Mapfre

  • MAPFRE apoia a inovação na gestão de riscos rurais com patrocínio ao Agrohackaton 2022

    mapfre

    Maratona começa nesta terça-feira (29) no Paraná, terá três etapas e é voltada aos estudantes universitários interessados em desenvolver novas tecnologias ao Agronegócio

    A MAPFRE, uma das maiores companhias de prestação de serviços nos mercados segurador e financeiro do mundo, vai patrocinar o Agrohackaton 2022, que tem por objetivo fomentar a inovação e o desenvolvimento de tecnologias voltadas à gestão de riscos rurais no Brasil. A maratona ocorre no Paraná a partir desta terça-feira (29), vai até o dia 10 de abril em diferentes etapas e é voltada aos estudantes universitários.

    Para Vanderlei Scarpanti, diretor Territorial da MAPFRE no estado do Paraná, o incentivo a ferramentas de gestão de riscos representa um importante instrumento para reduzir os prejuízos nos negócios e proporcionar maior estabilidade de renda ao produtor rural. “Por sermos líderes absolutos em seguros para o Agronegócio no País e, principalmente, no estado do Paraná, com ampla atuação e conhecimento de mercado, sabemos que a produção rural é uma atividade fundamental, mas de elevada incerteza em decorrência das oscilações de mercado, intempéries climáticas e impactos sanitários. Achamos fundamental fomentar o desenvolvimento de novos instrumentos para a mitigação de riscos rurais”, afirma.

    As etapas

    A fase de treinamento do Agrohackaton ocorrerá nos dias 29 e 31 de março de forma online, com apresentações ministradas por técnicos da Embrapa e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), além de palestras de representantes de empresas especializadas do setor de seguro. Catia Rucco Rivelles, superintendente de Agronegócios da MAPFRE, será uma das principais convidadas a se apresentar no evento.

    De 8 a 10 de abril, ocorrem as etapas tecnológicas presenciais em áreas rurais de Lapa e Assis Chateaubriand, com os estudantes se debruçando sobre um problema real. A intenção é que alunos de diferentes áreas compartilhem conhecimentos, propondo ações práticas e inovadoras que possam resolver as questões apresentadas.

    Os vencedores do Agrohackaton 2022 serão anunciados no dia 13 de abril. Mais informações sobre a maratona podem ser obtidas neste link.

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 28.03.2022

  • MAPFRE já possui 41% de suas colaboradoras do Brasil em cargos de liderança

    mapfre

    Estratégia faz parte do compromisso global da companhia com a equidade de gênero

    mapfre 08032022

    A igualdade de gênero é um direito fundamental e considerado essencial para construir um mundo mais pacífico, próspero e sustentável. Segundo dados da ONU, mulheres e meninas representam metade da população mundial e proporcionar trabalho e direitos básicos de educação e saúde são primordiais para melhorar a qualidade de vida delas - o que impacta em toda a sociedade. Por isso, em 2015, ficou definido que “alcançar a igualdade entre os gêneros e empoderar todas as mulheres e meninas” seria o quinto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas dentro da Agenda 2030 -- meta da ONU para tornar o mundo mais sustentável.

    A MAPFRE vem atuando em prol desse compromisso nos últimos anos com uma série de iniciativas alinhadas a ele. Em 2020, a companhia assinou um pacto com a ONU Mulheres e se comprometeu globalmente a assegurar que 45% das vagas em postos de responsabilidade sejam ocupadas por mulheres. Em janeiro de 2022, a MAPFRE já havia chegado a 41% de profissionais no Brasil.

    Uma das principais iniciativas desse compromisso é o Programa de Liderança Feminina, criado para capacitar e preparar mulheres para uma evolução de carreira. Em sua primeira edição, em 2020, o projeto capacitou 34 mulheres por seis módulos que envolveram temas como jornada de desenvolvimento, conexões estratégicas e lideranças em rede. Três colaboradoras já foram promovidas e uma nova turma de 30 mulheres está prevista para começar em abril de 2022.

    A MAPFRE conta com uma Política de Diversidade e Igualdade de Oportunidades, que pretende consolidar a cultura do respeito às pessoas, comportamentos favoráveis e abertos à diversidade, assim como garantir a igualdade efetiva de oportunidades. Hoje, aqui no Brasil, temos 1.821 colaboradoras, o que representa 59,59% do total de funcionários da MAPFRE.”, conta Simone Negrão, líder da Comissão de Equidade de Gênero da companhia.

    A Comissão de Gênero, liderada por Simone, também conta com a presença do CEO, Diretor de RH e executivas das mais diversas áreas da empresa. O grupo é responsável por analisar, criticar e aprovar as propostas sugeridas, além de garantir a manutenção da cultura de equidade de gênero na empresa.

    Também estamos atuando em treinamentos e workshops voltados para toda a companhia -- com a proposta de trazer um olhar mais atento à diversidade para os funcionários. Enquanto os gestores participam de uma capacitação, os colaboradores estão tendo a oportunidade de participar de um e-learning de viés inconsciente.”, explica Simone.

    Em 2022, as políticas de igualdade de oportunidades da MAPFRE foram celebradas pelo Índice Bloomberg de Igualdade de Gênero (Gender Equality Index), que a colocou ao lado de outras 417 empresas como uma companhia que obteve uma pontuação dentro do limiar global estabelecido e que reflete a divulgação e o sucesso dessas iniciativas. Além disso, no final de 2021, a MAPFRE também foi reconhecida pela Women on Board (WOB) pela participação de mulheres em seu conselho de administração.

    Além das iniciativas citadas, a MAPFRE também desenvolve ações que visam a facilitação da vida profissional e pessoal das colaboradoras, a igualdade salarial entre homens e mulheres e ações de voluntariado dirigidas a mulheres e meninas em risco de exclusão.

    O processo rumo à equidade de gênero é contínuo e nós, na MAPFRE, seguiremos promovendo iniciativas em prol da causa pelo tempo que for necessário. Mas tenho certeza de que estamos caminhando para um mundo mais igualitário e diverso.”, conclui a executiva.

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 08.03.2022

  • Clube Agro e MAPFRE promovem Live que discute importância do seguro rural

    mapfre

    Evento acontece nesta quinta-feira, dia 20, às 15h, e contará também com a participação de profissionais dos ministérios da Economia e Agricultura

    Instrumento fundamental da política agrícola brasileira, o seguro rural será o tema central da Live “Soluções Agro: a importância e as oportunidades do seguro para o setor”. O evento, promovido pelo Clube Agro e pela MAPFRE, acontece nesta quinta (20/1), às 15h, e contará com as participações especiais do Subsecretário de Política Agrícola e Negócios Agroambientais do Ministério da Economia, Rogerio Bouerie Miranda e do diretor do departamento de Gestão de Riscos do Ministério da Agricultura, Pedro Augusto Loyola Jr..

    Boueri vai falar sobre a importância do seguro agrícola, enquanto Loyola abordará a evolução do programa de subvenção e expectativas para 2022. Completam os participantes a Superintendente Técnica de Seguros Agrícolas da MAPFRE, Catia Rucco Rivelles, a idealizadora do Clube Agro, Simone Rodrigues, e o diretor Comercial do Clube Agro, Eric Chinen.

    Segundo Eric Chinen, esse é um evento obrigatório para os empreendedores rurais, pois trará esclarecimentos sobre um tema de importância fundamental. “Com o seguro rural o produtor se protege contra perdas decorrentes de fenômenos climáticos. É absolutamente indispensável que o empreendedor rural tenha acesso a essa cobertura. O Clube Agro ajudará a fazer com que cada vez mais produtores contem com essa facilidade”, argumenta.

    Já para a Superintendente Técnica de Seguros Agrícolas da MAPFRE, Catia Rucco Rivelles, contar com o seguro rural é essencial para toda a cadeia produtiva do ambiente rural. “Levamos segurança não somente ao produtor, mas também à sua família, a seus financiadores, investidores, parceiros de negócios e à produção rural como um todo. A contratação do seguro rural se tornou obrigatória para o produtor que deseja ter linha de crédito com instituições financeiras e a MAPFRE tem as melhores soluções”, garante Catia.

    O evento. Durante a Live, o público que estiver acompanhando o evento poderá fazer perguntas e esclarecer dúvidas diretamente com os participantes.

    Serviço

    LIVE Soluções Agro: a importância e as oportunidades do seguro para o setor

    Dia 20/1 (quinta-feira) às 15h

    Participantes: Executivos das empresas Clube Agro e MAPFRE, além do Subsecretário de Política Agrícola e Negócios Agroambientais do Ministério da Economia, Rogerio Boueri e do diretor do departamento de Gestão de Riscos do Ministério da Agricultura, Pedro Loyola.

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 17.01.2022

  • Lançamento oficial do Índice Global de Potencial de Seguros – GIP-MAPFRE 2021

    mapfre 19102021

  • Fundación MAPFRE lança campanha de segurança no trânsito para entregadores de delivery

    GR4U na Segurança tem início no dia 25 de setembro

    mapfre 24092021 1

    Pautada pela Semana Nacional de Trânsito, que acontece entre os dias 18 e 25 de setembro, a Fundación MAPFRE lança a campanha de segurança viária GR4U NA SEGURANÇA, voltada para os entregadores autônomos e de delivery de aplicativos. Trabalhadores do setor e que fazem sucesso como influenciadores foram convidados pela Fundación para traduzirem dicas de segurança para a linguagem das ruas. Jefferson Fernandes (Instagram, Youtube) Fabricia Souza Félix (Instagram, Youtube) e Thiago Entregas (Instagram, Youtube) são os protagonistas da ação.

    Transformação social, condições de trabalho seguras, educação, autorresponsabilidade e coletividade serão temas abordados na campanha, a fim de impactar uma mudança no alarmante cenário atual, que foi reafirmado através de pesquisa encomendada pela Fundación Mapfre à Agência Purpose. Atualmente, o Brasil registra 1 milhão de entregadores. Deste total, 95% são homens e 67% negros, que recebem uma remuneração 40% inferior aos demais trabalhadores.

    Os números dos acidentes de trânsito envolvendo a categoria também são alarmantes. Atualmente, 40% dos óbitos no trânsito em SP são de motociclistas*. Nos últimos anos, houve um aumento de 64% de mortes de ciclistas na capital, enquanto 54% dos acidentes no trânsito no RJ são dessa classe*.

    "Com o constante crescimento da população urbana no Brasil, a mobilidade e a segurança viária têm se tornado questões cada vez mais relevantes tanto no desenvolvimento de políticas públicas quanto na promoção de campanhas focadas em diferentes tipos de veículos e condutores. Atualmente, quando abordamos a segurança no trânsito, estão inseridas as questões de educação, autorresponsabilidade e coletividade. Por meio desta ação, queremos ir além de uma campanha de conscientização, contribuindo para uma transformação social. Nosso objetivo é ajudar na construção de um trânsito mais seguro, sustentável e inclusivo.", explica Fátima Lima, Representante da Fundación MAPFRE no Brasil.

    Cenário em meio à pandemia da Covid-2019

    Com a pandemia, 1,4 milhão de vagas formais foram fechadas, gerando um aumento do número de entregadores sem capacitação técnica*. 62% dos entregadores afirmaram trabalhar mais do que nove horas por dia*. 70% disseram que trabalham para duas ou mais plataformas*. Os motociclistas passaram a usar a moto para trabalhar.

    Mais entregadores, mais acidentes!

    40% de crescimento do número de entregadores em SP durante a pandemia*.

    47% de crescimento do número de acidentes com motofretistas no estado de SP no 1º semestre de 2021*.

    39 mil é o número de acidentes com motofretistas no estado de SP no 1º semestre de 2021*.

    A Campanha

    Os entregadores foram convidados pela Fundación MAPFRE para traduzirem dicas de segurança para a linguagem das ruas, para aqueles que mais sofrem com as inseguranças do trânsito: os próprios entregadores. A participação dos influenciadores será por meio de vídeos curtos com dicas de trânsito e com compartilhamento nos seus grupos de entregadores. Serão abordadas dicas dos principais tópicos de segurança no trânsito, distribuídas em diferentes formatos e canais que alcançam diretamente este público.

    GR4U na Segurança conta com apoio institucional do Observatório Nacional de Segurança Viária para a amplificação do diálogo e na conexão da Fundación Mapfre com o público.

    Durante a campanha, vídeos de até 15 segundos serão distribuídos via WhatsApp e Telegram, a partir das listas de contatos dos próprios influenciadores. Será produzida também uma série de 7 áudios, um por dia, misturando a linguagem descontraída dos entregadores e dando "graus de segurança" para reforçar a mensagem. Também serão distribuídos adesivos refletores com dicas para que os entregadores possam colocar nas Bags, ajudando na sua proteção enquanto circulam pela cidade.

    Além disso, até o final de outubro, a Fundación MAPFRE disponibilizará vídeos com dicas dos entregadores influenciadores em suas redes sociais.

    mapfre 24092021 2

    Para saber mais:

    Site: https://www.fundacionmapfre.com.br/

    Instagram: https://www.instagram.com/fundacionmapfrebrasil/

    Facebook: https://www.facebook.com/FundacionMAPFREbr

    Fundación MAPFRE e Segurança Viária

    Há 30 anos, a Fundación MAPFRE busca promover o debate em torno da formação do cidadão e da segurança viária, atuando para disseminar valores, promover acesso à informação e contribuir com os públicos mais vulneráveis. Para isso, estabeleceu três objetivos estratégicos: educar crianças e jovens na prevenção de lesões causadas por acidentes; conscientizar a sociedade sobre a importância da prevenção e da segurança viária, e desenvolver pesquisas sobre prevenção de lesões para desenhar ações que alcancem toda a sociedade.

    Com uma série de ações desenvolvidas nos últimos anos, a Fundación MAPFRE é, atualmente, uma referência internacional em prevenção de acidentes - com programas realizados em 23 países, além da colaboração ativa com entidades governamentais e organizações internacionais em políticas de segurança viária.

    Sobre a Fundación MAPFRE

    Com sede na Espanha e atuação em 31 países, a Fundación MAPFRE é uma instituição sem fins lucrativos, que tem o objetivo de promover, fomentar e investir em pesquisas, estudos e atividades de interesse geral da população. No Brasil atua para disseminar valores, promover o acesso à informação, cultura e visa contribuir com o bem-estar da sociedade, apoiando e desenvolvendo iniciativas nas áreas de Ação Social, Prevenção e Segurança Viária, Seguro e Previdência Social, Promoção da Saúde e Cultura.

    Fontes:

    • 1 milhão de entregadores, sendo 200 mil deles dedicados a um único aplicativo: Ministério da Economia, ifood, Projeto Caminhos do Trabalho - Núcleo de Estudos Conjunturais UFBA

    https://www.cut.org.br/noticias/brasil-ja-tem-quase-um-milhao-de-motoboys-e-maioria-e-informal-diz-dieese-1011

    https://abet-trabalho.org.br/wp-content/uploads/2020/08/Relato%CC%81rio-de-Levantamento-sobre-Entregadores-por-Aplicativos-no-Brasil.pdf

    https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2020/11/12/pandemia-faz-numero-de-entregadores-de-moto-e-bicicleta-crescer-32percent-em-campinas.ghtml

    • Desse total, 95% são homens e 67% negros, que recebem uma remuneração 40% menor que a média da categoria, que é de R$ 1.325.

    https://www.cut.org.br/noticias/brasil-ja-tem-quase-um-milhao-de-motoboys-e-maioria-e-informal-diz-dieese-1011

    https://abet-trabalho.org.br/wp-content/uploads/2020/08/Relato%CC%81rio-de-Levantamento-sobre-Entregadores-por-Aplicativos-no-Brasil.pdf

    https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2020/11/12/pandemia-faz-numero-de-entregadores-de-moto-e-bicicleta-crescer-32percent-em-campinas.ghtml

    • Desse total, 95% são homens e 67% negros, que recebem uma remuneração 40% menor que a média da categoria, que é de R$ 1.325.

    Perfil dos motoboys e entregadores de mercadorias", elaborado pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

    https://www.cut.org.br/noticias/brasil-ja-tem-quase-um-milhao-de-motoboys-e-maioria-e-informal-diz-dieese-1011

    • 40% dos óbitos decorrentes de acidentes no trânsito em SP são de motociclistas. Nos últimos anos, houve 64% de crescimento de mortes de ciclistas em SP, enquanto 54% dos acidentes no trânsito no RJ são dessa classe.

    MobiAuto (2021); IstoÉ Dinheiro (2020); R7 (2021)

    https://www.mobiauto.com.br/revista/como-apps-de-delivery-fizeram-moto-virar-o-transporte-mais-letal-de-sp/623

    https://www.istoedinheiro.com.br/mortes-de-ciclistas-sobem-64-em-sp/

    https://noticias.r7.com/sao-paulo/motos-estao-envolvidas-em-3-a-cada-4-acidentes-de-transito-em-sp-07032021

    • 1,4 milhões de vagas formais foram fechadas, gerando um aumento do número de entregadores sem capacitação. Ministério da Economia.

    https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/06/crise-do-coronavirus-fechar-14-milhao-de-vagas-formais-diz-governo.shtml

    • 62% dos entregadores afirmaram trabalhar mais do que nove horas por dia. 70% disseram que trabalham para duas ou mais plataformas. Condições de trabalho de entregadores via plataforma digital durante a Covid, Rede de Estudos e Monitoramento da Reforma Trabalhista (Remir Trabalho) da Unicamp, 2020.

    https://revistatdh.org/index.php/Revista-TDH/article/view/74/37

    • 40% de crescimento do número de entregadores em SP durante a pandemia./47% de crescimento do número de acidentes com motofretistas no estado de SP no 1º semestre de 2021./39 mil é o número de acidentes com motofretistas no estado de SP no 1º semestre de 2021.

    G1 (2021); Detran (2021).

    https://www.cut.org.br/noticias/brasil-ja-tem-quase-um-milhao-de-motoboys-e-maioria-e-informal-diz-dieese-1011

    • 40% dos óbitos decorrentes de acidentes no trânsito em SP são de motociclistas. Nos últimos anos, houve 64% de crescimento de mortes de ciclistas em SP, enquanto 54% dos acidentes no trânsito no RJ são dessa classe.

    MobiAuto (2021); IstoÉ Dinheiro (2020); R7 (2021).

    https://www.mobiauto.com.br/revista/como-apps-de-delivery-fizeram-moto-virar-o-transporte-mais-letal-de-sp/623

    https://www.istoedinheiro.com.br/mortes-de-ciclistas-sobem-64-em-sp/

    https://noticias.r7.com/sao-paulo/motos-estao-envolvidas-em-3-a-cada-4-acidentes-de-transito-em-sp-07032021

    • 1,4 milhões de vagas formais foram fechadas, gerando um aumento do número de entregadores sem capacitação.

    Ministério da Economia.

    https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/06/crise-do-coronavirus-fechar-14-milhao-de-vagas-formais-diz-governo.shtml

    • 62% dos entregadores afirmaram trabalhar mais do que nove horas por dia. 70% disseram que trabalham para duas ou mais plataformas. Condições de trabalho de entregadores via plataforma digital durante a Covid, Rede de Estudos e Monitoramento da Reforma Trabalhista (Remir Trabalho) da Unicamp, 2020.

    https://revistatdh.org/index.php/Revista-TDH/article/view/74/37

    • 40% de crescimento do número de entregadores em SP durante a pandemia./47% de crescimento do número de acidentes com motofretistas no estado de SP no 1º semestre de 2021./39 mil é o número de acidentes com motofretistas no estado de SP no 1º semestre de 2021.

    G1 (2021); Detran (2021).

    https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2021/03/07/apos-um-ano-de-pandemia-numero-de-profissionais-de-motofrete-cresce-40percent-em-um-ano-na-cidade-de-sp.ghtml

    https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2021/07/27/numero-de-acidentes-com-motociclistas-aumentou-47percent-em-sp-no-1o-semestre-de-2021-diz-detran.ghtml

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 24.09.2021

  • Cebrap e Mapfre lançam estudo sobre segurança viária e veículos elétricos no Brasil

    YouTube Cebrap

    A Fundación Mapfre e o Cebrap irão realizar o evento de lançamento do estudo “Segurança viária e veículos elétricos para mobilidade pessoal no Brasil: contexto, percepções e perspectivas”, dia 14/9, às 10h, nas redes do Cebrap.

    Veículos de Mobilidade Pessoal (VMPs) elétricos têm sido cada vez mais comuns na mobilidade urbana das cidades brasileiras. Representados principalmente pela bicicleta e pelo patinete elétricos, estes modos de transporte têm apresentado ampliação de uso nos últimos anos, seja pela compra individualizada, seja pelos serviços de compartilhamento oferecidos por empresas do setor de micromobilidade. O estudo buscou entender o contexto no qual esses veículos vêm sendo adotados na sociedade brasileira e suas implicações a respeito da segurança viária.

    O evento de lançamento contará com a apresentação do trabalho e com a participação de quatro convidados que discutirão temas abordados no trabalho:

    Apresentação da pesquisa - Victor Callil – Coordenador de pesquisas em mobilidade urbana no Núcleo de Desenvolvimento do CERBAP.

    Segurança Viária: Luis Fernando Villaça Meyer – Co-fundador e Diretor de Operações do Instituto Cordial.

    Bicicleta elétrica na mobilidade urbana: Victor Andrade – É coordenador do LABMOB e professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU/UFRJ) e do Programa de Pós-Graduação em Urbanismo (PROURB/UFRJ).

    VMPs elétricos e sistemas de compartilhamento- Renata Rabello – Arquiteta e urbanista é Gerente de planejamento urbano da Tembici, coordena a equipe de urbanistas e engenheiros desde 2016, responsável pelo projeto dos sistemas de bicicleta compartilhada de cidades brasileiras e outras cidades da América Latina.

    Patinetes elétricos na mobilidade urbana - Luiz Marcelo Teixeira Alves (USP/Compasso Mobilidade) – Engenheiro civil pela USP, com mestrado em Transportes pela UNICAMP. É doutorando em transportes na USP.

    Fonte: STRADA, em 10.09.2021

  • MAPFRE atinge marca de 400 executivos capacitados por meio de seus programas de treinamento de lideranças

    mapfre

    Módulos estão alinhados com as mais recentes tendências globais de gestão de equipes; objetivo é qualificar 100% dos líderes da companhia por todo o Brasil até o fim de 2021

    Em 2021, a MAPFRE iniciou a implementação de programas de liderança dentro da companhia, com o objetivo de desenvolver competências e ampliar a visão estratégica de seus colaboradores que estão à frente das equipes. Recentemente, a companhia conquistou a marca de 400 executivos treinados em três programas de liderança diferentes: Programa de Liderança Feminina, Líder MAPFRE e PDE - Programa de Desenvolvimento de Executivos.

    O Programa de Liderança Feminina, criado em 2019, surgiu a partir do momento em que a MAPFRE se uniu à ONU Mulheres, Organização das Nações Unidas dedicada à promoção da igualdade de gênero e ao empoderamento feminino. "O objetivo do treinamento tem sido capacitar as mulheres que ocupam a liderança média da empresa para uma evolução de carreira e futuras posições de lideranças estratégicas", informa Francisco Labourt, diretor geral de Recursos Humanos da MAPFRE.

    Em 2021, o programa teve início das atividades em fevereiro e tem término previsto no final de julho. Ao todo, são 33 participantes que estão sendo treinadas em 68 horas de capacitação. "Realizamos encontros quinzenais e módulos do curso em que são abordados a importância do líder, jornada de desenvolvimento, ações e estratégias para a gestão, dentre outros assuntos que compõem a agenda corporativa mais atual quando se trata de liderança feminina", explica Rosangela dos Santos, superintendente de Talentos.

    Outro importante programa, que é uma iniciativa global de transformação da companhia, é o Líder MAPFRE, que oferece aos executivos valores, estratégia, transparência entre outros aprendizados. "É a formação de um líder ágil, flexível e disruptivo, capaz de se adaptar a todos os ambientes de trabalho e de empreender. É um líder de referência", comenta Rosemeire dos Santos, especialista de Desenvolvimento e Performance. A estrutura deste treinamento conta com capacitação em três módulos, que abordam, principalmente, a liderança digital, conhecimento, valores, comunicação assertiva e estratégia. Cerca de 355 colaboradores, entre gerentes, coordenadores e supervisores estão sendo capacitados por meio dessa iniciativa.

    Já no PDE - Programa de Desenvolvimento de Executivos, o intuito é capacitar diretores e superintendentes para que possam lidar com desafios e gerar as mudanças que a MAPFRE precisa para atingir seus objetivos estratégicos. O programa tem como base estrutural a relação de confiança entre líderes e liderados na companhia. Neste treinamento, todo o material é fornecido pela Fundação Dom Cabral e é dividido em três grandes módulos, com mais de 130 horas de desenvolvimento: 1) Pensar Diferente; 2) "Fazer Acontecer"; e 3) Projetar o Futuro.

    "Os três programas já têm nos deixado muito felizes com os primeiros resultados obtidos, pois já notamos mudanças que estão acontecendo em todas as áreas da MAPFRE. Assim que concluídos todos os treinamentos, teremos gestores alinhados às mais recentes tendências globais, para gerarem negócios também de acordo com o novo perfil do mercado segurador", estima Francisco.

    Os programas de liderança da MAPFRE atingem todos os escritórios da companhia espalhados pelo Brasil. A companhia planeja concluir o treinamento de 100% de seus líderes até outubro de 2021.

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 24.06.2021

  • Em evento internacional, MAPFRE alerta sobre tendências para o setor de Grandes Riscos

    mapfre

    Oportunidades e mudanças do mercado derivadas da pandemia foram destaque da 27ª Jornadas Internacionais MAPFRE Global Risks

    mapfre 16062021

    "É necessário entender que, o que antes era um risco e uma preocupação, hoje se tornou uma realidade estrutural". Foi com essa expressão que Francisco Marco Orenes, presidente da MAPFRE Global Risks, durante a abertura da 27ª edição das Jornadas Internacionais Global Risks, lembrou que as mudanças impostas pela pandemia aumentaram exponencialmente o número de trabalhadores em home-office, mas que juntamente com as vantagens vieram os riscos associados, como o aumento de ataques cibernéticos e enfraquecimento de sistemas.

    O evento online promovido pela empresa na última semana contou com a participação de mais de 2,5 mil profissionais de 25 países, que acompanharam debates sobre os desafios de empresas latino-americanas no ambiente atual, as tendências do mercado de grandes riscos na Europa, o mercado segurador global e o impacto das catástrofes de médio porte na indústria de grandes riscos.

    Durante o evento, os participantes tiveram acesso a exemplos de mudanças que as empresas realizaram ao longo da pandemia para atualizar seus mapas de riscos e estabelecer protocolos e mecanismos de prevenção adaptados às ameaças atuais e que, logicamente, trarão mudanças complexas, mas também interessantes. Para Antônio Huertas, presidente da MAPFRE, as mudanças derivadas da pandemia representam grandes desafios para o setor de seguros, que podem se transformar em oportunidades não só para a indústria, mas também para os consumidores. "Por mais que o mundo mude, sempre haverá respostas das seguradoras para proteção dos ativos de seus clientes", afirmou.

    Além dos riscos derivados da COVID-19, Huertas recordou que também existem outros anteriores que terão um grande impacto no setor: desastres naturais e os associados às mudanças climáticas. Nesse sentido, ele destacou que os eventos relacionados ao Meio Ambiente, em 2020, representaram um impacto de 258 bilhões de dólares no setor de seguros, 26% a mais que a média de todo o século.

    De acordo com Jonson Marques de Sousa, diretor de Empresas e Grandes Riscos da MAPFRE Brasil, o principal alerta que o evento deixou é que o seguro tem capacidade para proteger e preparar a sociedade para o futuro. "No pós-pandemia, os modelos de recuperação só serão plenamente bem-sucedidos se forem baseados em parcerias público-privadas, onde empresas, iniciativa pública e organizações supranacionais trabalhem em conjunto", considera o executivo. Ele acrescenta que os mercados seguradores estão se mostrando solventes e resilientes nessa crise, embora a situação atual tenha voltado para um contexto de condições mais severas.

    O conteúdo completo da 27ª Jornadas Internacionais pode ser acessado em:
    https://www.mapfreglobalrisks.com/gerencia-riesgos-seguros/xxvii-jornadas-internacionales/

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 16.06.2021

  • MAPFRE promove webinar sobre a importância da gestão de riscos nas empresas

    mapfre

    Além de especialistas da companhia, evento terá a participação de representantes da Klabin, Risk Consulting Group e Munich Re


    A MAPFRE promove no próximo dia 22/04 (quinta-feira), às 15h30, um webinar sobre a importância da gestão de riscos nas corporações. A iniciativa, parte da Jornada MAPFRE Empresas, abordará a importância da gestão de riscos nas companhias no atual cenário do mercado. O evento online contará com a participação de Adriana Thom Zimmermann, gerente de riscos na Risk Consulting Group; Evandro Zequin, gerente de seguros e riscos operacionais na Klabin, e Luciano Ferreira Souto, gerente de subscrição de P&C na Munich Re. Como representantes da MAPFRE, estarão presentes Elvis Luiz Teixeira, gerente de engenharia de Riscos e Jonson Marques de Sousa, diretor técnico de Grandes Riscos.

    Durante o encontro, serão debatidos os principais aspectos envolvidos na gestão e na mitigação de riscos e como a engenharia aporta conhecimento ao negócio. Também estão previstas inserções de ações adotadas na gestão de riscos durante o atual cenário da pandemia de Covid-19. Os assuntos são considerados de interesse por diversas empresas, independentemente do seu porte ou ramo de atuação.

    O webinar Jornada MAPFRE Empresas é gratuito e os interessados podem se inscrever por meio deste link .

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 15.04.2021

  • Área de grandes riscos da MAPFRE cresce 32% e anuncia mudanças em sua estrutura

    mapfre

    Segmentos de Danos à Propriedade e de Aviação foram os que mais se destacaram no período

    Mesmo diante de um cenário desafiador, a área de Grandes riscos da MAPFRE fechou 2020 com um crescimento de 32% na emissão de prêmios. Os segmentos de Danos à Propriedade e de Aviação foram os que mais se destacaram, contribuindo para o resultado positivo. "Temos equipes técnica e comercial experientes, além de uma rede de parceiros bem estruturada, atentas a cada oportunidade, o que nos permitiu acelerar e modificar alguns processos para crescer", afirma Jonson Sousa, diretor técnico de Empresas.

    O avanço da área também impulsionou mudanças na estrutura, ampliando sua capacidade de fazer negócios e atender a clientes e parceiros. A executiva Francilene Freitas, que atuava como superintendente de Riscos Industriais e Financeiros, passa a responder por Riscos Patrimoniais Locais e Garantia, com o objetivo de promover inovações e crescimento em operações locais.

    Bruna Rinaldi, que era responsável pela gerência da área de Energia, assume a Superintendência de Grandes Riscos Globais e RC, com o desafio de elevar o nível de atendimento aos negócios de riscos industriais globais, atraindo novas oportunidades.

    A movimentação incluiu ainda a promoção de Cecília Luz Correa para a posição de gerente de Grandes Riscos Globais. "As mudanças resultam do excelente trabalho de toda equipe e representam um reconhecimento ao esforço em um ano desafiador", destaca Sousa.

    Sobre a MAPFRE

    No país desde 1992, a MAPFRE é um grupo multinacional que forma uma das maiores companhias de prestação de serviços nos mercados segurador e financeiro. Sólida e inovadora, está presente nos cinco continentes e conta com mais de 35 mil colaboradores. Em 2019, suas receitas atingiram cerca de 27 bilhões de euros. Especialista em suas áreas de negócio, atua no Brasil em seguros, investimentos, consórcios, capitalização, previdência e assistência a residência e veículos. A companhia adota compromissos internacionais como os Princípios para a Sustentabilidade em Seguros (PSI) e integra o Pacto Global da ONU (Organização das Nações Unidas). Também mantém a Fundación MAPFRE, instituição sem fins lucrativos, que promove e investe em pesquisas, estudos e atividades de interesse geral da população. Mais informações em www.mapfre.com.br.

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 01.02.2021

  • Felipe Nascimento é o novo CEO de Seguros da MAPFRE no Brasil

    mapfre


    A área de Seguros da MAPFRE Brasil conta com um novo CEO a partir de janeiro. Felipe Nascimento, executivo que atua há mais de 15 anos na companhia, assume a liderança das áreas de Operações e Comercial, além das equipes técnicas de seguros - que incluem os segmentos de Automóveis, Seguros Gerais, Grandes Riscos e Vida.

    O executivo retorna ao Brasil após 6 anos de experiência internacional, tendo atuado como diretor Corporativo de Tecnologia e Processos da MAPFRE na Espanha.

    Nascimento tem como missão dar continuidade às ações de expansão da MAPFRE no mercado nacional, apoiando a ampliação da cultura de seguros no País. "Assumo a liderança de uma companhia sólida, com grande potencial de crescimento local. O Brasil é um mercado estratégico para a MAPFRE e estou muito grato pela oportunidade que me concederam. Também me sinto desafiado a disseminar no País um melhor entendimento sobre a função socioeconômica do seguro", afirma o executivo.

    Com passagens pelo Unibanco e pela Companhia de Seguros do Estado de São Paulo, Nascimento é graduado em Administração de Empresas e formado pelos programas de Gestão Avançada, da IESE; e Estratégia Competitiva, da Harvard Business School.

    Luis Gutiérrez, que ocupava o cargo desde 2017, volta à Espanha para assumir a Diretoria Geral da Territorial Noroeste no País.

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 11.01.2021

  • Brasil é o oitavo país com maior potencial para o mercado de seguros

    mapfre

    Novo levantamento da MAPFRE indica que o país manteve a 8ª posição entre as 96 nações analisadas. China lidera o ranking

    O Brasil permanece como o 8º país com maior potencial para crescimento do setor segurador, segundo o "Índice Global de Seguros Potenciais (GIP)", desenvolvido pela MAPFRE Economics - área da companhia dedicada a pesquisas e análises sobre seguros, previdência, macroeconomia e finanças.

    No ranking, que analisou 96 mercados, o Brasil ocupa o oitavo lugar nos segmentos Vida e Não Vida, mantendo-se estável em relação ao levantamento anterior, divulgado em outubro de 2019. "O Brasil tem um enorme potencial para o desenvolvimento do mercado de seguros. Diante de todos os desafios relacionados à pandemia, temos observado uma sociedade mais solidária e consciente de que tudo ao seu redor está interligado, por isso nossa expectativa é que o consumidor adote um perfil mais preventivo e direcionado à sua proteção e de sua família, abrindo portas para que ampliemos a cultura do seguro.", afirma Fernando Pérez-Serrabona, CEO da MAPFRE Brasil.

    Segmento Vida

    mapfre 16122020 1

    O levantamento mostra que, em 2019, o potencial de seguro referente a cada um dos países que ocupam as dez primeiras posições do ranking é praticamente o mesmo que o registrado em 2018. Os dez principais países do ranking em 2019 representam 66% do seguro global potencial medido por meio do MAPFRE GIP, sendo que cerca de metade desse potencial é atribuído a cinco mercados (China, Estados Unidos, Índia, Rússia e Indonésia).

    Segmento Não-vida

    mapfre 16122020 2

    Na área de Não-vida, cinco países (China, Estados Unidos, Índia, Rússia e Indonésia) concentram 55% do mercado potencial, 3 pontos percentuais a menos que no ano anterior. Outros cinco países (Japão, Alemanha. Brasil, Turquia e México) respondem por, aproximadamente, 12% do potencial dessa modalidade de seguro.

    Entenda o GIP-MAPFRE

    O GIP é a primeira métrica internacional que apresenta os países com mais possibilidades de crescimento para a indústria seguradora em médio e longo prazos.

    O índice, desenvolvido pela MAPFRE Economics, se baseia na Estimativa da Abertura de Proteção do Seguro (BPS), que representa a diferença entre as coberturas de seguros que são economicamente necessárias e benéficas para a sociedade e o valor dessas coberturas efetivamente adquiridas.

    O conceito se modifica em função do crescimento da economia e da população de um país e do surgimento de novos riscos inerentes ao desenvolvimento econômico e social.

    Essa diferença atingiu 5,77 trilhões de dólares em todo o mundo e está dividido em 70,8% para o BPS do segmento Vida e os restantes 29,2% para o correspondente ao segmento Não Vida (4.089 e 1.690 bilhões de dólares, respectivamente).

    Acesse o estudo completo:

    Inglês
    https://www.fundacionmapfre.org/documentacion/publico/es/catalogo_imagenes/grupo.do?path=1108330

    Espanhol
    https://www.fundacionmapfre.org/documentacion/publico/es/catalogo_imagenes/grupo.do?path=1108328

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 16.12.2020

  • Fundación MAPFRE promove webinar sobre saúde mental nas escolas

    mapfre fundacion

    Evento, que marca o encerramento de um projeto que impactou milhares de estudantes, terá a participação do Secretário de Educação do Estado de São Paulo, de representante da UNICEF, do pró-reitor da UNIFESP e do CEO da MAPFRE Brasil

    Para discutir a saúde mental nas diferentes fases do desenvolvimento infanto-juvenil, a Fundación MAPFRE realiza no próximo dia 8 de dezembro, às 14 horas, o Webinar "Saúde Mental na Escola e Educação Integral". O encontro virtual contará com a presença do Secretário de Educação do Estado de São Paulo, Rossieli Soares, da oficial de desenvolvimento e participação de adolescentes da UNICEF, Joana Fontoura, do pró-reitor de assuntos estudantis da UNIFESP, Dr. Anderson Rosa, e do CEO da MAPFRE Brasil e representante da Fundación MAPFRE, Fernando Pérez-Serrabona.

    Durante o webinar serão debatidos temas como a importância do autoconhecimento emocional e o autocuidado, as relações no ambiente educacional, a saúde emocional no contexto do novo coronavírus e o impacto do bullying e da violência no ambiente escolar. "Com a pandemia, a questão da saúde emocional entre crianças e jovens se tornou ainda mais importante, pois as rotinas escolares foram duramente impactadas. O webinar marca o encerramento de um trabalho de meses, que envolveu a capacitação de gestores e professores da rede estadual de ensino de São Paulo para que identifiquem situações capazes de afetar o bem-estar de alunos e o clima escolar, colaborando para que a escola seja, cada vez mais, um espaço acolhedor, colaborativo e solidário", destaca Fatima Lima, diretora da Fundación MAPFRE.

    A primeira fase do projeto aconteceu em junho e foi voltada aos gestores regionais do Conviva SP (Programa de melhoria da convivência e proteção escolar), vice-diretores e professores mediadores. A segunda, realizada em agosto, envolveu a formação dos profissionais de cada uma das 5.148 unidades escolares, que também receberam um guia sobre saúde mental. A terceira aconteceu em novembro com a realização de um evento virtual com o tema "Valorização à Vida".

    Saúde mental nas escolas

    O projeto de saúde mental nas escolas é resultado de uma parceria entre a Fundación MAPFRE e a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. Pelo convênio, a Fundación MAPFRE ficou responsável pela concepção e produção dos conteúdos para a realização das formações dos professores, com o apoio técnico da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Além da criação de um guia sobre saúde mental nas escolas, foram realizadas sessões de formação a distância, abordando desde técnicas de meditação até detecção de sinais de depressão, bullying e orientações sobre como agir em cada caso.

    A parceria faz parte do Programa Viver com Saúde, da Fundación MAPFRE, que discute temas como saúde infantil, alimentação saudável e a prática regular de atividades físicas entre crianças e jovens. "Acreditamos no grande potencial e contribuição deste projeto para a melhoria do ambiente escolar brasileiro. Esta ação atua na prevenção da ansiedade, depressão e demais fatores que influenciam na condição emocional dos jovens, ainda mais crítica nesse momento de pandemia. A educação é um importante pilar de desenvolvimento do país", destaca Fernando Pérez-Serrabona.

    Para acompanhar o webinar é só fazer a inscrição pelo link: 
    https://www.eventials.com/fundacionmapfre/saude-mental-na-escola-e-educacao-integral/


    Fonte: InPress Porter Novelli, em 04.12.2020

  • MAPFRE e Casas Bahia oferecem serviço gratuito de Telemedicina em Seguro de Vida

    mapfre

    Clientes que contratarem o produto Vida Protegida e Premiada até o dia 30 terão acesso a consultas de Telemedicina, sem custo adicional

    A MAPFRE e as Casas Bahia acabam de anunciar uma oferta especial na Black Friday. Até o dia 30 de novembro, todos que contratarem uma apólice do produto Vida Protegida e Premiada terão acesso a consultas de Telemedicina, durante a vigência do contrato (12 meses), sem coparticipação, nem custo adicional.

    O produto estará disponível nas mais de 800 lojas Casas Bahia em todo o Brasil e, além das coberturas tradicionais do seguro de vida (em caso de morte), traz outros benefícios, como descontos de até 70% em exames e consultas médicas e odontológicas em mais de 6 mil unidades de atendimento no país e desconto em medicamentos em mais de 12 mil farmácias credenciadas. Os descontos se aplicam também para o cônjuge do segurado, filhos de até 21 ano, pais e sogros.

    "A maioria dos serviços na área da saúde, quando contratada fora de uma rede credenciada, tem um custo muito elevado, o que impossibilita o acesso por grande parte da população. Com o Vida Protegida e Premiada, além de desconto em consultas, o segurado tem acesso ao serviço de telemedicina, ainda mais importante neste período de pandemia", afirma Alex Frederico Dias, diretor Comercial da MAPFRE.

    Com preço acessível e benefícios em vida, o produto é uma importante ferramenta para impulsionar a cultura do seguro e fazer com que ele atinja maior parcela da sociedade. "Queremos aproveitar o apelo da Black Friday para reforçar essa importante proteção", destaca Dias, comentando que a capilaridade das Casas Bahia é essencial para a estratégia de popularizar o produto.

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 16.11.2020

  • Pedro Pimenta é o novo diretor da área de Automóvel da MAPFRE no Brasil

    mapfre

    A área de Automóvel da MAPFRE, uma das maiores companhias de prestação de serviços no mercado segurador, passa a contar com um novo executivo em sua direção no Brasil. Pedro Pimenta chega à empresa com mais de 20 anos de experiência no segmento automobilístico. Antes de assumir uma das posições mais estratégicas da companhia, o executivo teve passagem de destaque pela AGF/Allianz, onde atuou por mais de 20 anos. Além do vasto know-how de mercado, Pimenta também é especializado em Gestão Empresarial e Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

    De acordo com o executivo, o cenário pandêmico tornou-se um desafio para o qual a MAPFRE se organizou para superá-lo. "A pandemia trouxe muitas incertezas a todos, mas conseguimos estabilizar a área e seguir com ótima operação no período, inclusive melhorando nossa rentabilidade acima da média de mercado. O trabalho que vem sendo feito no desenvolvimento técnico de produto e precificação nos últimos 12 meses nos dá a certeza de estarmos no caminho certo, e confiança em relação ao futuro", comenta. "Como resultados preliminares, conseguimos manter nossa carteira, aumentar o número de cotações e, principalmente, a quantidade de corretores nos cotando. Isso demonstra a confiança deles na marca. Vamos continuar entregando qualidade e eficiência operacional", acrescenta.

    Segundo Pedro Pimenta, o intuito é apresentar ao mercado, em curto prazo, um novo modelo de comercialização do seguro auto. "Serão produtos sem complexidade, de fácil entendimento, conectados a diversas plataformas de distribuição. O nosso conceito é que nossos corretores tenham acesso a MAPFRE de forma ágil e da maneira que preferirem, seja por meio de nosso portal, multi cálculos, APPs. hot sites, entre outros canais", complementa o executivo.

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 15.10.2020

  • Mercado segurador brasileiro tem potencial para movimentar R$ 553 bilhões

    mapfre 14102020 1

    Estudo da MAPFRE Economics revela que em 2019 os prêmios somaram R$ 234 bilhões. Dados da última década mostram evolução gradual do setor, com crescimento superior a 200%

    O mercado segurador brasileiro tem potencial para movimentar R$ 553 bilhões, número quase 2,4 vezes superior ao que o segmento gerou em 2019 (R$ 234 bilhões), de acordo com o estudo "O mercado segurador latino-americano em 2019", realizado pela MAPFRE Economics e editado pela Fundación MAPFRE. O levantamento mostra que entre 2009 e 2019 o setor cresceu 205,7%.

    A análise revela o avanço gradual do mercado nacional na última década. O índice de penetração, que é a relação entre os prêmios e o PIB, chegou a 3,3% em 2019, um aumento de 0,2 pontos percentuais quando comparado a 2018 e de um ponto percentual em relação à 2009. A Brecha de Proteção do Seguro (BPS), que representa a diferença entre a cobertura economicamente necessária para a sociedade e a quantidade efetiva de cobertura adquirida, indica o amadurecimento do mercado brasileiro. Em 2009, a BPS representava 2,9 vezes o mercado e em 2019 esse valor caiu para 1,4 vezes do total movimentado pelo setor, ou seja, houve uma redução do gap entre o seguro contratado e o considerado necessário para o bem-estar social. Os indicadores de densidade, que revelam o valor de prêmio per capita, também avançaram, chegando a R$ 1,1 mil em 2019, 10,5% superior ao valor observado em 2018.

    Em relação aos prêmios totais, houve crescimento real (descontada a inflação) de 7,4% em 2019, quando comparado a 2018. Os seguros de vida apresentaram uma forte recuperação na venda de produtos de Previdência VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre), depois de uma queda no volume de prêmios em 2018. Uma das razões para esse impulso pode ter sido a reforma da previdência e a maior conscientização da população para complementar sua aposentadoria. O segmento movimentou R$ 152 bilhões em 2019, crescimento real de 12,8% em relação a 2018.

    A área de Não vida teve leve queda, com decréscimo real de 1,4% quando comparado a 2018, totalizando prêmios de R$ 82 bilhões. Os grandes destaques foram os seguros de Responsabilidade Civil, Rural e Transporte de Cascos, que cresceram 18,4%, 12,4% e 10,9%, respectivamente.

    mapfre 14102020 2

    Cenário latino-americano

    O estudo apresenta um panorama detalhado do mercado segurador em 19 países da América Latina e mostra que o volume de prêmios cresceu 1,6% na região, alcançando U$ 153 bilhões. Do total, 54% correspondem a seguros Não Vida e 46% a seguros de Vida.

    Apesar da situação de relativa desaceleração econômica vivida pela América Latina em 2019, os grandes mercados seguradores, com exceção de Argentina e Chile, tiveram bons resultados. Neste sentido destacam-se, especialmente, o México e Peru, cujo crescimento real medido nas moedas locais foi de 7,2% e 7,4% respectivamente. Brasil e Colômbia também apresentaram crescimentos significativos nas suas moedas: 7,4% e 6,6%, respectivamente.

    Por linhas de negócio, os prêmios de seguros de Vida cresceram 5,1% medidos em dólares (ante queda de 7,2% em 2018), graças a uma menor depreciação das moedas durante 2019, enquanto os prêmios de seguros Não Vida caíram 1,1% (contra -4% em 2018). No primeiro segmento, os prêmios dos seguros de Vida individual e coletivo aumentaram. Esses segmentos, que representaram 40,2% do total dos prêmios, tiveram um acréscimo de 6,9%, em grande parte explicado pelo bom desempenho desse ramo de negócios no Brasil e no México. Em relação ao segmento Não Vida na região, grande parte dos ramos que compõem esta linha de negócio diminuiu. O ramo Automóvel, que representa 16,9% do total dos prêmios, teve uma contração de 8,5%.

    A penetração média da região foi de 2,9% em 2019, superior em 0,08 pontos percentuais ao ano anterior. O indicador melhorou no segmento Vida (1,4%, ante 1,3% no ano anterior), mantendo-se inalterado no segmento Não Vida (1,6%). Em relação à densidade, cada habitante da região gastou em média 248,3 dólares, 0,7% acima do nível registrado no ano anterior. A maior parte dos gastos per capita com seguros continuou concentrada no segmento Não Vida (133,9 dólares), com queda de 2% em relação ao ano anterior. Porto Rico continua apresentando o maior índice de penetração e densidade da região, atingindo em 2019 valores de 14,8% e U﹩ 5.050, respectivamente. Isso se explica porque o volume de prêmios desse mercado inclui seguro saúde para a população mais pobre, que é administrado pelo setor de seguros privados e custeado com orçamentos governamentais. Abaixo de Porto Rico, Chile (4,3%), Brasil (3,2%) e Colômbia (2,8%) foram os países com maior taxa de penetração em 2019.

    mapfre 14102020 3

    Em 2020, o panorama pode mudar drasticamente. A crise desencadeada pelas medidas de distanciamento social para o enfrentamento da Covid-19, a queda dos preços do petróleo e demais matérias-primas tornam o panorama econômico extremamente complexo para a região em 2020. Nesse sentido, a MAPFRE Economics prevê uma queda do PIB de 9,4% para a região.

    O estudo completo está disponível em espanhol no link: 
    http://www.fundacionmapfre.org/documentacion/publico/es/catalogo_imagenes/grupo.do?path=1107929

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 14.10.2020

  • Webinar da Fundación MAPFRE reúne especialistas mundiais para discutir segurança no trânsito e mobilidade

    mapfre fundacion

    Representantes da OMS e do Detran-SP debaterão as perspectivas e desafios do futuro com foco na redução de acidentes


    No próximo dia 25 de setembro, data de encerramento da Semana Nacional de Trânsito, a Fundación MAPFRE reunirá especialistas internacionais no webinar A década da Segurança Viária: balanço e visão de futuro, para discutir estratégias para um trânsito mais seguro.

    O evento virtual, que começa às 11 horas, contará com a presença do Diretor do Departamento de Determinantes Sociais da Saúde da Organização Mundial de Saúde (OMS), Etienne Krug, do Oficial Nacional em Segurança Viária e Mobilidade Sustentável da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial De Saúde (OPAS/OMS) no Brasil, Victor Pavarino, ‎ e do Diretor-presidente do Detran-SP, Ernesto Mascellani Neto.

    O webinar apresentará os avanços da Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020, no Brasil e no mundo, e as perspectivas e desafios do futuro. Também serão debatidos os compromissos globais e locais e a importância do engajamento de toda a sociedade para um trânsito mais seguro.

    "Ao reunir representantes da OMS e do Detran-SP, nosso objetivo é promover uma reflexão global e local sobre este importante tema. A Fundación MAPFRE realiza diversas inciativas para disseminar a importância de comportamentos mais seguros e responsáveis na circulação viária", afirma Fátima Lima, diretora de Sustentabilidade e da Fundación MAPFRE no Brasil.

    O encontro, gratuito, é aberto ao público. O evento será transmitido em inglês, português e espanhol e haverá interpretação em Libras. Para participar é só acessar o link:
    (http://www.eventials.com/fundacionmapfre/a-decada-da-seguranca-viaria-balanco-e-visao-de-futuro/).

    Serviço: A década da Segurança Viária: balanço e visão de futuro

    Data: 25/09 das 11h às 12h

    Link para acesso
    http://www.eventials.com/fundacionmapfre/a-decada-da-seguranca-viaria-balanco-e-visao-de-futuro/

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 17.09.2020

  • Executiva da Fundación MAPFRE discute a segurança do trânsito em painel do Summit Mobilidade Urbana

    mapfre fundacion

    Durante o evento, Fatima Lima apresentará os dados da pesquisa conduzida com idosos


    Discutir a mobilidade e o uso de opções de transportes dos perfis mais vulneráveis, como idosos, e os caminhos para democratizar o acesso sem distinções de gênero ou por presença de desabilidades. Esse é o objetivo do Painel Garantir segurança a todos e todas, que acontece durante o Summit Mobilidade Urbana 2020, promovido pelo Estadão, no dia 12 de agosto, das 9 às 18 horas.

    O evento contará com a presença da diretora de sustentabilidade e da Fundación MAPFRE, Fatima Lima, que contará sobre as iniciativas da Fundación para promover a segurança no trânsito.

    Durante o encontro, a executiva apresentará os dados da pesquisa conduzida pela Fundación sobre mobilidade da pessoa idosa. O estudo, divulgado recentemente, mostra que 81% dos deslocamentos desse grupo são feitos com maior frequência a pé ou de ônibus. O levantamento também revelou que para 80% dos entrevistados existem muitos buracos nas calçadas, um dos principais motivos de quedas e tropeços, e 50% consideram a infraestrutura das ruas ruim ou péssima.

    O debate também contará com a presença de Melina Risso, diretora de Programas do Instituto Igarapé, Bruno Mahfuz, sócio-fundador do Guiaderodas e Bianca Bianchi Alves, secretária de Mobilidade e Transporte.

    A transmissão acontecerá a partir das 11h35 nas redes sociais do Estadão. As inscrições devem ser feitas no site do evento - http://summitmobilidade.estadao.com.br/

    Fonte: InPress Porter Novelli, em 10.08.2020

  • Webinar Fundación MAPFRE - Elementos para o desenvolvimento do seguro de vida

    imagem mapfre 09062020

    imagem mapfre 09062020 1

  • Seguro Rural MAPFRE registra bom desempenho no primeiro trimestre

    mapfre

    Recentes anúncios do Ministério da Agricultura contribuem para a continuidade do agronegócio no País


    Os brasileiros podem ficar tranquilos pois não faltará alimento durante a pandemia do novo coronavírus. Para garantir o abastecimento, o Ministério da Saúde anunciou novas linhas de crédito para produtores mais afetados. Um importante sinal de continuidade da atividade agrícola e pecuária e que impacta positivamente o mercado segurador. Nesse primeiro trimestre do ano, a MAPFRE registrou crescimento de 13,5% nas vendas de seguros rurais em comparação ao mesmo período de 2019.

    "Essa é uma época importante, principalmente para produtores das regiões Sudeste e Centro-Oeste do país, pois acontece a colheita da safra de verão e o preparo da terra para a safrinha. As atividades no campo não podem parar", afirma Patrícia Siequeroli, diretora de Seguros Gerais da MAPFRE.

    Ainda no início da pandemia, a MAPFRE adaptou seus serviços possibilitando o atendimento de sinistros e vistorias por meios digitais em locais com acesso restrito e ofereceu novas condições comerciais. Clientes dos seguros Multirrisco Rural e Penhor Rural têm 20% de desconto em renovações sem sinistro, independentemente do ano de subscrição.

    "Acreditamos que o Brasil dependerá ainda mais do agronegócio para segurar a queda do PIB e o impacto econômico que teremos com a pandemia", diz a executiva.

    Clima x mercado segurador

    Hoje, a principal preocupação do produtor são intempéries climáticas, controle de pragas e oscilação dos preços de produtos. No início deste ano, foi registrado uma grande estiagem na região Sul, resultando em quebra de safra de culturas como soja, milho e arroz. A MAPFRE contabiliza o pagamento de 100% a mais em indenizações no primeiro trimestre do ano em comparação com o mesmo período em 2019, minimizando assim as perdas aos produtores rurais.

    "Essas novas medidas econômicas do Governo Federal também poderão ajudar os que mais foram impactados pela seca. Alguns tipos de seguro podem, inclusive, fazer parte do crédito, dependendo da instituição financeira", completa Patricia.

    O grande desafio para o mercado de seguros é o baixo índice de apólices, mesmo com o aumento do plano de subvenção do Governo Federal. Dados da Comissão de Seguro Rural da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg) apontam que apenas 15% da área plantada possui algum tipo de cobertura. Em termos de comparação, por exemplo, os Estados Unidos alcançam 80%. "Por esse motivo, vemos o quanto é importante reforçar aos produtores rurais a contratação de seguro, por tratar-se de uma proteção de sua produtividade e que poderá garantir tranquilidade diante de imprevistos" complementa a executiva.

    Fonte: CDN, em 24.04.2020