Mapfre

  • mapfre

    A proteção dos veículos aéreos não tripulados com cobertura de danos a terceiros é exigido pela Anac desde 2017

    Nos últimos anos os drones vêm ganhando cada vez mais espaço dentro de mercados como de monitoramento de áreas e produção audiovisual. Trata-se de um setor com crescimento estimado em 30% ao ano até 2020, de acordo com projeções internacionais, e que em 2018 movimentou mais de R$ 300 milhões.

    Segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), já são cerca de 60 mil equipamentos registrados no Brasil e 3 mil empresas cadastradas para prestação de serviços com os veículos aéreos não tripulados. E para que estes trabalhos sejam executados da forma mais segura possível, a Agência criou uma resolução específica para o uso profissional dos drones, que vigora desde 2017. "Nossa aposta em um produto voltado para drone faz parte de uma cultura estratégica que busca alcançar os mais diversos segmentos da aviação", comenta Carlos Eduardo Polízio, diretor de Aero, Casco e Transportes.

    A MAPFRE comercializa este produto, que é totalmente adequado ao cumprimento da legislação vigente, com ampla cobertura de danos a terceiros com indenização de até R$ 225 mil, de acordo com a classe do drone (01, 02 ou 03). Para contratar o cliente pode contar com a rede de corretores credenciados e deve estar com a documentação do equipamento em dia.

    De acordo com o diretor, contratar esta modalidade de seguro vai além do cumprimento às normas. "Demonstra compromisso da empresa com boas práticas de segurança, o que dá ao cliente a tranquilidade de que o trabalho será realizado de forma adequada e que o resultado final do que foi contratado estará resguardado no caso de qualquer eventualidade", avalia.

    Drones e o mercado segurador

    Os drones também já foram aplicados dentro de algumas rotinas da MAPFRE para avaliações e mapeamentos. Em 2017, por exemplo, a companhia utilizou esses equipamentos na regulação de um sinistro de florestas e também em uma inspeção de risco. Enquanto outras alternativas de perícia e coleta de dados tomariam mais de uma semana, o drone foi capaz de executar a mesma tarefa em apenas um dia e meio. "O uso dessa tecnologia é fundamental para as seguradoras, uma vez que, o drone oferece um monitoramento e mapeamento mais completo, diferentes ângulos e de diversas perspectivas", ressalta Polízio.

    Fonte: CDN, em 13.02.2019.

  • mapfre

    A solução de imprevistos que ocorrerem no dia a dia, como uma chave emperrada ou pane seca no veículo (falta de combustível), pode ter um custo elevado que muitas vezes não está previsto no orçamento familiar. O que muitas pessoas não sabem é que a maioria dos seguros de carro possui uma cesta de serviços que podem ser acionados pelo cliente sem custo adicional.

    O diretor de Produtos Auto da MAPFRE, Gláucio Toyama, explica que os tipos de assistências e o número de vezes em que o cliente poderá acioná-las varia de acordo com a apólice contratada. "Por isso, é muito importante que os segurados conheçam quais são estes serviços que estão disponíveis gratuitamente para evitar gastos desnecessários", comenta.

    Na MAPFRE, por exemplo, os clientes do seguro automóvel já contam sem nenhum custo extra com uma série de assistências como a de Emergencial para Gestante (que garante o transporte da segurada ao hospital ou local por ela indicado); de Motorista Profissional (que garante o fornecimento de um condutor nas situações de acidente em que o segurado fica impossibilitado dirigir) e o de Serviço de Despachante.

    O executivo lista outros cinco serviços que são disponibilizados gratuitamente na maioria das apólices de auto:

    Assistência Residencial: É muito comum as pessoas terem de contratar profissionais para solucionar problemas relacionados ao entupimento de pias e ralos, instalação de ventiladores de teto e luminárias, entre outros. "Para situações como estas, o seguro automóvel da MAPFRE garante gratuitamente o envio de um profissional especializado que auxilia na solução do problema", ressalta Toyama. "Esta assistência garante o envio de prestadores de serviços em diversas áreas, como eletricista, encanador e chaveiro", pondera.

    Troca de pneu: Não é incomum o motorista precisar substituir um pneu furado e descobrir que o estepe (roda reserva) está vazio. Nestes casos, o seguro do veículo também pode ajudar. "Em situações como esta, além de providenciar um prestador de serviço para levar o automóvel até a borracharia mais próxima, as companhias também fornecem transporte aos ocupantes do carro", salienta.

    Serviço de reboque: As companhias oferecem também o atendimento de guincho para diversas situações em que o veículo segurado fica impossibilitado de rodar. O executivo comenta que é comum que exista uma limitação com relação à distância da remoção. Por este motivo, é importante o cliente verificar em sua apólice os limites estabelecidos, principalmente as pessoas que utilizam regularmente o carro para viajar para longas distâncias.

    Estada em Hotel: Não são raras as vezes que, durante a viagem, o motorista sofre um pequeno acidente e precisa aguardar a reparação do automóvel na cidade do incidente. Para estas situações, as companhias de seguros disponibilizam estada em hotéis para os ocupantes do veículo.

    Gastos com serviço de pátio: Outra situação comum é quando o motorista se envolve em um acidente que impossibilita o carro de rodar ou tem o bem roubado e, posteriormente, recuperado pela autoridade competente. Nestes casos, geralmente, o automóvel é levado para um pátio onde aguardará ser retirado pelo proprietário. "Na MAPFRE, os clientes não precisam se preocupar com custos porque a companhia cobre todas as despesas com a guarda do veículo", finaliza Toyama.

    Fonte: CDN, em 31.01.2019.

  • mapfre

    Projeções indicam que prejuízos anuais decorrentes de inundações e tempestades podem superar a cifra de R$ 6 bilhões

    As perdas decorrentes de eventos climáticos estão entre os principais entraves enfrentados por agricultores no Brasil. Levantamento divulgado recentemente pela ONG alemã Germanwatch, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 24), indica que o Brasil está entre os países que podem ter prejuízos anuais na ordem de R$ 6,5 bilhões, em virtude de inundações e tempestades.

    A superintendente executiva de Seguros Gerais da MAPFRE, Patricia Siequeroli, ressalta que a dimensão continental do Brasil traz aos produtores desafios muito particulares, dependendo da região do país onde estão localizadas as plantações. Enquanto no Nordeste os agricultores sofrem com a falta de chuva, no Sul e Sudeste, o problema é o excesso de tempestades.

    As mudanças climáticas têm dificultado cada vez mais a previsão destes eventos. Por este motivo, de acordo com a especialista, os agricultores precisam cada vez mais contar com formas de reduzir os prejuízos e garantir a sustentabilidade dos seus negócios, e o seguro pode ser um excelente aliado para isso.

    Patricia destaca que o mercado já disponibiliza apólices que protegem contra perda de produtividade da lavoura em decorrência eventos climáticos, como chuvas excessivas, incêndio, queda de raio, tromba d'água, ventos fortes, friagem, granizo, seca, geada entre outras.

    "Os seguros disponíveis hoje podem resguardar o agricultor em diferentes situações, protegendo apenas a colheita ou garantindo o pagamento das obrigações junto às instituições financeiras que custearam o plantio, por exemplo", comenta a executiva. "Por isso, é muito importante que os produtores consultem um corretor para contratar a apólice mais adequada à sua necessidade", destaca.

    A superintendente da MAPFRE comenta que outro ponto que precisa de especial atenção dos produtores são os maquinários utilizado na atividade rural. Os processos de plantio e colheita estão cada vez mais mecanizados, o que permitiu uma escalada na produtividade, porém os equipamentos estão com o valor cada mais elevado. E o problema em um equipamento pode significar o desembolso de uma grande quantia que não estava prevista.

    Visando oferecer esta proteção mais ampla, na MAPFRE, os agricultores conseguem incluir em uma única apólice a proteção para as propriedades rurais e o maquinário agrícola, tornando a contratação mais simples e fácil.

    Sobre a MAPFRE

    No Brasil desde 1992, a MAPFRE é parte do grupo espanhol que forma uma das maiores empresas de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro, de saúde e pesquisa do mundo. Sólida e inovadora, está presente nos cinco continentes. Especialista nos segmentos em que atua, a MAPFRE opera com bases de negócios sustentáveis e é dividida em unidades de Investimentos, Consórcios, Capitalização, Previdência e Vida Resgatável, Saúde, Seguros, Assistência. A companhia ainda mantém a Fundación MAPFRE, instituição sem fins lucrativos, que promove e desenvolve atividades de interesse geral da população. Mais informações sobre produtos e soluções: www.mapfre.com.br

    Fonte: CDN, em 17.01.2019.

  • mapfre

    Período de verão concentra a maioria dos incidentes registrados pelas autoridades marítimas

    Com a chegada do verão e do período de férias, cresce a circulação de embarcações amadoras em toda costa brasileira, bem como em águas no interior do país. Seja para um rápido passeio diurno ou para navegação de longo curso, navegar por águas calmas, curtir, sem nenhuma pressa, descobrir cada canto de um lugar desconhecido não tem preço, mas é triste ver que simples descuidos podem acarretar contratempos desnecessários, principalmente expor a família e, em grau extremo, até perder vidas.

    De acordo com informações da Diretoria de Portos e Costas, órgão ligado à Marinha do Brasil, recentemente divulgadas para início da Operação Verão 2018/2019, em análise de um período de 12 meses, 40% do total de acidentes registrados ocorrem durante temporada de verão e a principal causa dos incidentes em embarcações de esporte e recreio é a falha humana, o que por vezes pode resultar em consequências irreversíveis.

    Carlos Polizio, diretor de Seguros Aeronáutico, Cascos Marítimo e Transporte da MAPFRE, explica que "independentemente da experiência dos condutores, a atenção redobrada ao navegar e uma manutenção preventiva são itens fundamentais para esta época do ano visando evitar acidentes entre embarcações e principalmente com banhistas, garantindo assim um passeio tranquilo", comenta.

    Além disso, o especialista destaca que outro item fundamental e, que muitas pessoas não se atentam, diz respeito ao seguro da embarcação. "É importante manter uma atitude preventiva para evitar acidentes, mas se infelizmente o condutor tiver uma eventualidade, é imprescindível contar com uma proteção que auxilie, por exemplo, na assistência e salvamento da embarcação, apoio a terceiros prejudicados, roubo ou furto, incêndio, operações de retirada e colocação em água e transporte terrestre da embarcação".

    Líder no segmento de Casco Marítimos no país, e com atuação expressiva com embarcações de esporte e recreio, a MAPFRE oferece amplas coberturas para sua embarcação.

    Dicas para uma navegação segura:

    • Respeite os banhistas: Lembre-se que, em rios e mares, os banhistas são os personagens mais vulneráveis. Por isso, para evitar acidentes, mantenha uma distância segura de 200 metros do solo.

    • Documentação: Antes de iniciar o passeio com a embarcação, certifique-se que a habilitação do condutor e a documentação do barco estão em ordem. Caso ocorra uma fiscalização, a Marinha pode apreender o veículo se houver irregularidades.

    • Conduza a embarcação com velocidade segura: Isso permite a realização de manobras em caso de situação imprevista e evita acidentes. Além disso, tenha atenção ao cruzar a esteira de uma outra embarcação maior.

    • Faça manutenção preventiva na embarcação: Este cuidado é primordial, principalmente se o veículo ficou um longo período sem navegar. Programe antecipadamente a troca de óleo e filtros.

    • Conheça bem todos os lugares por onde a embarcação irá navegar: Procurar informações preliminares sobre o trajeto pode evitar acidentes com áreas improprias para a navegação.

    • Previsão do tempo: Pesquise as previsões climáticas para a região antes de iniciar o passeio e fique atento às possíveis mudanças. No verão, redobre a análise meteorológica no período da tarde.

    • Previna incêndios na embarcação: Pequenas medidas, como verificar o quadro elétrico e a validade dos extintores de incêndio evitam grandes tragédias.

    • Respeite o limite de pessoas a bordo e garanta a estabilidade da embarcação: A maioria dos acidentes com vítimas fatais são causados por esse descuido. Tenha coletes para todos a bordo.

    • Não consuma bebidas alcoólicas quando for conduzir sua embarcação: Além de ser crime, penalizado com multa e apreensão da embarcação, o consumo de bebidas alcoólicas retarda os reflexos e pode dificultar a reação do condutor em caso de emergência.

    • Informe previamente seu plano de navegação e a lista de pessoas a bordo do iate clube e/ou marina e/ou instalação de apoio: Isso agiliza o resgate em uma eventualidade. Além disso, leve sempre um equipamento de comunicação testado antes de embarcar.

    • Combustível: Calcule o consumo da embarcação e abasteçam sempre a quantidade para ida e volta do passeio. Uma medida de segurança importante, é sempre guardar um terço para eventualidades.

    • Tenha cuidado redobrado quando houver pessoas na água: Quando ancorado, não movimente a embarcação se tiver alguém por perto na água. A diversão e a segurança precisam navegar juntas.

    Fonte: CDN, em 11.01.2019.

  • mapfre

    Na manhã desta quinta-feira, 13 de dezembro, a MAPFRE anuncia Fernando Pérez-Serrabona como o novo CEO da MAPFRE Regional Brasil. O executivo terá como missão dar continuidade à expansão da companhia no país.

    Formado em Ciências Econômicas e Empresarias pela Universidad Complutense, de Madri, e em Direito, pela UNED - ambas na Espanha -, Serrabona ingressou na MAPFRE em 1989, atuou nas áreas de seguros e serviços financeiros, foi chefe da Área Internacional e diretor geral das Américas da MAPFRE Garantias e Crédito. Desde 2013 atuava como diretor geral para Espanha e América Latina da Solunion, empresa de seguro de garantia e crédito que pertence ao Grupo MAPFRE.

    Após 31 anos dedicados a MAPFRE, dos quais sete como CEO, Wilson Toneto deixa a empresa para trabalhar em outros projetos profissionais e pessoais que seguramente resultarão em novas conquistas.

    Fonte: CDN Comunicação, em 13.12.2018.

  • mapfre fundacion

    Iniciativa vai premiar com 30 mil euros projetos nas áreas de mobilidade e segurança viária, e-health e insurtech; inscrições começam em 15 de dezembro

    A Fundación MAPFRE começa a receber inscrições para a segunda edição dos Prêmios à Inovação Social nos próximos dias. A iniciativa tem como objetivo identificar projetos inovadores com alta capacidade de transformação social e de impacto global, com soluções aplicáveis em todo o mundo, melhorando a vida das pessoas. Os vencedores receberão, cada um, um prêmio de 30 mil euros.

    Pesquisadores, empreendedores, cientistas e estudantes de universidades e escolas de negócio poderão apresentar trabalhos nas categorias "Melhora da Saúde e Tecnologia Digital", "Inovação Seguradora (insurtech)" e "Mobilidade e Segurança Viária". Os interessados terão de 15 de dezembro a 31 de janeiro para fazer sua inscrição no site:
    http://premiosinnovacion.fundacionmapfre.org

    "Queremos promover a criatividade, o empreendedorismo e a liderança como ferramentas para alcançar um mundo mais justo, inclusivo e igualitário; favorecendo evolução da sociedade e para a busca de alternativas sustentáveis para o bem-estar coletivo. Além de, claro, preparar empreendedores para serem protagonistas da mudança social", afirma Wilson Toneto, CEO da MAPFRE Regional Brasil e representante da Fundación MAPFRE no país.

    Realizados em parceria com o IE Business School, os prêmios destinam-se a três grandes regiões: Brasil, demais países da América Latina e Europa. Após uma seleção, 27 projetos - três candidatos para cada uma das três categorias - receberão mentorias on-line para aprimorar habilidades técnicas e aprender a comunicar de forma mais efetiva suas propostas, antes de participarem das semifinais, entre junho e julho nos países de referência.

    Os nove finalistas passarão por um processo de coaching antes de evento, em Madri, em 10 de outubro, quando serão conhecidos os três vencedores (um por categoria).

    Economia colaborativa

    Para gerar ideias inovadoras de maneira colaborativa e propor alternativas para resolvê-las e impulsioná-las, com troca de conhecimento especializado e ao apoio mútuo de inovadores do mundo todo, a Fundación MAPFRE criou a Rede Innova, uma comunidade privada de inovadores sociais, composta pelos 27 semifinalistas da primeira edição destes prêmios.

    Fonte: CDN, em 12.12.2018.

  • mapfre fundacion

    Pesquisa constata que 33% das motocicletas circularam com velocidades superiores às permitidas nas vias, seguida pelos dos ônibus de turismo (28%), caminhões de até três eixos (24%) e carros de passeio (8%)

    Com o foco em alertar a sociedade, aprimorar questões relacionadas à segurança viária e diminuir o número de acidentes no trânsito, em vias de grande circulação de usuários vulneráveis (pedestres e ciclistas), a Fundación MAPFRE desenvolveu o estudo "Velocidade x Usuários Vulneráveis", que realizou 3.796 medições em 13 pontos da cidade de São Paulo (SP), no período de 15 a 19 de outubro. O levantamento apontou que 10,2% dos veículos tiveram velocidades constatadas superiores à velocidade regulamentada na via (de 30 km/h a 90 km/h).

    A análise da pesquisa também aponta que o aumento da velocidade em centros urbanos eleva exponencialmente o risco de acidentes, por exemplo. Tomando como base a velocidade de 60 km/h, o simples aumento para 70 km/h faz crescer o risco em 40%; a 80 km/h, as chances dobram; a 90 km/h, aumenta para 200%; e, a 100 km/h, a probabilidade multiplicada por cinco. Ou seja, ao contrário do que se imagina, a velocidade excessiva não faz ganhar tempo.

    Além disso, é preciso considerar o aumento da distância de frenagem (soma da reação e distância de parada), por exemplo, a uma velocidade de 30 km / h, o carro precisa de 14 metros para freiar totalmente, já a 40 km/h, precisa ser de 20 metros (quase 50% a mais), a 80 km/h, o motorista precisa de 70 metros e a 120 km/h, mais de 72 metros. "A velocidade excessiva está diretamente ligada ao aumento de impactos mais severos em caso de colisão e, geralmente, a partir de uma velocidade de colisão de 30 km/h, há um aumento vertiginoso no risco de morte, principalmente com os usuários vulneráveis (pedestres e ciclistas) que não têm proteção", comenta Jesús Monclús, diretor da área de Prevenção e Segurança Viária da Fundación MAPFRE.

    Excesso de velocidade nas vias

    30 km/h - Nesta via, a proporção de veículos que ultrapassaram a velocidade máxima permitida foi maior do que em todas as outras (41,5%), com a velocidade média de excesso de 6,02 km/h.

    40 km/h - Neste caso, apenas 3,6% dos automóveis circulavam acima do limite. Entre os veículos que ultrapassaram a velocidade permitida, a média de excesso foi de 3,7 km/h.

    50 km/h - A proporção em vias de até 50km/h foi um pouco maior, ou seja, 8% dos carros analisados rodavam acima do permitido. O excesso médio de velocidade foi de 7,21 km/h.

    60 km/h - Os veículos que ultrapassaram a velocidade permitida em condições assim alcançaram os 7,7%. Entre os que estavam acima do permitido, a velocidade média de excesso foi de 6,32 km/h.

    70 km/h - Somente 3% dos veículos observados ultrapassaram a velocidade permitida nestas situações. O excesso médio de velocidade foi de 6,5 km/h.

    imagem mapfre 14112018

    O comportamento do motorista

    Entre os veículos observados, 10,2% apresentaram algum nível de excesso de velocidade. Segundo o estudo, as motocicletas foram as que circularam com velocidades (33%) acima do permito nas vias, seguido pelos ônibus de turismo (28,6%) e dos caminhões de até três eixos (24,4%). Já os carros de passeio, apesar de ser a maior quantidade observada, apenas 8,1% estavam rodavam com excesso de velocidade.

    imagem mapfre 14112018 1

    Por fim, o estudo ressalta ainda que esses veículos que trafegam acima da velocidade permitida surpreendem os pedestres, ciclistas e na maioria das vezes provoca acidentes. "O padrão internacional para áreas com alta probabilidade de acidentes entre veículos, pedestres e/ou ciclistas é de 30 km/h e, por isso, é necessário promover esse limite em locais com grande circulação de pessoas. Por outro lado, precisamos conscientizar os motoristas de que se trata de um limite vital em caso de acidente. O aumento de somente 10 km/h (de 30 km/h para 40 km/h) pode significar a diferença entre a vida e a morte. Diante disso, reforçamos que a Fundación MAPFRE apoia o uso de novas tecnologias veiculares como limitadores de velocidade, sistema de detecção de pedestres e até frenagem autônoma, que deveriam fazer parte dos veículos a médio prazo, uma vez que elas são capazes de proporcionar o aumento significativo da segurança para pedestre e ciclistas", explica Jesús Monclús.

    Para ver o estudo produzido pela Fundación MAPFRE acesse aqui.

    Fonte: CDN, em 14.11.2018.

  • mapfre saude

    Exame de mamografia é o mais eficaz para prevenção da doença

    O câncer de mama é o segundo tipo de doença mais frequente no mundo e o mais comum nas mulheres. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), em 2018, mais de 59 mil novos casos da doença devem ser diagnosticados no Brasil. Além disso, é preciso lembrar que apesar de raro nos homens, o câncer de mama também afeta o sexo masculino.

    "Em termos epidemiológicos, em cada 8 a 10 mulheres, uma desenvolverá a enfermidade ao longo de sua vida. Geralmente, o câncer de mama está relacionado a condições hormonais, ou seja, em certos casos, as células da mama podem multiplicar-se desordenadamente, levando a mutações que causam o aparecimento do câncer", comenta o médico Roberto Cury, responsável técnico da MAPFRE Saúde.

    O especialista também listou os cinco grandes fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de mama. Confira a lista abaixo:

    Idade - O risco de desenvolver a doença aumenta à medida em que a mulher envelhece, sendo que a maioria dos canceres evolui nas pacientes com mais de 50 anos. Contudo, em sua maioria, os casos da enfermidade ocorrem entre os 40 e 59 anos.

    História pessoal - Geralmente, uma mulher que já teve câncer de mama em um seio corre um risco maior de desenvolve-lo na outra mama.

    Histórico familiar - O câncer é mais frequente em mulheres que tenham parentes de primeiro grau (mãe e irmãs) que já foram diagnosticados com o câncer de mama ou de ovário, especialmente antes dos 50 anos. Caso mais de um familiar do primeiro grau tenha desenvolvido a doença, o risco é cinco vezes maior do que o normal.

    Outro ponto importante nesse fator de risco está relacionado também aos parentes próximos (avós, tias e tios, sobrinhos e sobrinhas, netos e primos) que possam ter desenvolvido o câncer em ambos os seios ou de ovário. Além disso, se uma mulher jovem ou homem da família desenvolveu câncer de mama, é fundamental conversar com seu médio. Isso pode ser um sinal de que a família carrega uma mutação genética hereditária da doença.

    Hormônios - A exposição prolongada aos hormônios como estrogênio e progesterona aumenta o risco de câncer de mama. Por exemplo, mulheres que menstruaram antes dos 11 anos de idade ou que passaram pela menopausa após os 55 anos têm mais chances de desenvolver o câncer.

    Estilo de vida - Mulheres na pós-menopausa com excesso de peso ou obesas correm o risco de desenvolver a enfermidade.

    Diante disso, a MAPFRE Saúde ressalta que a prevenção, por meio do autoexame e a realização da mamografia anualmente, pode detectar possíveis anormalidades ou nódulos nos seios logo no início, o que aumentam as chances de cura.

    Fonte: CDN, em 23.10.2018.

  • mapfre fundacion

    Projetos são finalistas da primeira edição dos Prêmios Fundación MAPFRE à Inovação Social

    No início do mês três empreendedores brasileiros embarcam com destino a Madri, na Espanha, onde vão disputar a final dos Prêmios Fundación MAPFRE à Inovação Social, que vai premiar com 30 mil euros cada projeto vencedor nas categorias: "Melhora da Saúde (e-Health)", "Mobilidade e Segurança Viária" e "Inovação Seguradora". O evento acontece amanhã (17), na sede da instituição.

    A iniciativa tem o objetivo de promover soluções inéditas e de grande impacto que atendam às novas necessidades de uma sociedade em constante transformação. Para a Fundación MAPFRE, a inovação social tem se tornado um fator indispensável para a construção de um mundo mais justo, inclusivo e igualitário, pois muda nossa forma de enxergar e solucionar os problemas contemporâneos.

    Os semifinalistas do Brasil foram conhecidos em evento realizado em São Paulo no fim de julho. Eles foram escolhidos por uma banca julgadora formada por representantes da Fundación MAPFRE, do IE Business School - entidade colaboradora dos Prêmios – e de especialistas do mercado. De lá para cá, participaram de coachings e mentorias para apresentar, comunicar e desenvolver, da forma mais efetiva possível suas propostas.

    Diogo Tolezano, do Pluvi.On; André Andrade, do Zumpy, e Simone Mozzilli, do BEABA, disputam prêmio com projetos de outras partes do mundo. Considerando todos os países, 462 projetos foram inscritos para participar da primeira edição dos prêmios. Desse total, nove foram selecionados – três do Brasil, três dos demais países da América Latina e três da Europa.

    Conheça os representantes nacionais

    Categoria "Inovação Seguradora" – Pluvi.On: é um sistema de monitoramento climático acessível e em tempo real que utiliza uma rede de sensores proprietários (internet das coisas) e inteligência artificial para enviar alertas antecipados de situações críticas para população e também para empresas.

    Categoria "Melhora da Saúde (e-Health)" – Beaba: Entidade criada para ajudar crianças e adolescentes com câncer e suas famílias a entender melhor sua doença por meio de uma plataforma de tecnologia de informação oncológica.

    Categoria "Mobilidade e Segurança Viária" – Zumpy: aplicativo de car sharing que proporciona ao usuário a opção de compartilhamento de rota.

    Fonte: CDN, em 16.10.2018.

  • mapfre previdencia

    Especialista da MAPFRE Previdência orienta sobre como programar gastos e investimentos

    O planejamento financeiro permite ter uma visão clara de como e quando será possível alcançar objetivos, que podem ser desde temas simples como a próxima viagem, passando pela aquisição da casa própria, até a independência financeira. É o início e o passo fundamental de quem quer ver o dinheiro render.

    De acordo com Maristela Gorayb, diretora da MAPFRE Previdência e planejadora financeira CFP®, primeiro, é necessário definir objetivos e prazos, que poderão ser postergadas ou não, dependendo do fluxo de caixa. A próxima etapa é levantar dados de receitas e despesas, bens, condição tributária, dependentes etc.

    "Assim é possível identificar oportunidades de melhoria no fluxo de caixa, para buscar superávit orçamentário, e levantar riscos financeiros que poderiam desestabilizar e até impedir a realização dos objetivos traçados. E, uma vez identificados os riscos, é possível mitigá-los usando apólices de seguro pessoal ou patrimonial", explica a especialista.

    Finalmente, é possível criar planos de ação para o alcance das metas estabelecidas, que podem considerar mudanças nos hábitos de consumo e controles de gastos, entre outros. Por fim, e não menos importante, há que se definir as melhores classes de ativos para investimentos dos recursos financeiros, sempre de forma alinhada com o perfil do investidor, os prazos de cada objetivo e o cenário econômico.

    "Em um momento inicial, a prioridade deve ser criar uma reserva de emergência capaz de cobrir, pelo menos, seis meses de despesas, podendo variar de acordo com a profissão, com um investimento em um fundo conservador e com liquidez. Isto resolvido, é importante que os dependentes estejam protegidos por uma apólice de seguro de vida com vigência até o final do prazo em que se estima esta necessidade e capital suficiente para cobrir as despesas durante todo este período de dependência financeira", orienta Maristela.

    E a previdência privada?

    Resolvidas as questões iniciais, está na hora de começar a se preocupar com outras situações porvir. Contar apenas com a aposentadoria paga pelo INSS fará com que a pessoa abra mão de outros sonhos e objetivos que dependem de investimentos. A reserva para a velhice deve estar separada das economias necessárias para outros projetos de médio prazo.

    Maristela lembra que, quanto mais cedo a formação da reserva de aposentadoria tiver início, menor é o valor de investimento mensal. Com juros baixos e longevidade em alta, o tempo é fundamental para se alcançar a quantia necessária de forma viável para o orçamento do investidor. "O valor separado para a previdência depende muito de caso a caso. Considera idade atual, data prevista para aposentadoria, valor da reserva necessária, e disponibilidade financeira, além dos juros estimados."

    Como escolher a melhor previdência privada?

    Antes de tudo, é preciso escolher entre o PGBL – melhor opção para quem opta pelo modelo completo de declaração do imposto de renda – e o VGBL – mais adequado para quem usa o modelo simplificado de IR.

    Depois, compare as condições ofertadas, como carregamento, taxa de gestão e tábua atuarial (embora os planos novos ofereçam basicamente a tábua BR-SEM sem juros garantidos). Em seguida, busque um fundo que esteja alinhado com o seu prazo de investimento e perfil, mais agressivo ou conservador.

    Fonte: CDN, em 09.10.2018.

  • mapfre

    As atuais tendências do consumo, o novo consumidor e as tecnologias na corretagem são alguns dos temas debatidos durante o evento que acontece em São Paulo, entre os dias 27 e 29 de setembro

    A MAPFRE Seguros, do GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE, marca presença no 18º Congresso de Corretores de Seguros (Conec), que acontece entre os dias 27 e 29 de setembro, no Transamérica Expo Center, localizado na cidade de São Paulo (SP). Organizado pelo Sincor-SP, o evento é considerado um dos mais relevantes do mercado segurador.

    No dia 28, o CEO da MAPFRE Seguros, Luis Gutiérrez, participará do painel "Papel do Mercado de Seguros na Construção do Futuro", onde abordará temas relacionados às atuais tendências de consumo, formas dos corretores se prepararem para o novo consumidor, as tecnologias na corretagem, entre outras. O painel terá a participação dos presidentes das principais companhias de seguros e terá a mediação de Boris Ber, presidente do Sincor-SP.

    "O mercado segurador está em um acelerado processo de transformação. As novas tecnologias, como os carros autônomos, por exemplo, já são uma realidade e demandarão soluções que acompanhem estas mudanças. Esses processos estão sendo puxados por um consumidor que está cada vez mais conectado e demanda respostas cada vez mais rápidas. Por isso, é muito importante para nós essa troca de experiências com os corretores, que estão próximos dos segurados e conseguem traduzir quais os anseios desse novo cliente", comenta Gutiérrez.

    Neste ano, além de diversas atrações, o estande da companhia no evento contará também com a presença de executivos de diferentes regiões do país que ficarão à disposição dos corretores. Além de poder interagir com todos os diretores territoriais da empresa em um mesmo local, os visitantes poderão conversar também com diretores técnicos; gerentes de sucursais de São Paulo e assessores Comerciais e gerentes que foram vencedores nacionais de campanha exclusiva de vendas realizadas pela companhia.

    Agenda
    18º Congresso de Corretores de Seguros (Conec)
    Data: 27 a 29 de setembro
    Local: Transamérica Expo Center
    Endereço: Av. Dr. Mário Vilas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro 

    Fonte: CDN, em 26.09.2018.

  • mapfre fundacion

    Iniciativa busca alertar sobre problemas de riscos cardíacos entre público feminino. Atividades incentivam hábitos de vida mais saudáveis

    Dentro da programação do "Mulheres pelo Coração", a Fundación MAPFRE promove aulas de Zumba gratuitas na Avenida Paulista no próximo domingo (30), e também em 7 e 21 de outubro, das 11h às 13h30. Também acontecerão mais 30 minutos de atividades físicas ao som de um grupo feminino de percussionistas.

    As aulas serão ministradas por professores especializados na modalidade. Além disso, a Bike do Coração estará no local para distribuir balões em formato de coração e o guia "Pela Saúde do Coração", elaborado por médicos do HCor com informações sobre prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças cardiovasculares, voltado para o público feminino.

    Em sua terceira edição, o "Mulheres pelo Coração" foi criado pela Fundación MAPFRE com o objetivo de alertar o público sobre os riscos de problemas cardiovasculares, responsáveis por 30,41% das mortes de mulheres no Brasil, segundo o Datasus, o que supera os óbitos por todos os tipos de câncer que atingem o aparelho reprodutor feminino.

    Aulas de Zumba do Mulheres pelo Coração

    Quando? Domingos (30 de setembro, 7 e 21 de outubro), das 11h às 13h30 e 21/10 das 12h às 13h30

    Local: Av. Paulista, 2064 (em frente ao Shopping Center 3)

    Como vai ser? Aulas gratuitas de zumba com 2h30 de duração, além de mais 30 minutos de atividades físicas ao som de um grupo de percussionistas composto por mulheres ritmistas. Distribuição do guia "Pela Saúde do Coração" e de balões do programa em formato de coração.

    Fonte: CDN, em 26.09.2018.

  • mapfre fundacion

    Ao longo da próxima semana, o programa "Mulheres pelo Coração" leva exames e orientações para estações Tatuapé, República e Barra Funda

    Em comemoração ao Dia Internacional do Coração (29 de setembro), a Fundación MAPFRE leva as atividades do "Mulheres pelo Coração", criado com o objetivo de alertar o público feminino sobre os riscos de problemas cardiovasculares, para o metrô de São Paulo na próxima semana.

    A iniciativa passará pelas estações República, nos dias 24 e 25, Tatuapé e Barra Funda, em 27 e 28 de setembro, quando serão realizados exames de bioimpedância, associados a orientação nutricional e entrega do guia "Pela Saúde do Coração", elaborado por médicos do HCor com informações sobre prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças cardiovasculares.

    Com o tema "Empoderamento do Coração" as atividades do programa buscam incentivar hábitos de vida mais saudáveis por meio de diversas ações na cidade de São Paulo, em linha com a cultura da mulher brasileira e sua versatilidade. A Fundación MAPFRE acredita que ampliar o conhecimento de todos sobre o assunto é uma maneira eficaz de ajudá-lo a fortalecer a saúde coronariana.

    A programação da iniciativa inclui ainda aulas de zumba gratuitas durante três domingos em setembro e outubro (30/9, 7 e 21/10), na Avenida Paulista. Além disso, também foram realizadas atividades em parques da capital e durante a Corrida Venus, prova exclusiva para o público feminino com percursos.

    "Mulheres pelo Coração" no Metrô
    Quando
     24
    e 25 de setembro na estação República.
     27 e 28 de setembro, nas estações Tatuapé e Barra Funda, das 8h às 17h.
    Como vai ser: Realização de exames de bioimpedância e orientação nutricional, com distribuição do guia "Pela Saúde do Coração" e de fitas métricas para controle da circunferência abdominal.

    Fonte: CDN, em 21.09.2018.

  • mapfre assistencia

    Simples cuidados podem evitar problemas no encanamento

    Problema corriqueiro em toda casa, entupimento de pia, ralos ou vasos sanitários podem ser evitados e, na maioria dos casos, tem solução simples. Quando há a necessidade de chamar um profissional, é possível contar com serviços de assistência 24h, como os prestados pela MAPFRE Assistência, companhia especializada em assistência a pessoas, residências e veículos.

    Os sinais de entupimento são claros: a água não escoa rapidamente ou borbulha. De acordo com a MAPFRE Assistência, as causas do problema estão relacionadas à impregnação de gordura, ao descarte incorreto de resíduos sólidos e, até mesmo, depósito de cabelos no encanamento. “Em épocas mais frias do ano, a situação piora, pois a gordura acumulada fica mais grossa. Em nossa empresa, identificamos, um aumento de 12% nos pedidos do serviço de desentupimento no inverno”, comenta o diretor geral da MAPFRE Assistência, Eduardo Sena. “O problema também é mais comum em casas mais antigas, onde os canos geralmente são mais estreitos.”

    A manutenção preventiva pode ser uma boa opção para evitar entupimentos, por exemplo, a cada 60 dias, encher metade da cuba da pia com água fervendo e sabão em pó, soltando todo o volume de uma só vez para que as placas de gordura em formação sejam eliminadas do sistema de tubulação. “Apesar da maioria dos encanamentos ficarem sob o piso, dentro de paredes e até acima do forro, é essencial, com a ajuda de um profissional qualificado, fazer limpezas anualmente ou a cada seis meses, dependendo do grau de utilização”, orienta Sena.

    Orientações para evitar entupimentos:

    Nunca jogue restos de alimentos na pia e, em favor do meio ambiente, tente separar lixo orgânico de reciclável;

    A mesma regra vale para óleo usado em frituras. O resíduo deve ser armazenado em garrafas plásticas, por exemplo, para descarte no lixo orgânico ou para entregue em centros de coleta que utilizam o material para fazer sabão;

    Utilize redes ou peneiras no ralo da pia para evitar que pequenos restos de alimentos desçam pelo encanamento;

    Vaso sanitário não é lixeira. Jogue papel higiênico, absorventes e fraldas no lixo;

    Depois do banho, retire os fios de cabelo que ficam presos no ralo e jogue no lixo;

    Nunca utilize use substâncias corrosivas (tipo soda cáustica ou ácido) para tentar desentupir os canos. Além de não resolver o problema, podem causar rupturas nas tubulações.

    Sobre a MAPFRE – No país desde 1992, a MAPFRE Brasil é parte do grupo espanhol que forma uma das maiores empresas de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro, de saúde e pesquisa do mundo. Sólida e inovadora, está presente nos cinco continentes e conta com mais de 36 mil colaboradores. Em 2017, suas receitas atingiram cerca de 28 bilhões de euros com lucro líquido de 701 milhões de euros. Especialista em seus segmentos, a MAPFRE opera com bases de negócios sustentáveis e no Brasil atua em seguros, investimentos, consórcios, capitalização, previdência, saúde, assistência e pesquisa (por meio do CESVI Brasil). A companhia ainda mantém a Fundación MAPFRE, instituição sem fins lucrativos, que promove e desenvolve atividades de interesse geral da população. Mais informações sobre produtos e soluções: www.mapfre.com.br.

    A MAPFRE Assistência é especializada no atendimento a empresas referências em diversos segmentos de mercado como: montadoras multinacionais, seguradoras e instituições financeiras. Possui um amplo portfólio de produtos e serviços e uma vasta rede de prestadores. Atua com mais de 16 milhões de consumidores no Brasil e registra cerca de 260 mil atendimentos por ano.

    Fonte: CDN, em 07.08.2018.

  •  mapfre fundacion

    Projeto brasileiro é reconhecido na categoria Melhor Iniciativa em Ação Social dos Prêmios Fundación MAPFRE

    Edição 2017 premia a iniciativa "O Dentista do Bem ", que viabiliza tratamentos dentários gratuitos a crianças e jovens sem recursos financeiros

    imagem mapfre 15062018

    Fábio Bibancos, fundador do projeto “O Dentista do Bem”, da ONG Turma do Bem, recebe prêmio das mãos da rainha Sofía, da Espanha

    A Fundación MAPFRE, instituição sem fins lucrativos criada pela MAPFRE, premiou o projeto brasileiro “O Dentista do Bem”, da ONG Turma do Bem, desenvolvido pelo médico Fábio Bibancos, na categoria Melhor Iniciativa em Ação Social na edição 2017 dos Prêmios Fundación MAPFRE. O projeto contribui para que crianças e jovens, com idades entre 11 e 17 anos, sem recursos financeiros possam tratar gratuitamente dos seus dentes.

    Um prêmio internacional como este, num momento delicado do Brasil, onde nossa credibilidade está sendo questionada pelo mundo por conta dos escândalos de corrupção, é muito importante para mostrar que existem trabalhos sérios como o desenvolvido pela Turma do Bem”, comenta Fábio Bibancos, Presidente Voluntário.

    A premiação, que conta com mais quatro categorias (Toda uma Vida Profissional, Melhor Iniciativa em Promoção da Saúde, Melhor Iniciativa em Prevenção de Acidentes e Prêmio Internacional de Seguros) tem o objetivo de reconhecer o trabalho desenvolvido por instituições e pessoas que contribuem diariamente para melhorar a vida da sociedade em áreas relacionadas ao compromisso social, saúde, prevenção de acidentes, seguro e à pesquisa.

    Segundo Wilson Toneto, CEO da MAPFRE no Brasil e representante da Fundación MAPFRE no país, ter um projeto brasileiro entre os vencedores apenas reforça que a Fundación está no caminho certo ao promover tais iniciativas. “É fundamental que continuemos promovendo ações que apoiem e invistam em projetos alinhados aos nossos pilares de ação social e promoção da saúde. Além disso, em mais uma edição dos prêmios conseguimos mostrar que iniciativas brasileiras têm desenvolvido diversos trabalhos de impacto social”.

    Neste ano, mais de 840 iniciativas de todo o mundo foram inscritas, incluindo projetos brasileiros. No total, a verba global dos prêmios é de 150 mil euros que foram entregues hoje em uma cerimônia presidida pela Rainha Sofía, da Espanha.

    Ao redor do mundo

    Entre os outros premiados na edição 2017 estão o ex-jogador de futebol e ex-treinador espanhol, Vicente del Bosque González, de 68 anos que se dedicou a promover esportes de verão para crianças com idades entre 6 e 15 anos praticam esporte, desenvolvem hábitos de vida saudável e aprendem valores como a amizade, o companheirismo e a integração. O projeto foi reconhecido na categoria Toda uma Vida Profissional (José Manuel Martínez Martínez).

    A instituição vencedora do prêmio para a Melhor Iniciativa em Promoção da Saúde foi a fundação Enlace Hispano Americano de Saúde (EHAS), que trabalha para reduzir a mortalidade materna e infantil em zonas rurais com pouca ou nenhuma assistência sanitária na Espanha.

    O reconhecimento de Melhor Iniciativa em Prevenção de Acidentes será entregue à Organização de Bombeiros Americanos (OBA), que desenvolve programas na América Latina para conscientizar a sociedade sobre a importância da prevenção e profissionalização desses serviços. Atualmente, mais de 1 milhão de bombeiros colaboram com essa entidade e, geralmente, trabalham de forma voluntária nos 65% dos países da região.

    Por fim, o Prêmio Internacional de Seguros (Julio Castelo Matrán) será entregue ao projeto Policy Incubator, da Universidade da Pensilvânia (EUA), que foi desenvolvido por especialistas e pesquisadores de diferentes disciplinas que transformam ideias inovadoras em soluções reais que permitem ajudar as comunidades com maior risco de sofrer com um desastre natural.

    Fonte: CDN, em 15.06.2018.

  • mapfre saude

    Os casos da doença aumentam especificamente nessa época do ano e especialistas mostram a melhor forma de evitar a contaminação

    A conjuntivite é o nome dado à inflamação do tecido que reveste os olhos e as pálpebras internamente, a conjuntiva. Como em épocas mais frias as pessoas tendem em ficar em locais fechados e com pouca circulação de ar, a epidemia costuma se proliferar. Há basicamente três maneiras de ser contagiado: infecção por vírus ou bactérias, irritação a alguns produtos como xampu, fumaça, poeira e alergias.

    A causa mais comum é a conjuntivite infecciosa bacteriana. Pode ser causada por vírus, bactéria ou fungos, quando a pessoa tem o contato com objetos contaminados como toalhas, maquiagens, fronhas entre outros utensílios. No caso da viral, acontece durante pequenas epidemias. Age de forma rápida diante de ambientes que propiciam contato direto com secreções e ambientes populosos como escolas, meios de transporte e empresas.

    Já conjuntivite alérgica, na maioria dos casos, acomete pessoas que possuem tendência a alergias como rinite e bronquite. Esta não é transmissível e pode ser causada por reações alérgicas a poeira, pelo de animais e outros fragmentos que possam cair nos olhos.

    Os casos de conjuntivite aumentam especificamente no inverno, com o tempo seco o que contribui com o aumentar da incidência e a proliferação da doença. Os sintomas são ardência, coceira, inchaço das pálpebras, lacrimejamento, olhos vermelhos, secreções, sensação de areia nos olhos e sensibilidade à luz”, afirma Dr. Cury, responsável técnico da MAPFFRE Saúde.

    Uma vez contaminado pela conjuntivite o tratamento será determinado de acordo com o tipo da infecção. “Em casos bacterianos, o tratamento será feito com o uso de antibióticos, realizado e interrompido com orientação médica. Se a causa for viral, deve-se esperar a melhora entre 7 a 10 dias após seu início”, conclui o especialista.

    Para evitar o contagio, a MAPFRE Saúde listou importantes hábitos que dificultam a contaminação:

    • Lave as mãos frequentemente com água e sabão;
    • Evite tocar os olhos sem higienizar as mãos;
    • Evite usar maquiagem de outras pessoas nos olhos;
    • Nunca use lentes de contato de outras pessoas;
    • Nunca use colírios utilizados anteriormente por pessoa com conjuntivite;
    • Não leve seu filho com conjuntivite para o berçário ou à escola até que o quadro tenha se resolvido;
    • Utilize apenas produtos descartáveis para limpeza e realização de compressas na área afetada pela conjuntivite (algodão, gaze ou lenço de papel), desprezando-os imediatamente após o uso;
    • Lave, regularmente, lençóis, fronhas e toalhas.

    Fonte: CDN, em 13.06.2018.

  • mapfre consorcios

    Empresa aumentou oferta de produtos e prazos de pagamento

    No primeiro trimestre deste ano, a MAPFRE Consórcios, empresa associada à BR Consórcios, registrou um crescimento de 233,32% nos negócios para o segmento de automóvel na comparação com o mesmo período no ano anterior. A aquisição de veículos ainda é a que mais atrai consumidores para essa modalidade de crédito.

    A empresa atribui os resultados alcançados neste começo de ano a novidades na estratégia comercial, que envolveu aumento da oferta de produtos disponíveis, tanto na ampliação das faixas de créditos quanto na diversificação de prazos disponíveis. Dessa forma, a MAPFRE Consórcios conseguiu atrair novos corretores de seguros, ampliando assim substancialmente a base de representantes.

    Além das melhorias que anunciamos em nossos negócios, temos a percepção dos clientes a nosso favor, que já entendem que o consórcio é a melhor forma de se planejar e conquistar o carro dos sonhos, por exemplo. Já que a economia é grande na comparação com outras modalidades de compra”, afirma Renato Fernandes, diretor da MAFRE Consórcios.

    Sobre a MAPFRE - No país desde 1992, a MAPFRE Brasil é parte do grupo espanhol que forma uma das maiores empresas de prestação de serviços nos mercados segurador, financeiro, de saúde e pesquisa do mundo. Sólida e inovadora, está presente nos cinco continentes e conta com mais de 36 mil colaboradores. Em 2017, suas receitas atingiram cerca de 28 bilhões de euros com lucro líquido de 701 milhões de euros. Especialista em seus segmentos, a MAPFRE opera com bases de negócios sustentáveis e no Brasil atua em seguros, investimentos, consórcios, capitalização, previdência, saúde, assistência e pesquisa (por meio do CESVI Brasil). A companhia ainda mantém a Fundación MAPFRE, instituição sem fins lucrativos, que promove e desenvolve atividades de interesse geral da população. Mais informações sobre produtos e soluções: www.mapfre.com.br.

    A unidade MAPFRE Consórcios opera no mercado brasileiro para melhorar o padrão de vida de seus clientes e auxiliar quem quer investir. A área conta com mais de R$ 1,1 bilhão em cartas de crédito comercializadas e R$ 19,3 milhões em bens entregues. Desde 2017, é parceira da BR Consórcios.

    Sobre a BR Consórcios - A empresa iniciou suas operações em 2012 com o objetivo de unir e fortalecer operadoras de consórcios nacionais que desejam expandir sua atuação. Seu modelo de negócio agrega administradoras diversas dentro de uma mesma plataforma, sendo pioneiro no Brasil. Tem sua sede administrativa em Londrina (PR) e conta com cerca de 500 funcionários diretos. As empresas associadas à BR Consórcios são: Consórcio União, Consórcio Araucária, Consórcio Santa Emília, Consórcio Saga, Consórcio Lyscar, Mapfre Consórcios e Rede Lojacorr Consórcios. As empresas possuem, juntas, uma carteira de mais de 70 mil clientes ativos.

    A BR Consórcios projeta a ampliação dos seus canais de distribuição com a adesão de novos associados e parcerias. Para alcançar essa meta, além de manter suas equipes próprias de vendas continuará firmando novas parcerias para vendas de cotas de consórcios com empresas dos mais diversos setores, entre elas revendedores de automóveis, concessionários de motocicletas, corretoras de seguros, imobiliárias e empresas especializadas na venda de consórcios.

    Fonte: CDN Comunicação, em 08.05.2018.

  • mapfre fundacion

    Os vencedores de cada uma das três categorias receberão 30 mil euros para financiamento de projetos

    Os interessados em participar dos Prêmios Fundación MAPFRE à Inovação Social, que vai distribuir um total de 90 mil euros, têm até segunda-feira, 30 de abril, para inscrever suas ideias nas categorias: Melhora da Saúde e Tecnologia Digital (e-Health), Inovação Seguradora e Mobilidade e Segurança Viária. As inscrições devem ser feitas no site
    http://fundacionpremiosinovacao.mapfre.com.br

    A iniciativa é voltada para estudantes de universidades e escolas de negócios, cientistas, pesquisadores e professores universitários e empreendedores. E os projetos, além de serem inovadores, devem ter grande potencial de impacto social e visibilidade dos pontos de vista tecnológico, econômico e organizacional. Também é necessário que pelo menos um integrante trabalhe em tempo integral no projeto, além de ter um protótipo ou piloto com participação de usuários. Caso o projeto já receba investimento, esse não deve ser superior a 150 mil euros por ano (incluindo doações, aportes públicos ou faturamento, se houver).

    Os prêmios serão realizados, com o apoio da IE Business School, em três grandes regiões: Brasil, demais países da América Latina e Europa. Após uma semifinal brasileira, em 26 de julho, uma seleção de 27 projetos de todas as regiões, receberão mentorias on-line para aprimorar habilidades técnicas e aprender a comunicar de forma mais efetiva suas propostas. Em outubro, nove finalistas, um de cada categoria de cada região, viajam a Madri, Espanha, para participar de coaching presencial com especialistas e passar por uma banca.

    A grande final acontecerá em Madri, em 17 de outubro, onde serão conhecidos os três vencedores (um por categoria) durante uma cerimônia de encerramento que marcará o final da edição. Os custos de deslocamento e hospedagem serão cobertos pela Fundación MAPFRE. Os vencedores, um de cada área, receberão 30 mil euros cada um.

    Conheça as categorias:

    Melhora da Saúde e Tecnologia Digital (e-Health): reconhece projetos que melhoram a cultura da saúde, promovem condutas saudáveis e contribuem para mudar hábitos prejudiciais à saúde.

    Inovação Seguradora: premia ideias tecnológicas que ajudam o seguro a ser mais acessível e transparente para seus clientes, que melhoram o serviço e a eficiência das companhias seguradoras e que incentivam o interesse na previdência social.

    Mobilidade e Segurança Viária: é orientado a identificar soluções tecnológicas que reduzem a sinistralidade, racionalizam o tráfego, reduzem a poluição ambiental e criam ambientes urbanos mais sustentáveis.

    Fonte: CDN, em 25.04.2018.

  • mapfre

    Jovens de 14 a 20 anos foram parte da equipe da empresa em ações na Vila da Regata da Volvo Ocean Race

    imagem mapfre 23042018 1 

    Crédito: Hélio Filho/Divulgação MAPFRE

    Na manhã do último sábado (21), 45 jovens do Instituto Crescer de Itajaí receberam os certificados por sua participação no programa MAPFRE Junior. Durante três semanas, eles puderam acompanhar, como voluntários, o trabalho da companhia, patrocinadora do time MAPFRE na Volvo Ocean Race, na Vila da Regata.

    Na ocasião, Luis Gutiérrez, presidente da MAPFRE Seguros, contou um pouco de sua trajetória profissional. “Esse é um primeiro passo para as carreiras desses jovens, é importante que eles saibam que temos muito orgulho do trabalho que realizaram aqui e que devem sempre confiar em si mesmos”, diz.

    Acompanhados por profissionais da companhia, os voluntários, com idades entre 14 a 20 anos, ocuparam funções como produtor executivo, assistente de produtor executivo, produtor de logística, atendimento, produtor técnico, produtor operacional e promotor. A vivência e o treinamento são fundamentais no processo de formação de um profissional de eventos. Para a companhia, a iniciativa de qualificação de jovens, reforça seu compromisso de deixar um impacto positivo na comunidade de Itajaí para além da Volvo Ocean Race.

    Os certificados foram entregues por Luis Gutiérrez e Olga Zanella, presidente do Instituto Crescer.

    Para mais informações sobre a VOR 17/18, acesse: http://desafiomapfre.com/

    Fonte: CDN, em 23.04.2018.

  • mapfre

    Velejadores partiram para disputar a oitava perna da Volvo Ocean Race

    imagem mapfre 23042018

    No último domingo (22), o time MAPFRE de regata se despediu do Brasil. Na oitava etapa da Volvo Ocean Race, a equipe saiu de Itajaí, no litoral de Santa Catarina, para percorrer mais de 40 mil milhas náuticas com destino a Newport, nos Estados Unidos.

    Na largada, Luis Gutiérrez, presidente da MAPFRE Seguros, foi a personalidade escolhida para ser o jumper do time, ou seja, mergulhou do veleiro no mar, marcando o fim da passagem do barco espanhol pelo país. Até o momento, o time MAPFRE tem 45 pontos, e ocupa o segundo lugar na classificação geral, após uma importante vitória na corrida In-Port Race, realizada na última sexta-feira (20).

    Depois de Newport, a equipe ainda cruzará o Oceano Atlântico até a Europa, parando por Cardiff (País de Gales) e Gotemburgo (Suécia), até finalmente chegarem a Haia (Holanda), onde se encerrará esta edição da Volvo Ocean Race em junho. Ao todo, a volta ao mundo a bordo do veleiro levará nove meses.

    Ter uma equipe na Volvo Ocean Race apenas reforça o consistente trabalho que temos desenvolvido no apoio ao esporte e reflete alguns de nossos valores, como confiança e solidez. Além disso, a competição fortalece a presença da MAPFRE em diversos mercados ao redor mundo”, afirma Wilson Toneto, CEO da MAPFRE no Brasil.

    MAPFRE na Vila da Regata

    Nos 18 dias que ficou sediada em Itajaí, a Vila da Regata movimentou a cidade e contou com a participação de aproximadamente 400 mil visitantes. Já o boulevard MAPFRE foi sucesso de público e recebeu mais de 45 mil pessoas.

    A participação da MAPFRE na Volvo Ocean Race também foi marcada pelas ações da Fundación MAPFRE, que impactaram, de forma lúdica e interativa, mais de 1.500 crianças com conteúdo sobre prevenção de afogamentos.

    Além desta ação, a companhia em parceria com o Instituto Crescer, entidade da região que elabora projetos com foco na qualificação de adolescentes, contribuiu para que 45 jovens tivessem sua primeira experiência de trabalho na Volvo Ocean Race. "O Programa MAPFRE Junior mostrou que devemos continuar trabalhando na formação de jovens, contribuindo e incentivando o início de suas carreiras profissionais”, afirma Toneto.

    Para mais informações sobre a VOR 17/18, acesse: http://desafiomapfre.com/

    Fonte: CDN, em 23.04.2018.