de 2,6% em Não Vida. Se for mantida essa dinâmica ao longo da próxima década, a taxa de crescimento será insuficiente (- 6,4 p.p.) para cobrir a abertura de seguros determinada em 2018.

    O relatório inclui uma nova estimativa do Índice de Evolução do Mercado (IEM), que aponta tendência e maturidade do setor de seguros. Esse indicador mostra avanços anuais sustentados ao longo da última década, embora com um leve retrocesso em 2014 e novamente em 2018.

     “Muitos fatores podem contribuir para ampliar a penetração do seguro, além do caráter econômico, como ter um marco regulatório eficiente, o que já aconteceu no Brasil, e a promoção da educação financeira, um trabalho que realizamos por meio da Fundación MAPFRE”, avalia afirma Fernando Pérez-Serrabona, CEO da MAPFRE Regional Brasil e representante da instituição no país.

     “Além disso, a iniciativa privada também pode contribuir com a difusão do conhecimento do seguro e a melhoria de sua percepção por parte da sociedade, como também viemos fazendo há anos, por meio da publicação de estudos e pesquisas como este.” discorre Manuel Aguilera, diretor geral de Serviços de Estudos da MAPFRE.

    Mercado segurador no Brasil

    No ano passado, o mercado brasileiro de seguros teve queda nominal de 0,9% e real de 4,4%, chegando a 210.319 bilhões de reais (57.567 bilhões de dólares), impactado pelo momento econômico. Esse comportamento é devido à queda dos prêmios do segmento de Vida.

    Os produtos VGBL reduziram 8,5% nominalmente, após a moderação registrada em 2017, devido à queda dos juros, bem como à forte apreciação e atratividade dos ativos financeiros no mercado de capitais. Já os seguros de Vida individual e coletivo, juntos, tiveram aumento nominal de 11,3% e real de 7,4%. Ao todo, os prêmios do segmento de Vida cresceram 129.975 bilhões de reais (35.576 bilhões de dólares), redução nominal de 4,2% e real de 7,6% real em relação a 2017.

    No ano passado, o volume de prêmios dos seguros Não Vida em 2018 foi de 80.344 bilhões de reais (21.991 bilhões de dólares), um aumento nominal de 5,1% (superior aos 2,3% do ano anterior) e real de 1,4% (-1,1% em 2017). Em valores absolutos, os segmentos de Automóveis e Incêndios foram os que mais contribuíram para o crescimento, e em termos relativos deve-se adicionar Transportes, com alta de 15,2%.

    Se fossem consideradas as contribuições de Previdência Privada, seguros de Saúde e Capitalização, as receitas totais do mercado segurador em 2018 seriam de 287.783 bilhões de reais (78.770 bilhões de dólares), com um leve aumento nominal de 0,5% em relação ao ano anterior.

    Em 2018, as provisões técnicas totalizaram 965.974 bilhões de reais (249.316 bilhões de dólares), com o negócio de Vida representando aproximadamente 92,1% do total, caso seja considerado o negócio de previdência.

    A taxa combinada total do setor brasileiro de seguros melhorou 1,9 p.p. em 2018 em relação ao ano anterior (91,8% frente a 93,7% em 2017), devido à melhora da taxa de sinistralidade em 2,6 p.p..

    Em linhas gerais, os indicadores de rentabilidade do mercado segurador nacional melhoraram em 2018. O resultado líquido das empresas do setor aumentou 8,7% em 2018 - 18.818 bilhões de reais (5.151 bilhões de dólares), com um aporte positivo dos investimentos.

    O índice de inserção foi de 3,1%, superior em 0,9 p.p. ao de 2008 e menor em 0,1 p.p. em relação a 2017, influenciado pelo menor valor dos prêmios de Vida. Por outro lado, o nível de densidade do seguro foi de 1.004,1 reais (274,8 dólares), 1,6% menor que em 2017. Finalmente, o nível de aprofundamento, em 2018, foi posicionado em 61,8%, 12,5 p.p. acima do observado em 2008 na América Latina), porém com uma queda de 2,2 pp no último ano.

    A Estimativa da Abertura de Proteção do Seguro (BPS), em 2018, ficou em 314,5 bilhões de reais (86.082 bilhões de dólares), equivalente a 1,5 vezes o mercado de seguros reais no Brasil no fim do ano passado, sendo que 51,6% desse valor correspondeu a seguros de Vida (162,4 bilhões de reais); e 48,4%, de Não Vida (152,1 bilhões de reais). De 2008 a 2018 a participação dos seguros de Vida caiu quase 11 p.p.

    O mercado potencial de seguros no Brasil em 2018 (a soma do mercado real e da BPS) foi estimado em 524,8 bilhões de reais (143,649 bilhões de dólares); ou seja, 2,5 vezes o mercado de seguro total.

    O IEM mostra uma tendência geral positiva na década pesquisada, que faz inclusive com que o indicador seja positivamente divergente da tendência média dos mercados latino-americanos. Contudo, entre 2017 e 2018 foi observado um recuo.

    Ranking total

    Em 2018, 122 entidades seguradoras atuavam no país, duas a mais que em 2017. O mercado nacional apresenta uma tendência ascendente nos níveis de concentração.

    Acesse o estudo completo em português:
    www.fundacionmapfre.org/documentacion/publico/i18n/catalogo_imagenes/grupo.cmd?path=1103784

    Sobre a Fundación MAPFRE

    Com sede na Espanha e atuação em 33 países, a Fundación MAPFRE é uma instituição sem fins lucrativos, que promove e investe em pesquisas, estudos e atividades de interesse geral da população. Atua para disseminar valores, promover o acesso à informação e à cultura, além de contribuir com o bem-estar da sociedade e com o fomento da inovação social. No Brasil, apoia e desenvolve iniciativas nas áreas de Cultura, Prevenção e Segurança Viária, Seguro e Previdência Social, Promoção da Saúde e Ação Social. Em 2018, suas iniciativas impactaram cerca de 2 milhões de brasileiros. Site: www.fundacionmapfre.com.br

    Fonte: CDN, em 24.10.2019

  • Concessões de campos de petróleo aquecem o mercado segurador

    mapfre

    Proteções para o segmento podem ser contratadas de forma modular e abrangem do processo de licitação à extração do produto

    A Petrobrás avançou neste mês com o processo de venda de sua participação em 27 campos de petróleo terrestres no Espírito Santo e em outros 14 municípios na Bahia. A expectativa é de que as concessões ampliem a produção de óleo e gás e aqueçam mercados que fornecem serviços para estes segmentos, como o de seguros.

    Para Jonson Marques, diretor de Empresas da MAPFRE, companhia líder do mercado de Grandes Riscos, a retomada dos leilões deve impulsionar o segmento, que está muito atrelado ao bom desempenho da extração e venda destes produtos.

    “Este segmento deve trazer oportunidades ao mercado segurador em diferentes frentes. Isso porque as empresas que prestam serviços às petrolíferas também precisarão contar com proteções como a de Responsabilidade Civil Operações, Danos Morais e Poluição Súbita”, explica.

    O executivo pontua que as proteções para este ramo são abrangentes e contemplam todas as etapas, desde o processo de sísmica (estudo do subsolo) até a produção. “É possível contratar proteções desde o momento do leilão de concessão. Nesta primeira etapa, geralmente, é adquirido o Seguro Garantia, que assegura que os prazos e valores definidos em contrato sejam cumpridos”, pondera Marques.

    O especialista destaca que, superado o processo de licitação, as empresas têm a opção de adquirir a apólice de risco de petróleo, que ampara todos os riscos das operações de prospecção, produção e perfuração. Este tipo de seguro pode ser contratado de forma modular, em que o cliente adequa as proteções às suas necessidades. “Em virtude da especificidade da atividade, o empresário pode optar por adquirir individualmente a cobertura para danos físicos aos ativos [plataformas]; para o processo de construção de unidades de exploração ou produção; operações de extração ou todas as modalidades em uma mesma apólice, dividida apenas por seções.”

    Outra proteção muito importante para este setor é a cobertura de Responsabilidade Civil Offshore (RC), que ampara os prestadores de serviços nas unidades de operação. A apólice protege contra riscos ocasionados a terceiros em função da atividade exercida.

    Fonte: CDN, em 17.10.2019

  • Dicas para cuidar dos eletrodomésticos e evitar prejuízos

    mapfre

    Eletrodomésticos que compõem a linha branca, como fogão, cooktop, geladeira, freezer, micro-ondas, máquina de lavar roupa e louça, estão cada vez mais tecnológicos e inteligentes, mas sem manutenção adequada, podem apresentar problemas ou parar de funcionar de uma hora para outra.

    Para prolongar a vida útil dos aparelhos e evitar gastos desnecessários, a MAPFRE Assistência, companhia especializada em serviços a pessoas, residências e veículos, orienta para a importância dos cuidados preventivos. “Geralmente, os danos nos eletrodomésticos acontecem por conta de problemas mecânicos, sobrecargas de energia, excesso do limite de capacidade de funcionamento, entre outros. Por isso, algumas ações podem evitar prejuízos financeiros e até precaver o cliente da substituição do item”, diz Flávio Vasques de Oliveira, superintendente técnico e de produtos da MAPFRE Assistência.

    De acordo com a companhia, a máquina de lavar roupa, por exemplo, sofre com objetos esquecidos dentro de bolsos, em especial, moedas ou itens de metal. Outra recomendação é manter o eletrodoméstico longe da ação da chuva, do sol e jamais exceder sua capacidade de funcionamento.

    Confira alguns cuidados simples que podem evitar problemas na sua máquina de lavar:

    • Mantenha a máquina de lavar roupas em um local adequado, onde não chova ou faça sol em excesso;
    • Tente posicioná-la no piso plano;
    • Sempre verifique se os bolsos das roupas estão vazios ao colocá-las dentro da máquina;
    • Nunca ultrapasse o limite de peso da lavadora;
    • Siga o nível correto de água, sabão e amaciante de roupas;
    • Lembre-se de limpar o filtro e o compartimento de sabão da máquina;
    • Limpe o exterior da máquina com água morna e sabão. Não utilize produtos abrasivos nem solventes.
    • Já em geladeiras, frigobares e freezers, o compressor é um item com vida útil determinada.

    Por este motivo, é fundamental agendar uma visita técnica a cada dois anos para avaliar o sistema de refrigeração, realizar uma limpeza na parte do motor e até mesmo checar a vedação das portas.

    Caso tenha problemas com algum destes aparelhos em casa, a MAPFRE Assistência pode auxiliar em situações de emergência e facilita o seu dia a dia.

    Para saber mais acesse: www.mapfre.com.br/seguro-br/para-seus-negocios/solucoes-para-assistencia/

    Sobre a MAPFRE

    No país desde 1992, a MAPFRE é um grupo multinacional que forma uma das maiores companhias de prestação de serviços nos mercados segurador e financeiro. Sólida e inovadora, está presente nos cinco continentes e conta com mais de 35 mil colaboradores. Em 2018, suas receitas atingiram cerca de 27 bilhões de euros. Especialista em suas áreas de negócio, a MAPFRE opera com bases de atividades sustentáveis e, no Brasil, atua em seguros, investimentos, consórcios, capitalização, previdência, saúde e assistência. A companhia adota compromissos internacionais como os Princípios para a Sustentabilidade em Seguros (PSI) e integra o Pacto Global da ONU (Organização das Nações Unidas). Também mantém a Fundación MAPFRE, instituição sem fins lucrativos, que promove e investe em pesquisas, estudos e atividades de interesse geral da população. Mais informações em www.mapfre.com.br .

    A MAPFRE Assistência é especializada em assistência a pessoas, residências e veículos. Atende empresas referências em diversos segmentos de mercado como: montadoras de veículos, seguradoras e instituições financeiras. Possui um amplo portfólio de produtos e serviços e uma vasta rede de prestadores. Atua com mais de 18 milhões de consumidores no Brasil e registra cerca de 480 mil atendimentos por ano.

    Fonte: CDN Comunicação, em 11.09.2019

  • Fundos de previdência da MAPFRE entre os de melhor rentabilidade

    mapfre previdencia

    Produto multimercado da companhia foi destaque num período de 10 anos, segundo estudo de dados da Economatica

    Os fundos de previdência da MAPFRE obtiveram mais um importante reconhecimento do mercado. Desta vez, os produtos da companhia estão entre os com melhor performance, num período de 10 anos, segundo levantamento realizado pela XP Investimentos, com base nos dados divulgados pela Economatica.

    No ranking, o fundo Gauss MAPFRE Juro Real FIC Multimercado Previdenciário apresentou um retorno de 223,73% em uma década, o que sugere uma rentabilidade bastante atraente ao consumidor na hora de investir a longo prazo.

    Para o diretor de Vida, Previdência e Odonto da MAPFRE, André Serebrinic, os números demonstram a solidez da companhia em oferecer os melhores resultados aos clientes. “Nossos planos privados são trabalhados de maneira contínua, afim de oferecer ganhos consistentes e que, de fato, contribuam para a conquista de uma aposentadoria mais tranquila e próspera aos nossos clientes.”

    De acordo com o executivo, este indicador é muito importante porque está relacionado à aposentadoria das pessoas, ou seja, planos de longo prazo. “Estar entre os melhores num período de 10 anos mostra como a MAPFRE tem resultados consistentes e confiáveis ao longo do tempo. É fundamental que os clientes analisem este fato quando selecionam o melhor fundo.”

    Susep também destaca produto MAPFRE

    A Superintendência de Seguros Privados (Susep) também destacou a atuação da MAPFRE em recente pesquisa. Na avaliação da instituição, os fundos de Renda Fixa da companhia tiveram rentabilidade acumulada acima de 20% nos últimos dois anos, enquanto os Fundos Multimercados, que incluem produtos administrados pela MAPFRE Investimentos, registraram índices próximos aos 30% - tendo como base o CDI em 14,52%. 

    Sobre a MAPFRE

    No país desde 1992, a MAPFRE é um grupo multinacional que forma uma das maiores companhias de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro e saúde. Sólida e inovadora, está presente nos cinco continentes e conta com mais de 35 mil colaboradores. Em 2018, suas receitas atingiram cerca de 27 bilhões de euros. Especialista em suas áreas de negócio, a MAPFRE opera com bases de atividades sustentáveis e, no Brasil, atua em seguros, investimentos, consórcios, capitalização, previdência, saúde e assistência. A companhia adota compromissos internacionais como os Princípios para a Sustentabilidade em Seguros (PSI) e integra o Pacto Global da ONU (Organização das Nações Unidas). Também mantém a Fundación MAPFRE, instituição sem fins lucrativos, que promove e investe em pesquisas, estudos e atividades de interesse geral da população. Mais informações em www.mapfre.com.br.

    A MAPFRE Previdência desenvolve há mais de 25 anos planos individuais e empresariais com um portfólio amplo e completo de produtos com foco na proteção familiar.

    Fonte: CDN Comunicação, em 22.08.2019

  • MAPFRE oferece benefícios adicionais para o Garantia Fiador

    mapfre

    Sem burocracia, título de capitalização substitui fiador ou cheque caução em contratos de aluguel

    Nos meses de agosto e setembro, o cliente que adquirir o produto Garantia Fiador, a solução da MAPFRE Capitalização que substitui a figura do fiador ou o cheque caução na locação de um imóvel residencial ou comercial, será contemplado com serviços adicionais de assistência.

    Os benefícios extras oferecidos a quem contratar o produto até o fim do próximo mês são manutenção e prevenção domiciliar (instalação e substituição de itens como suporte para TV, varais, campainhas, torneiras, chuveiro; limpeza de calhas, revisão elétrica e hidráulica, entre outros); assistência para terceira idade (afixação de fitas antiderrapantes em escadas e tapetes e barra de apoio, por exemplo); e pet (serviços variados para cuidados com animais de estimação, inclusive assistência funeral e Pet Home Care). O cliente terá acesso a esses atendimentos extras para contratações até 30 de setembro.

    Segundo André Serebrinic, diretor de Capitalização da MAPFRE, o objetivo deste pacote de condições promocionais é oferecer soluções especiais aos consumidores, além de potencializar os negócios de corretores. "O principal benefício dessa modalidade de título é a garantia de uma locação desburocratizada, ágil e sem análise de crédito ou cadastral."

    Essas vantagens são complementares à assistência residencial – que inclui chaveiro, encanador, eletricista, vidraceiro, helpdesk, check-up da casa e limpeza da caixa d´água – já oferecida nos contratos do Garantia Fiador e disponíveis durante toda a sua vigência.

    O título de capitalização da MAPFRE proporciona ainda outras vantagens, entre elas a participação em até 30 sorteios pela Loteria Federal e assistência jurídica para propostas a partir de seis vezes o valor do aluguel ou mínimo de R$ 6 mil de valor total do título.

    Na MAPFRE Capitalização, são oferecidos títulos com valores a partir de R$ 1.000, para pessoas físicas ou jurídicas, pelo prazo de 12 e 15 meses. A aquisição dispensa análise de crédito e cadastral e apresentação de documentos pessoais na hora de fechar o contrato.

    Fonte: CDN, em 20.08.2019

  • Seguro para reservatório demanda gerenciamento de risco diferenciado

    mapfre

    Proteção para o segmento é construída de forma personalizada, considerando diversos fatores com o objetivo de mitigar os impactos de um sinistro

    A atividade industrial demanda um gerenciamento de processos que garantam que a planta fabril não seja paralisada por fatores externos, como a falta de matéria-prima. E o uso de reservatórios próprios é uma das principais soluções utilizadas por empresas para resguardar o seu abastecimento ou realizar o armazenamento de produtos.

    Os tanques, como também são conhecidos, podem ter dimensões variadas, de acordo com as necessidades produtivas da companhia, e serem instalados sobre o solo, em uma estrutura elevada, ou no subterrâneo.

    O diretor responsável pela área de Grandes Riscos da MAPFRE Brasil, Jonson Marques de Sousa, explica que, dentro do gerenciamento de risco que as seguradoras fazem para as indústrias, os reservatórios são um dos itens que recebem especial atenção em virtude da importância estratégia que possuem para as empresas e da potencial possibilidade de incidentes que oferecem.

    "Os reservatórios das indústrias podem ser utilizados para o armazenamento de uma infinidade de insumos, incluindo gases e líquidos inflamáveis. Por este motivo, a análise dos riscos é realizada de forma personalizada, levando em consideração o tipo da construção, volume do insumo guardado, capacidade, conservação, etc.", explica.

    Na MAPFRE, destaca o diretor, a construção da apólice é realizada considerando informações dos corretores, a experiência técnica de subscritores especializados e os dados dos relatórios de inspeção de nossos engenheiros que vão até a empresa fazer uma análise detalhada de todos os riscos. Nestas visitas, que funcionam como uma consultoria, são apontados, inclusive, procedimentos que podem ser adotados para mitigar o risco de um incidente.

    As coberturas da apólice são estruturadas de acordo com a necessidade da empresa e podem ter o valor da indenização preestabelecido ou no sistema 'all risks', que é mais abrangente.

    Marques pondera que o sinistro em um reservatório, geralmente, envolve valores elevados para reparação e paralisação da produção, razão pela qual o seguro cumpre um papel muito importante que é o de garantir, por meio de indenização, que a operação seja restaurada o mais rápido possível, minimizando as perdas.

    Líder na comercialização de produtos de Grandes Riscos no país hoje, a preocupação com a questão ambiental é mais um dos diferenciais do gerenciamento de risco realizado pela MAPFRE. "Quando falamos em produtos químicos, a questão da contaminação do solo sempre está no radar, por isso em nossas análises trazemos recomendações sobre procedimentos que evite ou mitigue danos ao meio ambiente caso ocorra um incidente."

    Fonte: CDN, em 14.08.2019